Romanos 16 Estudo: Agradecimentos e um Alerta

Advertisement

Em Romanos 16, Paulo dedicará um tempo a enviar saudações a todos os irmãos que o ajudaram, de alguma forma, em suas viagens missionárias.

A humildade de Paulo nessa passagem nos mostra que não importa o quão bom sejamos, o quão famoso e conhecido, nossa reputação ou capacidade, sempre precisaremos de ajuda e que seremos muito melhores trabalhando em unidade.

Advertisement

Preocupando-se com a comunhão da Igreja, Paulo fará um alerta sobre as divisões entre os irmãos, e que é importantíssimo que sejam aconselhados e cuidados.

Contexto histórico

Acabamos de ver os discípulos confraternizando-se uns com os outros no amor de Deus, e a diligência de Paulo em pregar o evangelho. Paulo ensinou a necessidade do amor e que os fracos devem ser fortalecidos pelos fortes, como um corpo.



Constante perseguição e pressão virá sobre aqueles que escolheram seguir a Jesus, e só suportaremos tudo isso e seremos vitoriosos por meio do Deus Todo Poderoso, nos concedendo a perseverança através da esperança em seu poder, e Ele o faz, Ele nos prometeu.

Paulo compartilhou sobre sua dedicação a Jesus e seu evangelho, e sobre os seus planos de viajar até a Espanha, ficando algum tempo em Roma, com a igreja que tanto ama. Acompanhe a seguir o estudo de todos os versículos de Romanos 16.

(Romanos 16:1-2) Febe, a provável portadora da carta aos romanos

v. 1 Recomendo-vos Febe, nossa irmã, que é serva da igreja que está em Cencreia, 

v. 2 para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e para que a ajudeis em qualquer coisa que ela de vós necessitar; porque ela tem sido ajudadora de muitos, e também de mim.

 Febe era a provável portadora desta carta para Roma. Paulo a elogia por seu serviço.

(Romanos 16:3-4) Priscila e Áquila

v. 3 Saudai a Priscila e a Áquila, meus colaboradores em Jesus Cristo, 

v. 4 os quais pela minha vida expuseram seus próprios pescoços; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios. 

Priscila e Áquila (At 18:1-3) eram colaboradores de Paulo. Eles tiveram igrejas em suas casas, instruíram Apolo e expuseram seus próprios pescoços para salvar ao apóstolo Paulo.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(Romanos 16:5) Epêneto, o primeiro da ásia a se converter

v. 5 Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai meu amado Epêneto, que é as primícias da Acaia em Cristo.

Epêneto significa “amado”. Ele foi o primeiro da Ásia a se converter a Cristo.

(Romanos 16:7) Notáveis apóstolos

v. 7 Saudai a Andrônico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão que são notáveis entre os apóstolos e que também estão em Cristo antes de mim.

 A expressão notáveis entre os apóstolos é traduzida de várias maneiras como “bem conhecidos dos apóstolos ou “que se distinguiram entre os apóstolos”.

À palavra “apóstolo” pode ser usada em sentido não técnico, referindo-se a um mensageiro em vez de um apóstolo comissionado como Paulo.

(Romanos 16:13) Rufo, filho de Simão Cirineu

v. 13 Saudai a Rufo, escolhido no Senhor, e à sua e minha mãe.

 Rufo era, provavelmente, o mesmo Rufo cujo pai (“Simão… de Cirene”) ajudou a carregar a cruz de Jesus até o Gólgota (Mc 15:21-22).


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(Romanos 16:17-20) Advertência contra os que fazem divisões

v. 17 E suplico-vos, irmãos, que observeis os que causam divisões e ofensas contra a doutrina que aprendestes; afastai-vos deles. 

v. 18 Porque os tais não servem ao nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu próprio ventre; e, com boas palavras e lisonjas, enganam os corações dos ingênuos. 

v. 19 Porque a vossa obediência veio a ser conhecida a todos os homens. Alegro-me, pois, em vosso nome; mas eu ainda quero que sejais sábios no que é bom, e ingênuos para o mal. 

v. 20 E o Deus de paz esmagará em breve a Satanás debaixo de vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.

Satanás e os falsos mestres sempre atacarão a igreja (At 20:28-29). Paulo advertiu os cristãos em Roma parra que estivessem alertas e se afastassem de falsos mestres.

Ilustrando a conhecida relação, do tipo tanto… quanto…, entre a soberania divina e a responsabilidade humana para escolher, devemos ser diligentes na batalha contra as trevas, todavia, a última vitória está garantida (o Deus de paz esmagará em breve a Satanás debaixo de vossos pés).

(Romanos 16:22-23) O escriba de Paulo

v. 22 Eu, Tércio, que escrevi esta carta, vos saúdo no Senhor. 
v. 23 Gaio, meu anfitrião e de toda a igreja, vos saúda. Erasto, tesoureiro da cidade, vos saúda, e o irmão Quarto.

Os estudiosos discutem o papel do escriba (nesse caso, Tércio) em escritos antigos. Será que eles normalmente registravam palavra por palavra aquilo que lhes era ditado, ou sua composição era anotada em taquigrafia ou talvez em forma resumida? O ensino bíblico a respeito da inspiração divina do autor bíblico recomenda a primeira sugestão.

(Romanos 16:24-27) A benção apostólica

v. 24 A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.
v. 25 Ora, àquele que é poderoso para estabelecer, segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério mantido em segredo desde o início do mundo,

v. 26 mas que agora se manifestou e pelas escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, se fez conhecido a todas as nações para obediência da fé, 

v. 27 ao Deus único e sábio, seja a glória por Jesus Cristo para sempre. Amém (Escrito aos romanos de Corinto, e enviado por Febe, serva da igreja em Cencreia).

Por meu evangelho, Paulo não quis dizer que sua pregação não refletia uma revelação direta de Deus (ver Gl 1:11-12).

Ele se referia ao evangelho tal como o apóstolo havia fielmente pregado: um evangelho de graça para todas as nações.

Em eras passadas, esse evangelho era um mistério mantido em segredo enquanto Deus dirigia a história até chegar “a plenitude dos tempos” (Gl 4:4). Em Cristo, o “mistério” é revelado ao mundo.

5 importantes lições que podemos aprender em Romanos 16

  1. Valorização dos Colaboradores no Ministério: Paulo saúda e elogia várias pessoas que colaboraram com ele no ministério, reconhecendo seu trabalho e dedicação (Romanos 16:1-16). Isso nos ensina a importância de reconhecer e valorizar aqueles que contribuem para a obra do Senhor, mesmo que seja de maneiras aparentemente simples.
  2. Unidade na Igreja: Paulo exorta os crentes em Roma a viverem em harmonia e a evitar divisões entre eles (Romanos 16:17-18). Isso destaca a importância da unidade na igreja e nos lembra que devemos buscar a paz e a concórdia entre os irmãos.
  3. Cuidado com os Falsos Ensinos: Paulo adverte contra aqueles que promovem doutrinas contrárias ao que foi ensinado, instando os crentes a serem sábios e discernentes em relação à verdade (Romanos 16:17-18). Isso nos lembra da necessidade de discernimento espiritual e de estarmos atentos aos falsos ensinamentos que podem surgir dentro e fora da igreja.
  4. Serviço Dedicado às Necessidades dos Outros: Paulo menciona várias pessoas que se dedicaram ao serviço dos outros, cuidando das necessidades dos crentes em Roma (Romanos 16:1-16). Isso nos desafia a sermos servos compassivos e generosos, prontos para ajudar e cuidar uns dos outros na comunidade cristã.
  5. Cumprimentos Fraternos: Paulo envia saudações calorosas a muitos irmãos e irmãs em Cristo, demonstrando o amor e a comunhão que existiam entre os crentes daquela época (Romanos 16:1-16). Isso nos incentiva a cultivar relacionamentos fraternos na igreja, demonstrando amor, apoio e encorajamento uns aos outros.

Conclusão

Este é um dos meus capítulos preferidos de Romanos. Nele podemos ver a humanidade e o relacionamento. Não lemos sobre milagres, sobre uma pregação formidável, de maneira alguma, nada de extraordinário, mas certamente como tudo começa: bons relacionamentos! Amizades! União! Humildade! Reconhecimento!

Este capítulo nos ensina que até alguém como o famoso e venerado apóstolo Paulo, precisou de pessoas, digamos, comuns, por perto, para o ajudar e que não conseguiria fazer o que fez, sozinho.

Glorificamos a Deus, um capítulo inteiro determinado em seu livro sagrado, para nos ensinar sobre esse princípio. Aqui, Paulo agradece, recomendando e abrindo o coração, chamando por cada nome, aos outros irmãos.

Glória a Deus por isso! Vivemos dias de tanto individualismo que saber os nomes das pessoas que congregam conosco é difícil.

A Igreja de Cristo deve ser muito mais que uma aglomeração de pessoas, ela é a noiva de Jesus, a predestinada a salvação.

Somos mais fortes vivendo unidos, como um corpo bem ajustado, uma igreja forte. Precisamos de você, leitor, e precisamos muito.

É um prazer servir à sua vida através desses estudos, desenvolver relacionamentos com com outras denominações que, assim como nós, tem a Jesus como Senhor e Salvador de suas almas.

Deus ama a unidade de sua igreja, é a marca dele, e quando ele está presente através de seu povo, milagres acontecem. Amém!

Romanos 16 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *