1 Coríntios 3 Estudo: Deus dá o Crescimento

Advertisement

Em 1 Coríntios 3, veremos que Paulo explicará aos membros de Corinto o papel dos missionários no evangelho do reino de Deus. Ele ensinará que as congregações são lugares de habitação do Espírito e aconselhará aos membros a não se acharem mais do que os outros.

Também advertirá sobre a influência de pessoas iníquas sobre eles e a evitar as práticas e filosofias imorais que se disseminavam por Corinto na época. Ele iniciará o ensino falando sobre os cristãos carnais, mostrando que não importa o quão espiritual possam ser, inveja e divisões entre eles destroem a obra do evangelho.

Advertisement

Os ministros que eles escolhem servir, criando facções, semeiam e regam, mas é Deus que dá o crescimento e o isso só acontece porque Jesus Cristo é o alicerce. A sabedoria do mundo não é mais poderosa que a direção do Espírito, portanto, o que parece loucura ao mundo é sabedoria de Deus para nós, os que cremos.

Contexto histórico

Acompanhamos Paulo ensinando a raiz de sua pregação, o poder que Deus dá, afim de que a fé dos coríntios não se apoie em conhecimento humano, desejando que os crentes dessa igreja nutram um relacionamento íntimo e espiritual com Deus, e não uma mera religião como a dos fariseus e saduceus. Essa distinção entre a sabedoria de Deus e o que está preparado é a real importância do Espírito Santo nessa relação.



É Ele que os ajuda em suas falhas, Ele é o amigo fiel, o paracleto, que os resgata do pecado, os convence do erro, os faz sentir que algo está fora de alinhamento com o Pai, os impulsiona a uma atitude de mudança e traz consolo aos tristes e força aos abatidos. Acompanhe a seguir o estudo completo de 1 Coríntios 3.

Advertisement

(1 Coríntios 3:1-3) Bebês em Cristo

Nesses versículos, Paulo aborda a questão da imaturidade espiritual dos coríntios. Ele começa destacando que não pôde falar com os crentes como a pessoas espirituais, mas como a carnais, como a bebês em Cristo. Aqui, Paulo enfatiza a distinção entre os crentes espirituais, maduros na fé, e os carnais, que permanecem em um estado de imaturidade espiritual. Ele aponta para sinais evidentes dessa imaturidade, como inveja, contendas e divisões entre eles. Esses comportamentos são característicos da natureza carnal, não da espiritual.

Paulo lamenta que, apesar do tempo que passaram com os coríntios, ainda são imaturos espiritualmente. Ele destaca a necessidade de crescimento espiritual contínuo e a busca pela maturidade em Cristo. Ainda assim, Paulo os encoraja, reconhecendo que eles ainda são crentes em Cristo, mesmo que imaturos.

Esses versículos nos lembram da importância do crescimento espiritual na vida cristã. Destacam a necessidade de deixarmos de lado as obras da carne e crescermos na fé, buscando constantemente a maturidade espiritual. Devemos nos esforçar para superar as divisões e conflitos, buscando a unidade no corpo de Cristo. Paul deseja que os coríntios avancem para um entendimento mais profundo da fé e vivam de acordo com a vontade de Deus.

Essa análise nos lembra da importância de crescermos na fé, deixando para trás as atitudes carnais e buscando a maturidade espiritual em Cristo.

(1 Coríntios 3:4) Divisão entre Paulo e Apolo

Em 1 Coríntios 3:4, Paulo continua sua crítica à imaturidade espiritual dos coríntios, destacando sua divisão e partidarismo. Ao identificarem-se com líderes específicos, como Paulo, Apolo ou Cefas, eles revelam uma mentalidade mundana e carnal, em vez de uma perspectiva espiritual madura.

Paulo enfatiza que essa atitude é contraproducente para o crescimento espiritual e prejudicial à unidade da igreja. Ao destacar “eu sou de Paulo” ou “eu sou de Apolo”, eles revelam uma mentalidade sectária e egoísta, em vez de um compromisso unificado com Cristo.

Essa abordagem fragmentada mina a verdadeira identidade cristã e enfraquece o testemunho da igreja diante do mundo. Paulo está chamando os coríntios a superarem essas divisões e a focarem em Cristo como o verdadeiro fundamento da fé e da comunidade cristã.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(1 Coríntios 3:5-6) Deus dá o crescimento

Nestes versículos Paulo continua sua crítica à mentalidade partidária dos coríntios, apontando para a verdadeira fonte de todo o ministério e crescimento espiritual. Ele enfatiza que os líderes, como Paulo, Apolo ou Cefas, são apenas instrumentos de Deus, não objeto de lealdade exclusiva.

Ao destacar que cada um cumpre o seu papel de acordo com a capacitação que Deus lhe concedeu, Paulo convida os coríntios a reconhecerem que o verdadeiro crescimento e sucesso vêm de Deus, não dos líderes humanos. Essa perspectiva redireciona o foco para o Senhor como o verdadeiro autor e sustentador da obra na igreja.

Paulo ilustra isso com a imagem de plantação e rega, enfatizando que Deus é quem dá o crescimento espiritual, enquanto os líderes são apenas colaboradores no processo. Essa ênfase centraliza a soberania de Deus e incentiva uma humilde dependência d’Ele em todos os aspectos do ministério e da vida cristã.

(1 Coríntios 3:7) Tudo é Deus

Em 1 Coríntios 3:7, Paulo continua a enfatizar a soberania divina no ministério. Ele destaca que ninguém deve receber crédito por algo que Deus realiza. Ao atribuir a Deus todo o mérito pelo crescimento espiritual e pelo sucesso no ministério, Paulo desafia a mentalidade competitiva e exaltada dos coríntios.

Ele os lembra de que tudo o que eles possuem, seja talento, habilidade ou oportunidade, é dado por Deus. Essa perspectiva humilde e centrada em Deus convida os crentes a abandonarem a busca por reconhecimento e a se submeterem ao plano soberano de Deus em todas as áreas de suas vidas e ministérios.

(1 Coríntios 3:8-9) Cada um receberá pelo seu trabalho

Paulo continua a enfatizar a soberania divina no ministério. Ele destaca que os obreiros são cooperadores de Deus na obra do evangelho. Ao usar a metáfora de um campo e de um edifício, Paulo ilustra como cada pessoa desempenha um papel específico no crescimento e na edificação da igreja.

Ele ressalta que, apesar das diferentes funções e responsabilidades, todos trabalham juntos em prol do mesmo objetivo: glorificar a Deus. Essa perspectiva desafia os coríntios a reconhecerem a importância da colaboração e da unidade no corpo de Cristo, encorajando-os a valorizar cada membro da comunidade cristã e a contribuir para o avanço do reino de Deus.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(1 Coríntios 3:10-17) Construindo sobre o Fundamento de Cristo

Paulo destaca a responsabilidade de construir sobre o fundamento de Cristo. Ele adverte contra a construção de uma base com materiais inadequados, que podem ser facilmente destruídos. A qualidade e a integridade do trabalho são testadas pelo fogo do julgamento de Deus.

Paulo também enfatiza a santidade do templo de Deus, que é a igreja, e adverte contra a corrupção e a divisão. Ele lembra aos coríntios que, como indivíduos e como comunidade, são templos do Espírito Santo e devem viver em conformidade com essa realidade.

(1 Coríntios 3:10) Sedes mestres de obras

Paulo compara-se a um sábio mestre construtor e destaca a importância de edificar sobre o fundamento, que é Jesus Cristo. Ele adverte que devemos ter cuidado com a qualidade do trabalho que realizamos na obra de Deus.

A base sólida é essencial, pois influencia a estabilidade e a durabilidade da construção espiritual. Cada um deve ter discernimento ao contribuir para o crescimento e a edificação do corpo de Cristo, reconhecendo a responsabilidade e a seriedade desse empreendimento.

(1 Coríntios 3:11-12) Cuidado ao construir

O foco central desta passagem é Jesus Cristo como o único fundamento sólido para a vida cristã e a edificação da igreja. Paulo enfatiza que não pode haver outro fundamento além de Jesus, pois Ele é o alicerce inabalável. Além disso, destaca a importância de construir sobre esse fundamento com materiais de qualidade, como ouro, prata e pedras preciosas, que representam boas obras e fidelidade ao Evangelho.

Esses elementos resistem ao teste do fogo, enquanto obras de qualidade inferior, como madeira, feno e palha, são consumidas. Portanto, é essencial que os cristãos busquem construir suas vidas sobre o firme fundamento de Jesus, com base em uma fé sólida e obras que glorifiquem a Deus.

(1 Coríntios 3:13) Cada homem será provado

No Dia do Senhor, quando todos os crentes serão submetidos ao escrutínio divino, suas obras serão reveladas por meio do fogo do julgamento. Este fogo não apenas purificará as obras genuínas, representadas pelo ouro, prata e pedras preciosas, mas também consumirá as obras infrutíferas, representadas pela madeira, feno e palha.

Paulo enfatiza que a qualidade das obras é o que importa, não apenas a quantidade, e que cada um será recompensado ou sofrerá perda conforme suas obras. Isso ressalta a importância de viver uma vida cristã que honre a Deus e produza frutos eternos, em vez de se concentrar em atividades vazias ou egoístas.

(1 Coríntios 3:14-17) Purificação e Preservação

No Dia do Senhor, o crente cujas obras permanecerem será recompensado, enquanto aquele cujas obras forem queimadas sofrerá perda. O templo de Deus é sagrado, e aquele que o destruir será destruído por Deus. O crente individual e a igreja como um todo devem buscar a santidade e evitar qualquer coisa que possa desonrar o templo de Deus, que somos nós, tanto individualmente quanto coletivamente.

(1 Coríntios 3:14) Haverá recompensa se permanecer

A recompensa do crente no Dia do Senhor está intrinsecamente ligada à qualidade de suas obras. Se suas obras resistirem ao teste do fogo, ele receberá uma recompensa; caso contrário, sofrerá perda.

Isso enfatiza a importância de edificar sobre o alicerce de Cristo com materiais de valor eterno, como o amor, a fé e as boas obras, em vez de construir com materiais que não resistem ao teste do tempo, como motivações egoístas ou doutrinas equivocadas. A perseverança na santidade e na fé é essencial para receber uma recompensa no Dia do Senhor.

(1 Coríntios 3:15-18) Haverá perda se for consumida

Aqui Paulo adverte que, se alguém tiver obras de qualidade inferior, suas construções serão destruídas, embora ele mesmo seja salvo, mas apenas como que através do fogo. Isso sugere que, embora possa ser salvo, ele experimentará perda de recompensa no Dia do Senhor devido à falta de obras eternas.

Paulo continua enfatizando a sabedoria deste mundo como tolice diante de Deus. Ele ressalta que a sabedoria humana não é compatível com a sabedoria de Deus. Aqueles que se gloriam em homens e seguem divisões estão agindo de acordo com padrões carnais, não espirituais.

Eles ainda são mundanos e imaturos espiritualmente, pois ainda estão presos em disputas e invejas. Paulo exorta-os a se arrependerem e a buscar a sabedoria de Deus, que é santa e pura. É somente através de uma transformação interna, pelo Espírito Santo, que eles podem crescer na maturidade espiritual e discernir entre o que é espiritual e o que é carnal.

(1 Coríntios 3:19-20) A sabedoria de Deus

Paulo cita a sabedoria dos sábios deste mundo como tolice aos olhos de Deus, citando o Salmo 94:11 para reforçar seu ponto. Ele desafia a suposta sabedoria humana, argumentando que Deus captura os sábios em sua própria astúcia.

A sabedoria deste mundo é insensatez diante de Deus. Portanto, os coríntios não devem se orgulhar em seus líderes humanos, mas sim em Deus, que é o verdadeiro fundamento de sua fé.

(1 Coríntios 3:21-23) Todos pertencem a Deus

Paulo continua sua argumentação enfatizando que os coríntios não devem se vangloriar de seus líderes humanos, pois todas as coisas pertencem a eles, seja Paulo, Apolo ou Cefas, ou o mundo, a vida, a morte, as coisas presentes ou futuras.

Tudo é deles, mas eles são de Cristo, e Cristo é de Deus. Essa declaração ressalta a soberania e a suficiência de Cristo sobre todas as coisas e lembra aos coríntios que sua identidade e segurança estão em Cristo, não nos líderes humanos.

5 importantes lições que podemos aprender em 1 Coríntios 3

  1. A importância do crescimento espiritual: Paulo enfatiza a necessidade de crescer na fé e no conhecimento de Deus, comparando os crentes a crianças que precisam de alimento espiritual para amadurecerem.
  2. A responsabilidade dos líderes espirituais: O capítulo destaca a responsabilidade dos líderes espirituais de edificar a igreja sobre o alicerce sólido que é Cristo, evitando divisões e rivalidades.
  3. O julgamento de Deus sobre a obra de cada um: Paulo adverte que o trabalho de cada cristão será examinado no Dia do Juízo e que aqueles que construíram sobre fundações frágeis sofrerão perda, embora eles próprios sejam salvos.
  4. A sabedoria divina versus a sabedoria humana: O apóstolo contrasta a sabedoria humana com a sabedoria de Deus, demonstrando que a sabedoria do mundo é tolice aos olhos de Deus.
  5. A igreja como o templo de Deus: Paulo ensina que os crentes são o templo de Deus e que o Espírito Santo habita neles coletivamente, destacando a santidade e a importância da unidade na comunidade cristã.

Conclusão

Por fim, neste capítulo aprendemos que a divisão do povo de Deus sempre irá bloquear a plenitude da obra através do evangelho de Cristo. A unidade da igreja amplia o mover espiritual, quebrando cadeias e trazendo vida nova aos que recebem o Reino de coração.

Aprendemos também que não importa quem pregue, qual seja o ministro, seu nome, posição, influência, sabedoria, conhecimento, tudo pertence a Jesus, o centro de toda e qualquer obra do evangelho passa por Ele, e é através do poder de Deus que o mundo experimenta sua misericórdia e amor.

Nossas obras serão conhecidas e recompensadas, conforme nosso trabalho e dedicação, iremos semear, regar, mas é Deus quem dará o crescimento, como Paulo nos ensina. Tudo pertence a Deus. Amém!

Se você chegou até aqui, é porque você realmente é uma pessoa que está estudando a Bíblia e tendo grande interesse em entender melhor a Palavra de Deus, sendo assim, te convido a conhecer o nosso treinamento onde você irá conhecer sua Bíblia de forma profunda e entender com mais facilidade, tendo acesso a mais de 50 aulas em vídeo com o Professor André Lourenço do Instituto Carisma, entrará para o nossa comunidade exclusiva de alunos podendo conversar com Pastores, Pregadores, Professores e Estudantes da Bíblia de todo o Brasil e mundo, receberá materiais de apoio em livros e muito mais… Clique Aqui e Faça Parte!!

1 Coríntios 3 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *