Gênesis 6 Estudo: A Maldade da Humanidade

Advertisement

Neste capítulo de Gênesis 6 estudo, veremos sobre a corrupção do gênero humano e revela a escalada do pecado na humanidade. Após a Queda de Adão, o homem se tornou totalmente depravado e sem amor.

Esse capítulo registra, também, o anúncio do dilúvio sobre a terra. Um esboço pode ser organizado da seguinte forma: a corrupção total da humanidade; Deus ficará descontente com a humanidade, mas se agrada de Noé e Deus anunciará o dilúvio.

Gênesis 6 estudo: Contexto histórico

A maldade se espalha pela terra, os descendentes de Caim tomam conta com seus sentimentos ruins e crueldade. Deus já olha como se não houvesse outra saída que não seja limpar o que Ele criou, eliminando todos os homens.

Aqui Deus não se arrepende, de fato, como muitos questionam, mas Ele lamenta as escolhas dos homens, Ele sente um arrependimento por eles, afinal, Ele não os criou para o mal, para serem mortos ou sofrerem.

Advertisement

Capítulo 1-2

1 E aconteceu que,quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da Terra, e lhes nasceram filhas (os acontecimentos neste Capítulo provavelmente começaram aproximadamente durante a época de Enoque, que foi cerca de mil anos antes do dilúvio.

Houve, sem dúvida, algumas milhares de pessoas povoando a face da Terra nesse momento. O Versículo 1 não tem a intenção de sugerir que o nascimento das meninas superou, em números, o dos meninos, mas tem a intenção de preparar a descrição do que está prestes a se dizer).


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


2 Vendo os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres de todas as que escolheram (os “filhos de Deus” descritos aqui se referem aos anjos caídos, que tinham se colocado a favor de Lúcifer, que encabeçou uma revolução contra Deus durante um período na eternidade passada, para poder corromper a linhagem humana, da qual o Messias viria em última instância.

Eles tentaram corromper essa linhagem casando-se com as “filhas dos homens”, o que produziria uma raça bastarda, por assim dizer, da qual, pelo menos alguns,eram “gigantes”. De qualquer forma, todos os que resultaram dessa união foram contaminados.

Advertisement

O termo “filhos de Deus” no Antigo Testamento, ao menos como se utiliza aqui, não é usado nunca para referir-se a seres humanos; sempre é usado para referir-se aos anjos, sejam justos, ou caídos [Jó 1.6; 2.1]. Em sua curta Epístola, Judas menciona esses “anjos”.

Ele disse que “não guardaram sua dignidade; mas deixaram sua habitação”; então ele diz qual foi o pecado deles: “tinha seguido a carne estranha”. Referente a isto, Judas também disse que Deus “reservou -os em escuridão, encerrando-os nas prisões eternas até o julgamento do grande dia” [Jd 6-7]).

A ADVERTÊNCIA DE DEUS

3 Então disse o SENHOR: Não contenderá o Meu Espírito (o Espírito Santo) com o homem Para sempre (o Senhor está falando aqui do homem, Adão, e não da humanidade em geral),

porque certamente ele é carne (refere-se ao fato de que, apesar de o primeiro homem ter sido criado pessoalmente por Deus, ele era carne e, devido à Queda, em última instância devia morrer; entretanto, serão os seus dias cento e vinte anos partir desse anúncio, seria proporcionado a Adão 120 anos para arrepender-se; não há prova alguma de que ele o fez.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Muitos acreditam que esses 120 anos se referem ao prazo para arrepender-se antes do dilúvio; entretanto, não tem nada a ver com o dilúvio, como vamos demonstrar mais adiante),

4 Naqueles dias, havia gigantes na Terra (como resultado da união dos anjos caídos com as “filhas dos homens”); e também depois (“naqueles dias” se refere à época anterior ao dilúvio, enquanto que “e também depois” se refere ao tempo depois do dilúvio. De fato, Golias, a quem Davi matou, era um dessa linhagem),

Advertisement

pois os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes foram os valentes que houve na antiguidade, os varões de renome (os termos “valentes” e “varões de renome” derrubam a hipótese de que “estes” se referem unicamente à linhagem de Sete e de Caim).

