Provérbios 6 Estudo: A Sabedoria das Advertências

Neste capítulo de Provérbios 6 estudo, podemos observar algumas advertências sobre áreas importantes da vida, e elas servem para nos guiar sobre o que fazer e o que não fazer, seja em relação a nós mesmos ou aos outros.

A passagem começa com uma advertência em relação ao fato de se tornar fiador de outra pessoa, que segundo o sábio, o ideal é que não o façamos, pois há muitos perigos e pode nos trazer danos.

Advertisement

Além disso, nos adverte também em relação à preguiça e enfatiza que não podemos permitir que ela nos domine.

Os preguiçosos são viciados em prazer, mas não querem ter o trabalho e o sacrifício para alcançar aquilo. Ademais, há também advertências em relação aos homens malignos.

Advertisement

Devemos, portanto, evitar tudo isso para o nosso bem segundo a sabedoria do nosso Deus. Acompanhe!

Provérbios 6 Estudo: Contexto histórico

Estes versículos foram feitos para nos advertir em relação aos perigos que se encontram em determinadas decisões ou pessoas.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


Eles nos alertam sobre o perigo de ser fiador, mas isto não significa que nunca devamos ser generosos ou ajudar os outros caso possamos, mas que não devemos prometer o que não podemos cumprir.

Na época de Salomão, um cossignatário que não pudesse pagar perderia tudo o que tinha e, ainda por cima, seria reduzido à escravidão.

Desse modo, mesmo que as leis de hoje sejam diferentes, a incapacidade de quitar uma divida é ainda uma forma de escravidão e pode ser um problema sério.

Advertisement

(Provérbios 6:1-2) Evite se fiador de terceiros

v. 1 Meu filho, se fores fiador do teu amigo, se feriste tua mão com um estranho,

v. 2 tu és laçado pelas palavras da tua boca, tu és tomado pelas palavras da tua boca.

Servir de fiador é “empenhar-se como garantia das dívidas de outra pessoa”; se o devedor faltasse, o filho teria de pagar ou poderia sofrer confisco.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Feriste tua mão com um estranho é literalmente “bateu sua palma da mão”, provavelmente se referindo ao gesto que oficializava o acordo (Rt 4:7-8), um equivalente antigo de um aperto de mãos ou assinatura de um contrato.

Pôr em risco os bens e a reputação pessoal em favor do próximo ou de um amigo é desaconselhável (Pv 17:18). quanto mais em favor de um estranho (Pv 11:15).

(Provérbios 6:3) Liberte-se da mão do teu amigo

v. 3 Faze isto agora, meu filho, e livra-te, quando estiveres na mão do teu amigo; vai, humilha-te, e certifica teu amigo.

Advertisement

O filho está na mão do teu amigo (palma da mão, ver v. 2) porque se o próximo falhasse, o filho deveria pagar.

Ele devia insistir, importunar (“assediar” seu próximo) incessantemente para ser liberado do acordo de fiança. A palavra traduzida como humilha-te pode também ser traduzida como “fatigue-se”.

(Provérbios 6:4) Não sejas preguiçoso e dorminhoco

v. 4 Não dês sono aos teus olhos, nem sonolência às tuas pálpebras.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


Entregar-se ao sono e sonolência quando a pessoa devia estar trabalhando leva á ruína (v. 9-11).

(Provérbios 6:5) Livra-te de tudo que possa te prender

v. 5 Livra-te como uma gazela da mão do caçador, e como um pássaro da mão do passarinheiro.

Advertisement

Um “passarinheiro” é a pessoa que caça aves (Sl 91:3).

(Provérbios 6:6-7) A indolência mora na preguiça

v. 6 Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; considera seus caminhos, e sê sábio;
v. 7 que não tendo guia, feitor, nem governador,

O preguiçoso é uma pessoa indolente (Pv 26:14) que espera sustentar-se sem precisar trabalhar (Pv 20:4) ele se recusa literalmente a levantar a mão (Pv 19:24).

Ele apresenta desculpas para não trabalhar (Pv 22:13). Diferente do oprimido (Pv 31:9), o preguiçoso traz pobreza para si e não é objeto de compaixão.

Advertisement

Seu oposto é a pessoa diligente (Pv 13:4). Enquanto o filho ouve seu pai admoestando o preguiçoso, ele próprio é advertido contra a preguiça (Pv 19:25). Uma pessoa sábia aprende pela observação (Pv 30:24-28); ver “prudência” em (Pv 1:3).

(Provérbios 6:8) Seja como as formigas e garante teu alimento

v. 8 provê seu alimento no verão, e junta sua comida na colheita.

Esse versículo descreve formigas segadoras que estocam cereais em seus ninhos.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


(Provérbios 6:9) Quanto tempo mais irá dormir?

v. 9 Ó preguiçoso, por quanto tempo dormirás? Quando te levantarás do teu sono?

Perguntar por quanto tempo geralmente sugere que alguma coisa ruim vem sucedendo por muito tempo (Pv 1:22).

(Provérbios 6:10) O excesso de descanso somente irá te atrasar

v. 10 Ainda um pouco mais de sono, uma soneca, um pouco a repousar de braços cruzados;

Advertisement

Sobre ainda um pouco mais de sono, uma soneca no versículo 4.

(Provérbios 6:11) A pobreza vinda das próprias atitudes

v. 11 assim virá a tua pobreza como quem viaja, e a tua necessidade como um homem armado.

Pobreza nesse contexto é privação trazida para si próprio (Pv 13:18). Não é o caso das pessoas oprimidas que são pobres em razão das circunstâncias alheias ao seu controle, e que merecem compaixão (Pv 19:17).


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Quem viaja talvez seja um vagabundo ou um andarilho. O homem armado é literalmente um “homem com um escudo”. Seu ataque é súbito e inesperado.

(Provérbios 6:12) Evita andar com o homem malévolo

v. 12 Uma pessoa má, um homem malévolo, anda com a boca perversa,

Advertisement

A palavra hebraica (má) identifica um encrenqueiro que se rebela contra toda autoridade boa e piedosa (Pv 16:27).

Ela é traduzida como “vadios” e “filhos de Belial” em Juízes (Jz 19:22) e “perversos”, “ímpios” e “desordeiros” em muitos lugares (Dt 13:13).

Tal pessoa é descrita em (Pv 6:12-14). “Belial” veio a ser um sinônimo para Satanás (2Co 6:15).

(Provérbios 6:13) O homem mau te engana com seus falsos gestos

v. 13 ele pisca com seus olhos, fala com os pés e ensina com os dedos;

Advertisement

Essa linguagem corporal era aparentemente conspiradora ou enganosa (Is 58:9). Ele literalmente “comprime” os olhos, “arrasta” os pés e “junta os dedos.

(Provérbios 6:14) O coração do homem perverso

v. 14 a perversidade está no seu coração, ele maquina coisas ruins continuamente; ele semeia discórdia.

Sobre perversidade está no seu coração, ver “perversas” na nota em (Pv 2:12). Semear discórdia é espalhar desavença e contenda (Jr 15:10).

(Provérbios 6:15) A queda do homem perverso

v. 15 Portanto sua calamidade virá repentinamente; subitamente será quebrado, sem reparação.

Advertisement

Repentinamente implica surpresa (Js 10:9). Subitamente será quebrado enfatiza ainda mais a rapidez da destruição (Is 29:5-6). As últimas palavras são literalmente “não há cura”.

(Provérbios 6:16) As abominações para o Senhor

v. 16 stas seis coisas o ­SENHOR odeia; sim, sete são abominações para ele:

Sobre odeia, (Pv 3:32).

(Provérbios 6:17) Evite o orgulho e a mentira

v. 17 o olhar orgulhoso, a língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,

Orgulhoso é literalmente “erguidos”. Esse termo descreve pessoas orgulhosas que negam a autoridade de Deus (Sl 18:27).

Advertisement

(Provérbios 6:18-19) O coração que maquina o mal

v. 18 o coração que maquina ideias perversas, pés que se apressam a correr para o mal,

v. 19 a testemunha falsa que fala mentiras, e aquele que semeia discórdia entre irmãos.

Ser uma testemunha falsa e espalhar mentiras são a mesma coisa; as duas são usadas para maior clareza (Pv 14:5). Sobre discórdia, ver nota no versículo 14.

(Provérbios 6:20-24) Honra a lei da tua mãe

v. 20 Meu filho, guarda o mandamento de teu pai, e não abandones a lei da tua mãe;

v. 21 ata-os continuamente sobre teu coração, e amarra-os ao teu pescoço.

v. 22 Quando saíres, ele te guiará; quando dormires, te guardará; e quando acordares, falará contigo.

v. 23 Porque o mandamento é uma lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da instrução são o caminho da vida,

v. 24 para te guardarem da mulher má, das lisonjas da língua da mulher estrangeira.

A instrução que foi incorporada sustenta a pessoa que enfrente desafios morais (Sl 119:11).

Embora o versículo 21 se refira a eles (os), o versículo 22 literalmente diz “ela” o guiará, talvez se referindo ao mandamento ou a lei no versículo 20 ou á Senhora Sabedoria, uma personificação comum da sabedoria.

A palavra para “guiar” aparece em (Sl 23:3). Andar, dormir e acordam abrangem todos os aspectos da vida diária (Sl 139:2).

Sobre vida, (Pv 3:22); sobre mulher estrangeira e lisonjas da língua, (Pv 2:16).

(Provérbios 6:25-26) Não se deixe levar pela beleza que os teus olhos veem

v. 25 Não cobices no teu coração a sua beleza; nem te deixes levar pelas suas pálpebras.

v. 26 Porque, por meio de uma mulher indecente, um homem é levado a pedir um pedaço de pão, e a adúltera caçará pela vida preciosa.

Isso não desculpa a prostituição (1Co 6:15-20) mas ilustra a terrível punição do adultério mediante uma comparação; a adúltera destrói vidas.

(Provérbios 6:27-29) A punição para os traidores

v. 27 Pode um homem tomar fogo em seu peito, e suas roupas não se queimarem?

v. 28 Pode alguém andar sobre as brasas e os seus pés não se queimarem?

v. 29 Assim, aquele que entra à mulher do seu vizinho; quem quer que a toque não será inocente.

Esses versículos ilustram a inevitabilidade do castigo. Ficar sem castigo é um termo legal que significa ser absolvido, declarado inocente, perdoado ou solto; ficar livre de culpa, responsabilidade ou punição (Êx 21:19).

O sentido básico da palavra é ser puro, limpo ou livre. Dizer que alguém não ficará impune é mais enfático do que simplesmente afirmar que essa pessoa será punida (Pv 11:21).

(Provérbios 6:30-33) O adultério destrói a própria alma

v. 30 Os homens não desprezam um ladrão, se ele rouba para satisfazer a sua alma quando está com fome; 

v. 31 mas se for achado, restaurará o tanto sete vezes; dará todos os bens da sua casa.

v. 32 Mas, o que comete adultério com uma mulher, tem falta de entendimento; aquele que faz isso destrói a própria alma.

v. 33 Uma ferida e desonra ele terá; e sua repreensão não será apagada.

Um ladrão é culpado de um crime e deve pagar uma penalidade severa, mas se houver circunstâncias atenuantes, ele não perde totalmente o respeito da comunidade.

Sete vezes não é literal aqui, mas é uma expressão que sugere que ele deve pagar integralmente a penalidade, de duas a cinco vezes aquilo que roubou (Êx 22:1); um transgressor reincidente podia ficar sem nada.

Por outro lado, um adúltero sofre uma punição mais completa, uma repreensão duradoura.

A pessoa que a atrai sobre si tem falta de entendimento (não tem coração; ver nota em Pv 4:23)- é desnorteado.

(Provérbios 6:34-35) Evite o ciúme e a fúria

v. 34 Porque o ciúme é a fúria de um homem; portanto ele não poupará ninguém no dia da vingança.

v. 35 Ele não considerará nenhum resgate, nem descansará satisfeito, mesmo que lhe dês muitos presentes.

Embora um tribunal possa se contentar com o pagamento de uma multa (v. 31), um homem ciumento poderá nunca se contentar (Pv 27:4).

Sobre aceitar… compensação, ver “favorecer” na nota em (Pv 18:5).

O versículo 35 pode ser traduzido: “Ele não verá de modo favorável qualquer tipo de resgate”.

Os presentes são literalmente “suborno” para subverter a justiça (Pv 17:8).

Conclusão

Concluímos, portanto, que esses versículos bíblicos nos ensinam diversas sabedorias sobre questões que passamos no nosso dia-a-dia.

Essas sabedorias quando seguidas, evitam que todos nós entremos em situações delicadas que nos trarão sofrimento, angústia e até perdição da nossa própria alma.

Devemos então, ouvir aos ensinamentos e agir de acordo com ele, sempre deixando que a palavra de Deus e o Espirito santo nos guie pelo melhor caminho.

Provérbios 6 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *