Atos 4 Estudo: É necessário ser ousado

Neste capítulo de Atos 4 Estudo temos o primeiro relato de um impasse envolvendo os apóstolos e os mestres da lei. Apesar da cura do aleijado e o sermão proferido para a multidão visto no estudo de Atos 3 ter levado cerca de 5 mil pessoas ao arrependimento.

Esses acontecimentos repercutiram negativamente entre os mestres da lei recém chegados no local, resultando na prisão de Pedro e João.

Advertisement

Mas o Espírito Santo continuou usando os apóstolos, impressionando até mesmo os interrogadores.

Além disso, o posicionamento dos apóstolos durante todo este capítulo permite uma reflexão sobre como os cristãos atuais agem diante das adversidades e das almas perdidas.

Esse estudo é de grande importância para você continuar crescendo e tornar sua fé cada vez mais madura. Está pronto? Então vamos lá!

Advertisement

Atos 4 Estudo: O Contexto Histórico

O capítulo 4 de Atos é a continuação direta dos acontecimentos do capítulo anterior.

Narrando exemplos da trajetória dos apóstolos depois do dia de Pentecostes, o evangelista Lucas segue a mesma linha de pensamento que teve ao escrever o capítulo 3.

A falsidade dos mestres da lei daquele tempo estava sendo exposta desde o ministério de João Batista. Eles nunca conseguiram argumentar com Jesus e diversas vezes diante do povo o Senhor revelava quem eles eram de fato.


⚠️ Grupo VIP de estudos no WhatsApp:


Desse modo, tudo relacionado ao Nazareno era uma ameaça para os mestres da lei e a morte de Jesus tinha resolvido o “problema” deles aparentemente.

Advertisement

Entretanto, os seguidores de Jesus continuavam o legado dele e propagavam sua ressurreição e reinado eterno.

Por outro lado, os apóstolos, agora em um cenário de perseguição, demonstram como cristãos cheios do Espírito Santo comportam-se diante das dificuldades.

A prisão era apenas o início do que estava por vir na vida deles e mais ousadia era necessária para eles prosseguirem sua missão de propagar o evangelho.

Já que a manifestação da luz sempre irá gerar uma reação das trevas.

(Atos 4:1-7) Quem está em trevas é incomodado pela luz

¹ E, enquanto falavam ao povo, os sacerdotes, e o capitão do templo, e os saduceus, vieram a eles,

Advertisement

² muito irritados porque ensinavam ao povo e anunciavam, por Jesus, a ressurreição dos mortos.

 ³ E lançaram mão deles, e os colocaram sob custódia até ao dia seguinte, porque já era tarde.

 ⁴ Entretanto, muitos dos que ouviram a palavra creram, e o número de homens era de quase cinco mil.

E aconteceu que, no dia seguinte, os seus governantes, os anciãos, os escribas,

e Anás, o sumo sacerdote, e Caifás, e João, e Alexandre, e todos os que eram parentesco do sumo sacerdote, reuniram-se em Jerusalém.

 ⁷ E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder, ou em nome de quem fizestes isto?


⚠️ Aprenda mais da Palavra de Deus:


Comentário: O capítulo começa demonstrando a reação dos mestres da lei diante da cura do aleijado e o sermão de Pedro.

Advertisement

Eles ordenaram a prisão dos dois apóstolos sem pensar duas vezes, pois foram os principais responsáveis em matar Jesus e agora estavam vendo homens agindo em nome Dele.

Em Lucas 11, temos uma das censuras aos mestres da lei feita pelo Senhor Jesus e no versículo 52 Ele disse o seguinte:

“Que aflição os espera, especialistas da lei! Vocês se apossaram da chave do conhecimento e, além de não entrarem no reino, impedem que outros entrem”.

Para os mestres da lei não bastava recusar Jesus e sua mensagem, eles também impediam outros de tomarem a própria escolha de entrar ou não no reino de Deus.

O conhecimento deturpado da Lei de Moisés, o orgulho gerado pelo alto cargo obtido deixaram esses mestres em densas trevas.

A inveja também era um dos motivos para o comportamento maligno daqueles que deviam cuidar do povo de Deus, como pode-se ver no estudo de Atos 5.

Então diante da luz do evangelho, a reação dos mestres da lei não podia ser outra, a não ser tentar impedir a qualquer custo o brilho dela.

Advertisement

(Atos 4:8-12) Não há salvação em nenhum outro

Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, disse a eles: Governantes do povo e anciãos de Israel,

se nós hoje somos examinados acerca de uma boa ação feita a um homem enfermo, e do modo que ele foi curado,


⚠️ Manual Bíblico Recomendado!


¹⁰ seja do conhecimento de todos vós, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo de Nazaré, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, por ele este homem está em pé diante de vós.

¹¹ Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.

Advertisement

¹² E em nenhum outro há salvação, porque não há nenhum outro nome dado aos homens debaixo do céu, pelo qual devamos ser salvos.

Comentário: Em seguida, diante da pergunta feita pelos Mestres da lei, Pedro cheio do Espírito Santo falou com autoridade sobre o único caminho para a salvação.

Ele estava confiante nas palavras de Jesus acerca de como o Espírito Santo iria fazê-lo dizer as palavras certas em um momento como aquele (Lucas 12:12) e assim aconteceu.

Da mesma forma, na perseguição ou em qualquer outra dificuldade você deve continuar lutando pela fé nas promessas de Deus sobre a sua vida.

A dor da dificuldade é incomparável com a alegria obtida no Senhor mesmo nesses momentos.

Além disso, podemos suportar tudo pelo poder daquele que nos fortalece e não deixar eventos externos abalarem nossas convicções interiores.

(Atos 4:13-18) Não existem argumentos contra a verdade absoluta

¹³ Ora, eles vendo a ousadia de Pedro e João, e percebendo que eles eram homens iletrados e ignorantes, se maravilharam; e tinham conhecimento de que eles haviam estado com Jesus.

Advertisement

¹⁴ E, contemplando o homem que fora curado em pé com eles, nada podiam dizer contra isto.


⚠️ Aprenda a Pregar a Palavra de Deus:


¹⁵ Então lhes ordenaram que saíssem do conselho, e eles deliberavam entre si,

¹⁶ dizendo: O que faremos a estes homens? Porque certamente um milagre notável feito por eles é manifesto e todos os que habitam em Jerusalém, e não podemos negá-lo.

¹⁷ Mas, para que não se espalhe ainda mais entre o povo, ameacemo-los, para que de agora em diante eles não falem mais nesse nome a nenhum homem.

¹⁸ E, chamando-os, ordenaram-lhes que de nenhum modo falassem nem ensinassem em nome de Jesus.

Comentário: Os mestres da lei sempre tentaram encontrar erros naquilo que Jesus fazia e falava e nunca obtiveram sucesso.

Agora com os apóstolos eles fizeram o mesmo, mas como daquela vez ficaram sem argumentos e através de ameaças tentaram impedir a propagação do evangelho.

O poder do Espírito Santo fez Pedro falar com uma autoridade impressionante, o milagre do homem era incontestável e os ensinos de Jesus eram impossíveis de serem combatidos.

Isso porque nunca existiram e nem existirão argumentos suficientes para contrariar a verdade absoluta.

(Atos 4:19-22) Temer os homens ou o Senhor?

¹⁹ Mas, Pedro e João lhes responderam e disseram a eles: Julgai vós se é justo, aos olhos de Deus, ouvir a vós mais do que a Deus.

²⁰ Porque nós não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido.

²¹ Depois de ameaçá-los ainda mais, os deixaram ir, não achando nada para castigá-los, por causa do povo, porque todos homens glorificavam a Deus pelo que acontecera.

²² Porque o homem em quem se operara aquele milagre de saúde, tinha mais de quarenta anos de idade.

Diante das ameaças mais uma vez Pedro se posicionou de acordo com sua fé inabalável em Deus e no seu Filho Jesus.

Temer os homens ou o Senhor? Essa era a questão naquele momento e que perdura até aos dias de hoje.

O temor dos homens tem impedido muitas pessoas de pregarem o evangelho para os colegas de trabalho, de faculdade, familiares e amigos.

Mas o certo aos olhos do Senhor é superar a barreira do medo e falarmos do seu amor.

Não podemos nos envergonhar de Jesus, senão ele também fará o mesmo conosco.

Já que o não compartilhamento da mensagem do evangelho pode implicar na condenação de alguém e o desejo do Senhor é a salvação de todos.

Por mais que muitas vezes pareça ser assustador você pode pedir mais ousadia para Deus, bem como contar com o Espírito Santo para temer ao Senhor e obedecer o chamado para pregar o evangelho onde estiver.

(Atos 4:23-31) O ousado clamor dos apóstolos

²³ E, soltos eles, foram para a companhia dos seus e contaram tudo o que os principais dos sacerdotes e os anciãos lhes disseram.

²⁴ E, ouvindo eles isto, levantaram a voz a Deus, unânimes e disseram: Senhor, tu és o Deus que fizeste o céu, e a terra, e o mar, e tudo o que neles há;

²⁵ que pela boca do teu servo Davi disseste: Por que os pagãos se enfurecem, e os povos imaginam coisas vãs?

²⁶ Os reis da terra se levantaram, e os governantes se reuniram contra o Senhor, e contra o seu Cristo.

²⁷ Porque, verdadeiramente eles se ajuntaram contra o teu Santo Filho Jesus, que tu ungiste, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e o povo de Israel,

²⁸ para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho determinaram antes para ser feito.

²⁹ E agora, Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra,

³⁰ estendei a tua mão para curar, e para que sinais e maravilhas sejam feitos pelo nome do teu santo filho Jesus.

³¹ E, tendo eles orado, foi abalado o lugar em que eles estavam reunidos, e todos foram cheios com o Espírito Santo e anunciavam a palavra de Deus com ousadia.

Comentário: Apesar de sofrerem mais ameaças antes de serem soltos pelos mestres da lei, os apóstolos não se abalaram com isso.

Eles contaram para os seus companheiros todas essas ameaças e em uma só voz clamaram pela ajuda do Senhor.

A oração deles é surpreendente, pois os seguidores de Jesus poderiam pedir proteção, forças para não se abater com aquelas ameaças ou qualquer coisa do tipo.

No entanto, eles pedem mais ousadia, mais coragem, para anunciar a palavra de Deus.

Como também o estender das mãos do Eterno para realizar sinais e maravilhas entre o povo por meio do seu Servo Jesus.

Então o Espírito Santo estremeceu o lugar onde eles estavam reunidos e capacitou todos eles para fazerem o que haviam pedido na oração.

Segundo o apóstolo Paulo, o Senhor não nos deu um Espírito de temor, mas de fortaleza, amor e equilíbrio.

Portanto, toda capacidade para você levar a mensagem do evangelho está unida ao desejo genuíno de contribuir com esse propósito divino.

(Atos 4:32-37) A Igreja de Cristo em sua essência

³² E a multidão dos que criam era um só coração, e uma só alma, e ninguém dizia que algo do que possuía fosse seu, mas tinham todas as coisas em comum.

³³ E com grande poder os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e havia uma abundante graça sobre todos eles.

³⁴ E não havia nenhum necessitado entre eles; porque todos os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam o valor das coisas que foram vendidas,

³⁵ e as depositavam aos pés dos apóstolos. E distribuía-se a cada homem segundo a sua necessidade.

³⁶ Então José, a quem pelos apóstolos haviam sido apelidado de Barnabé (que é, sendo traduzido, filho da Consolação), levita, do país de Chipre,

³⁷ possuindo terra, vendeu-a, e trouxe o dinheiro, e o depositou aos pés dos apóstolos.

Comentário: O término do capítulo demonstra a Igreja de Cristo em sua essência.

Guiados pelo Espírito Santo, todos os crentes eram muito generosos, estavam em completa unidade e os apóstolos continuavam espalhando o evangelho por onde iam.

A igreja agradável aos olhos do Senhor é exatamente essa, preocupada com o outro e em estar no centro da vontade de Deus.

Apesar de atualmente muitas terem perdido essa essência em algum momento, a prática das primeiras obras da Igreja podem ser replicadas nos dias de hoje.

A mudança de um grupo começa pela mudança de uma única pessoa e você pode ser o catalisador da transformação do local onde você está inserido.

Conclusão

Por fim, o estudo de Atos 4 nos encoraja a confiar em Deus mesmo em tempos difíceis e não sermos indiferentes em relação ao próximo e a missão confiada em nossas mãos.

Os apóstolos não deixaram os sentimentos serem mais fortes e foram corajosos ao permitirem o Espírito conduzi-los mais uma vez.

O Senhor também está com você e como cuidou e capacitou os apóstolos há dois mil anos Ele quer fazer o mesmo em sua vida.

Mas antes disso Deus quer ver esse desejo de ir para níveis maiores em você.

Porque para ter uma ousadia externa é necessária uma ousadia interior para enfrentar a lógica, o medo e qualquer outra coisa que seja um obstáculo para você crer de forma genuína e madura.

Atos 4 estudo.
Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    1 Comentário

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.