A malícia do homem

5 E Viu o SENHOR que a malícia do homem se multiplicara sobre a Terra (esses “varões de renome”, os gigantes, foram desenvolvendo mais e mais formas de maldade)

e que todo o intuito dos pensamentos de seu coração era continuamente mau (devido a esta infestação, o mal, que começou nos vários processos de pensamento, incorporava todos os seres humanos; tratava-se de uma ação contínua do mal que nunca se apaziguava; crescia constantemente e se tornava mais degradante).

6 E se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na Terra (Deus não muda com respeito à Sua Natureza; entretanto, o fato de que o Senhor se arrepende demonstra a verdade de que Deus, em coerência com Sua Imutabilidade, assume uma mudança de posição, resultante de uma mudança no homem),


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


e Lhe doeu em Seu coração (não é simplesmente uma declaração antropomórfica, como alguns afirmam, e sim uma verdadeira declaração com relação à Natureza de Deus; o pecado entristece o Senhor!).

7 E disse o SENHOR: Destruirei o homem que criei sobre a face da Terra (4 maldade do homem se tornou tão grande, que, se Deus não tomasse essa decisão, o homem em última instância se destruiria, embora levasse muito mais tempo. O pecado tem que ser julgado, e sem dúvida alguma será),

desde o homem até ao animal; até o réptil e as aves do céu; porque Me arrependido de havê-los feito (o reino animal foi feito para o homem,e, se o homem se destrói, não há mais razão nem motivo para a existência do reino animal; portanto, deve ser destruída também).

NOÉ E A ARCA

8 Noé, porém, achou Graça aos olhos do Senhor (é a primeira vez que a Graça é mencionada na Bíblia. A Graça se refere à Bondade de Deus estendida a um homem não merecedor).

9 Estas são as gerações de Noé (o Espírito Santo conclui, já que Noé e sua família foram perfeitos em sua linhagem, no sentido de que não tinham se corrompido pela união dos anjos caídos com as mulheres).

Advertisement

Noé foi varão justo e perfeito em suas gerações (Noé foi justificado diante de Deus por Fé na Semente Prometida, porque o autor de Hebreus disse,mais tarde, que Noé era herdeiro da Justiça que é pela Fé [Hb 11.7]), é Noé andava com Deus (era o único homem sobre a face da Terra naquele momento do qual se podia dizer isso).

10 E gerou Noé três filhos, Sem, Cão e Javé (aprendemos no último Versículo do Capítulo anterior que esses filhos não nasceram até que Noé tivesse”500 anos”).

11 E se corrompeu a Terra diante de Deus, e estava a Terra cheia de violência (significa que todos dessa linhagem foram corrompidos como resultado da união dos anjos caídos com as mulheres).

12 E olhou Deus a Terra, e eis que estava corrompida (“Olhou Deus” denota uma especial observação, como se Ele tivesse instituído uma investigação sobre a real condição da Terra [Sl 14.2]);


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a Terra (a linhagem da raça humana inteira, devido à união dos anjos caídos com as mulheres, viu-se desfigurada. Esse foi o plano de Satanás para impedir que o Redentor viesse ao mundo, o que só poderia ocorrer por meio duma linhagem não corrompida. Além de Noé e sua família, toda a raça humana estava contaminada).

Então disse Deus a Noé:

13 O fim de toda a carne veio perante Mim (o SENHOR tinha investigado a situação a fundo); porque a Terra está cheia de violência por causa deles (o texto Hebraico diz: “Porque a Terra está cheia de violência por parte da faces deles”; a ideia é: eles sabiam o que estavam fazendo e, com efeito, desafiaram Deus, para que Ele os detivesse);

e eis que os vou destruir junto com a Terra (Deus não daria mais chance! Se não fosse por Noé, a raça humana teria deixado de existir, e este mundo teria retornado a um estado de “desolado e vazio, e as trevas estavam sobre a face das águas” [Gn 1.2]).

14 Faça para ti uma Arca de madeira de cipreste (o Arca era um Tipo de Cristo);farás aposentos na Arca e a calafetarás com betume por dentro e por fora.

15 E desta maneira a farás: De trezentos côvados o comprimento da Arca, e de cinquenta côvados a sua largura, é de trinta côvados a sua altura (tendo 46 centímetros [18 polegadas] cada côvado, a arca tinha, então, 138 metros [450 pés] de comprimento, 23 metros [75 pés] de largura e 13,8 metros [45 pés] de altura).

A arca

16 Uma janela farás na Arca, de um côvado de elevação, e a acabarás pela parte de cima; e porás a porta da Arca ao seu lado; e lhe farás andares, baixo, segundo e terceiro (as palavras Hebraicas traduzidas como “janela” e “porta” levam um significado diferente de que parece ser superficialmente; por exemplo, a palavra “janela” era, pelo visto, um meio não só de iluminação da Arca, mas também de ventilação;

era um espaço aberto com cerca de 46 centímetros de altura, ao redor de toda a Arca, o que teria dado suficiente provisão de ar, protegido pelo beiral sobressalente do teto.

Além disso, acredita-se que a “porta” provavelmente se estendeu ao longo de todos os três pisos. A Arca provavelmente teria deslocado cerca de 30.000 toneladas ou mais; consequentemente, tratava-se de um navio monstruoso).

17 Porque eis que Eu trago um dilúvio de águas sobre a Terra, para destruir toda a carne em que haja espírito de vida debaixo dos céus; tudo o que há na Terra morrerá (refere-se a todas as coisas, com exceção dos peixes no mar [V.20]).

18 Mas estabelecerei a Minha Aliança contigo (é a primeira vez que a palavra “Aliança” foi utilizada na Bíblia. Refere-se ao Pacto da Semente Prometida [Gn 3.15]); e entrarás na Arca, tu, e os teus filhos, tua mulher, e as mulheres dos teus filhos contigo (demonstra o fato de que foi salva toda a família de Noé).

19 E de tudo o que vive, de toda a carne, dois de cada espécie, farás entrar na Arca, para os conservar em vida contigo; macho e fêmea serão (os cientistas declaram que as distintas espécies de animais com quatro patas totalizaram cerca de 250).

Conclusão

Concluindo mais um capítulo de Gênesis, do livro do início, acompanhamos a humanidade ir de mal a pior, espalhando maldade e pecado pela face da terra. Deus está observando tudo, com seu coração aflito. Como pode?

Aqui vemos o amor incondicional de Deus, um ser que detém todo o poder, toda a glória, todo o domínio e soberania sobre todas as coisas criadas, um ser que conhece o dia de amanhã, que é, Ele somente é, ninguém o fez, mas, mesmo sendo tudo isso, se compadece e sente em seu coração a dor pela humanidade.

Deus nos ama, e é um amor ágape, verdadeiro, puro, capaz de entregar seu único filho para a morte por mim e você. Ele acha graça em nós, como achou em Noé e sua família, Deus sempre tem uma nova chance, um novo propósito, um novo caminho.

Noé nos ensina a obedecer, mesmo sem entender, nunca havia caído uma gota de chuva sobre a terra, mas mesmo assim, Noé creu na chuva, porque era Deus quem dizia que viria. Ele traz a existência o que não existe.

O amor de Deus não se estende apenas ao homem, mas aos animais, ordenando Noé a construir uma arca, que abrigaria todos, no dilúvio.

Seus planos são perfeitos, suas intenções são justas e coerentes, e seu propósito sempre será a vida. Deus é extraordinário!

Gênesis 6 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *