Salmo 31 Estudo: Oração Pela Vitória Sobre os Inimigos

Sendo uma das composições do salmista Davi, podemos ver a face de Deus sendo revelado de duas maneiras no salmo 31 estudo.

A primeira dessas formas é Deus revelado como Emanuel, que no hebraico significa “Deus conosco”, em companhia do salmista e do povo hebreu, Deus sempre esteve presente, mesmo em seus momentos de aflições e lutas.

Advertisement

E por isso durante as suas composições é possível perceber afirmações, como, “Mas em Ti  confiei”. A segunda maneira, é Deus revelado com Jeová Sabaoth, que no hebraico significa “ O Senhor dos Exércitos´´.

Durante o reinado de Davi, aconteceram muitas guerras e batalhas, esse personagem bíblico possuía muitos inimigos, todavia o seu líder de guerra era Deus, que lhe dava vitória sobre os opressores.

Advertisement

Entendendo quem são os nossos inimigos por meio do Salmo 31 Estudo Completo:

Em diversos momentos das nossas vidas nos deparamos com alguns inimigos, aqueles que são de forma inconscientes, outros conscientes, próximos ou distante.

No entanto, o nosso pior inimigo é a nossa carne pecaminosa e inclinada para o mal. Desse modo, vamos analisar esse capitulo bíblico para entender esse contexto.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


(Salmo 31:1-2) Orientação divina e súplicas

¹ Em ti, SENHOR, confio; nunca me deixes confundido. Livra-me pela tua justiça.

² Inclina para mim os teus ouvidos, livra-me depressa; sê a minha firme rocha, uma casa fortíssima que me salve. ´´

Confiança na direção de Deus: Davi demonstra e revela a sua total dependência e confiança, e por isso pede que não possa ser confundido. Além disso, é possível destacar que ele clama por livramento, no entanto, não por qualquer livramento, mas que esse seja baseado na justiça que não apresenta falhas.

Advertisement

No segundo verso, ao rogar para que Deus se incline e o ouça, é um sinal para que esse tenha misericórdia. Outro ponto importante, é que Davi tem urgência por um socorro divino, e ao pedir que Deus seja Rocha, podemos entender que ele clama por segurança de divina.

(Salmo 31:3-4) Deus é segurança

³ Porque tu és a minha rocha e a minha fortaleza; assim, por amor do teu nome, guia-me e encaminha-me.

⁴ Tira-me da rede que para mim esconderam, pois tu és a minha força.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Mais uma vez Deus é relatado como rocha: Segurança e abrigo era o que Davi podia encontrar em Deus e esse fato é evidente nesses versículos.

Um ponto importante nessa passagem a ser destacado, é que Davi não buscava ajuda por mérito de ser rei, levita ou guerreiro, mas pelo amor de Deus, no qual ele acreditava ser cheio de misericórdia.

Além disso, Davi também clama para que o Senhor dos Exércitos o tire da “ rede´´, ou seja, que ele seja retirado da armadilha que fizeram contra ele, pois com a sua própria força isso não seria possível.

(Salmo 31:5-6) Entrega total e ódio a vaidade

⁵ Nas tuas mãos encomendo o meu espírito; tu me redimiste, Senhor Deus da verdade.

⁶ Odeio aqueles que se entregam a vaidades enganosas; eu, porém, confio no Senhor.

Advertisement

Nas mãos do Senhor: A confiança de Davi era tão grande em Deus, que ele encarregou ao Senhor o seu espirito. Foi o Senhor que reparou a Davi, e isso foi feito através da verdade.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


Nós como cristão somos redimidos dos nossos pecados por meio da misericórdia que encontramos em Deus e na sua verdade.

No segundo verso, é possível destacar que Davi não tinha comunhão com aqueles que se entregavam a coisas supérfluas.

Nesse sentido, parcela do povo hebreu durante o reinado de Davi se entregou a vaidade de adorar outros deuses que não era o Deus Altíssimo, e o salmista odiava esse comportamento.

(Salmo 31:7-8) Alegria e regozijo de Davi

⁷ Eu me alegrarei e regozijarei na tua benignidade, pois consideraste a minha aflição; conheceste a minha alma nas angústias.
⁸ E não me entregaste nas mãos do inimigo; puseste os meus pés num lugar espaçoso.

Advertisement

Ele conhece o nosso ser: Davi tinha muitas riquezas, e ele poderia ter a ilusão de que essa era a sua alegria, contudo percebemos que ele possui a clareza que a sua felicidade se encontra na benignidade de Deus.

Cristo, é o verdadeiro motivo de alegria e regozijo, pois podemos ter tudo, mas sem a presença daquele que nos criou, as nossas angústias tomam conta do coração, pois só Ele conhece a nossa alma.

Esse versículo faz um paralelo com o estudo do salmo 30 no verso 11. Além disso, mas uma vez Davi agradece por ter tido livramento sobre os inimigos.

(Salmo 31:9-10) O peso do pecado

⁹ Tem misericórdia de mim, ó Senhor, porque estou angustiado. Consumidos estão de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu ventre.
¹⁰ Porque a minha vida está gasta de tristeza, e os meus anos de suspiros; a minha força descai por causa da minha iniquidade, e os meus ossos se consomem.

Advertisement

A consequência do erro: É importante perceber que esse versículo é uma confissão do salmista. Nesse sentido, os sentimentos gerados nele são atribuídos as suas iniquidades.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


(Salmo 31:11-12) O sofrimento da vergonha

¹¹ Fui opróbrio entre todos os meus inimigos, até entre os meus vizinhos, e horror para os meus conhecidos; os que me viam na rua fugiam de mim.

¹² Estou esquecido no coração deles, como um morto; sou como um vaso quebrado.

Davi sentia-se envergonhado: Enquanto Davi estava caminhando em um sentido de integridade com Deus ele não era motivo de vergonha e opróbrio, porém ao cair em pecado ele passou pela vergonha do fracasso diante daqueles que o conheciam, e até mesmo dos seus inimigos.

Ademais, o salmista se sentiu inútil ao ponto de se comparar com um vaso quebrado.

(Salmo 31:13-14) O sofrimento da vergonha

¹³ Pois ouvi a murmuração de muitos, temor havia ao redor; enquanto juntamente consultavam contra mim, intentaram tirar-me a vida.
¹⁴ Mas eu confiei em ti, Senhor; e disse: Tu és o meu Deus.

Calúnias contra Davi: Uma das armas de Satanás é a mentira, e essa estratégia foi usada contra Davi. Toda via, Davi continuava firma na presença de Deus, tendo Ele como socorro pela sua misericórdia.

Advertisement

⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(Salmo 31:15-16) Nas mãos de Deus

¹⁵ Os meus tempos estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem.

¹⁶ Faze resplandecer o teu rosto sobre o teu servo; salva-me por tuas misericórdias.

Deus é o Senhor do tempo: Davi sabia que os seus dias estavam contados pelo Senhor. Ele continuava a pedir por socorro e livramento. Além disso, o salmista não pedia ajuda pelo seu mérito, mas pelas misericórdias de Deus.

(Salmo 31:17-18) Clamor por justiça

¹⁷ Não me deixes confundido, Senhor, porque te tenho invocado. Deixa confundidos os ímpios, e emudeçam na sepultura.

¹⁸ Emudeçam os lábios mentirosos que falam coisas más com soberba e desprezo contra o justo.

Desprezo pelos ímpios: Davi além de rogar para não ficar confundido, ele pedia para que os ímpios sofressem as penas dos seus delitos.

Advertisement

(Salmo 31:19-20) Louvor a bondade de Deus

¹⁹ Oh! quão grande é a tua bondade, que guardaste para os que te temem, a qual operaste para aqueles que em ti confiam na presença dos filhos dos homens!

²⁰ Tu os esconderás, no secreto da tua presença, dos desaforos dos homens; encobri-los-ás em um pavilhão, da contenda das línguas.

A infinita bondade: Mais uma vez Davi exalta e louva a bondade de Deus para aqueles que são tementes.

No segundo verso o salmista declara as ações para os santos de Deus, além disso esse versículo tem o mesmo contexto do estudo do salmo 32, no qual exalta as misericórdias do Senhor.

(Salmo 31:21-22) A misericórdia de Deus

²¹ Bendito seja o Senhor, pois fez maravilhosa a sua misericórdia para comigo em cidade segura.

²² Pois eu dizia na minha pressa: Estou cortado de diante dos teus olhos; não obstante, tu ouviste a voz das minhas súplicas, quando eu a ti clamei.

Advertisement

Mesmo não merecendo:  Diante de seus pecados e delitos o rei Davi ao clamar ainda encontrava a misericórdia de Deus. E ainda nesse contexto, mesmo ele não acreditando que seria ouvido e alcançado por misericórdia, as suas suplicas eram ouvidas.

(Salmo 31:23-24) Convocação feita por Davi

²³ Amai ao Senhor, vós todos que sois seus santos; porque o Senhor guarda os fiéis e retribui com abundância ao que usa de soberba.

²⁴ Esforçai-vos, e ele fortalecerá o vosso coração, vós todos que esperais no Senhor.

Motivos para amar a Deus: O salmista ao convocar os filhos de Deus mostra que devemos entregarmos o nosso amor a Deus, como também deixa claro que devemos nos esforçar para fazer isso e a consequência é que ele fortalecerá o coração daqueles que fizerem isso.

Conclusão

É importante levar em consideração que em todo o salmo 31 estudo é evidente que Davi espera nos livramentos de Deus, como também, em seus momentos de aflições, quando ele não tinha mais esperança de ser socorrido, o Senhor se fez presente.

Advertisement

Logo, essa postura deve ser deve ser seguida por todo cristão, mesmo diante das lutas mais adversas.

Salmo 31 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *