Salmo 27 Estudo: Confiança e compromisso com Deus

A importância de conhecer, e entender o Salmo 27 está na ligação, que esse tem com o caminho percorrido por Jesus quando estava para ser crucificado.

Nesse contexto, em vários momentos o clamor feito por Davi a Deus, foi o mesmo de Jesus em seu Caminho ao Calvário.

Advertisement

Do mesmo modo que o Rei Davi possuía a convicção de sua salvação por meio de Deus, assim tinha o Filho Bendito em sua ressurreição através do Pai.

Assim, é interessante entender esses pontos de conexão entre essas passagens na Bíblia, e é exatamente isso que iremos fazer neste estudo do Salmo 27. Além disso, outro capitulo que também faz paralelo ao clamor de Davi e o de Jesus é o salmo 26.

A Coerência de Davi

A confiança no socorro Divino sempre fez parte da vida do rei Davi, desde quando ele era ainda um pastor da casa de seu pai, a sua fé era notável em todos os salmos produzidos.

Advertisement

Outro ponto de coerência era que todas as coisas que aconteciam na vida de Davi, levavam ele a estabelecer louvor e honra a Deus. O rei Davi apesar de todos os pecados cometidos ainda foi chamado de “homem segundo o coração de Deus´´.

Isso porque, apesar de suas falhas, ele tinha plena confiança em Deus, e ao se arrepender nunca mais voltava a cometer o mesmo erro.

Fica evidente que o estudo de Salmos é crucial para todos os cristãos, pois assim como Davi, falhamos e erramos, mas precisamos ter a convicção de que o Redentor pode nos redimir de nossos pecados, se tivermos fé nele.


⚠️ Grupo VIP de estudos no WhatsApp:


Salmo 27 Estudo Completo

Abaixo é feito uma análise detalhada de cada versículo de forma simples, mas profunda, com o objetivo de torna as escrituras acessíveis ao entendimento.

Advertisement

(Salmo 27:1) Confiança plena na salvação

¹ O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei?

A quem temerei? Davi durante o seu reinado teve que enfrentar vários adversários, e muito deles eram mais poderosos que o seu exército.

No entanto, Davi encontrava solução e socorro no Senhor dos Exércitos, aquele que nunca perdeu uma batalha, e em virtude dessa fé ele não receava inimigo algum

Em paralelo a esse contexto, essa suplica também representa Cristo Jesus no Jardim do Getsêmani, que mesmo em meio a escuridão o seu coração se regozijou em sua fé.

(Salmo 27:2) Inimigos frustrados

² Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.

Advertisement

A vitória é certa: Aos olhos naturais, as chances de vitória eram mínimas, os inimigos de Davi sempre foram muitos, e o seu reinado foi caracterizado por várias guerras.

Mas o inesperado ocorria, pois quem guerreava e batalhava pelo rei, era o Criador. E assim aqueles que perseguiam eram frustrados.


⚠️ Aprenda mais da Palavra de Deus:


Esse versículo também corresponde quando os montões de pessoas chegaram para prenderem Jesus, e ele ao declarar quem era, esses caíram por terra.

(Salmo 27:3) Fé inabalável diante das situações difíceis

³ Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria.

Plenitude em meio ao caos: Essa era uma virtude encontrada em Davi, de se manter estável mesmo em um cenário caótico.

É possível perceber que durante os versículos a situação vai gradativamente se agravando, e mesmo assim o posicionamento de Davi não muda, a confiança dele no Altíssimo continua a mesma.

Essa confiança que Davi tinha também pode ser reconhecida em Jesus pelo Pai.

Advertisement

(Salmo 27:4) A contemplação do Senhor

⁴ Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo. ´´

O poder de contemplar a Deus: Davi sabia que existia muito poder em contemplar a formosura de Deus, e como estar perto pode ser a solução para muitas guerras e batalhas.

Essa mesma contemplação foi a que Jesus teve quando estava sendo crucificado, o seu olhar permaneceu firme no céu, mostrando dessa forma que permanecer olhando para Deus nos ajuda a vencer até mesmo a morte.

(Salmo 27:5) Refúgio para as adversidades

⁵ Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha.

Cristo é esconderijo nos dias maus: A rocha é retratada na Bíblia como o próprio Deus, e ele é socorro e abrigo para aqueles que confiam.


⚠️ Manual Bíblico Recomendado!


E é nesse contexto que Davi pode ser inserido, de plena confiança em Deus, ao ponto de conseguir esconde-lo da adversidade.

Advertisement

(Salmo 27:6) Exaltação diante dos inimigos

⁶ Também agora a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão em redor de mim; por isso oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao Senhor.

A certeza da vitória sobre os inimigos: Davi já comemorava a vitória sobre seus inimigos e oferecia honra ao Criador, mesmo quando os seus adversários estavam ao seu redor.

O mesmo posicionamento pode ser visto quando Jesus estava a caminho do Calvário, e mesmo estando rodeado por seus inimigos, glorificou o Pai, por duas vezes.

E tanto Jesus, como Davi, foram exaltados por Deus diante daqueles que os perseguiam.

(Salmo 27:7) Súplicas ao Salvador

⁷ Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me.

Advertisement

Pedido de socorro: Nesse momento o rei clama para ser ouvido, e deseja por piedade e resposta.

Esse momento pode ser relacionado com o de Cristo Jesus, quando foi abandonado por seus discípulos e clamou pelo seu Pai. Além disso, esse versículo tem um contexto semelhante ao estudo do salmo 28, no qual é uma súplica.

(Salmo 27:8) Olhar para a face de Deus

⁸ Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.

A importância da intimidade: Nesse momento só a intimidade com Cristo, o olhar para Deus podia trazer socorro para Davi, por isso a instrução que ele recebe é a de olhar para a face de Deus, e assim ele se dispõe a obedecer.


⚠️ Aprenda a Pregar a Palavra de Deus:


(Salmo 27:9) Temor de ser rejeitado

⁹ Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira; tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação.

Dependência da ajuda Divina: Davi tinha temor de Deus se ausentar dele, e de ser rejeitado, pois sabe que a ajuda divina foi o que o livrou da mão de seus inimigos.

Advertisement

Jesus quando já estava crucificado faz uma oração parecida, pedindo para o seu Pai não o abandonar.

(Salmo 27:10) Amor infalível

¹⁰ Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.

O amor perfeito em Deus: Ainda que o amor terreno mais forte, que é o amor de um pai e uma mãe para com o filho, falhe, o do Altíssimo não desampara e por isso esse amor não é débil com o do ser humano.

(Salmo 27:11) Caminho de salvação

¹¹ Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e guia-me pela vereda direita, por causa dos meus inimigos.

O caminho do Senhor: Davi mostra nesse versículo, que uma forma de escapar dos inimigos é sendo guiado pelo caminho que Deus ensina. Esse caminho várias vezes é citado nos salmos como vereda direita.

(Salmo 27:12) Súplicas para não ser entregue ao inimigo

¹² Não me entregues à vontade dos meus adversários; pois se levantaram falsas testemunhas contra mim, e os que respiram crueldade.

Esperança na justiça infalível: Era essa confiança que o rei tinha no Deus Vivo, e ao apresentar os seus adversários com as injustiças que eles cometiam, esperava que fosse alcançado pela bondade e misericórdia, mas também a justiça do alto.

(Salmo 27:13) Enxergando a bondade do Senhor no mundo

¹³ Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria a bondade do Senhor na terra dos viventes.

Fé para enxergar a bondade: Mesmo no contexto que Davi vivia, de muita guerra durante o seu reinado, ele não deixou de crer na bondade de Deus na terra dos viventes. E sem dúvidas, ele teria sido tomado por medos e angústias se não tivesse adotado esse tipo de postura.

O mesmo comportamento foi adotado por Jesus antes de sua morte, pois esse mesmo em meio a grande sofrimento perdoo aqueles que o acusavam.

(Salmo 27:14) O segredo de esperar em Deus

¹⁴ Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.

Esperar em Deus: Esse era um dos grandes segredos do Rei Davi, se animar e esperar no socorro de Deus, e dessa forma ele era fortalecido, meio em meio as tribulações.

Então esse foi o estudo do salmo 27, espero que tenha gostado, que o Altíssimo abençoe você e sua família grandiosamente, paz.

Salmo 27 estudo.
Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    2 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.