Salmo 30 Estudo: Louvor pela Libertação

Além de louvor, esse salmo também pode ser considerado uma oração de agradecimento. Neste estudo do salmo 30, é ilustrado em doze versículos a salvação de Israel em tempos passados e que ainda acontecerá no futuro.

O salmista, mostra em sua composição, que a libertação que acorre em sua vida e sobre o povo Israelita está apontada para Deus, e que esse é totalmente digno de receber adoração.

Advertisement

Diante disso, é possível perceber que Deus estava com Davi antes mesmo dele ser consagrado à rei de Israel, podemos relembrar a passagem na qual o Senhor dos Exércitos, em 1 Samuel 30, por meio de Davi livra os israelitas das mãos dos amalequitas.

Nesse contexto, as mulheres e os seus filhos tinham sido levados cativos, e o salmista se entristeceu profundamente, porém ao se reanimar no Senhor, ele conseguiu resgatar o povo e ainda trazer consigo ovelhas e gados.

Salmo 30 Estudo: Uma libertação futura

Essa passagem bíblica é uma oração feita pelo salmista em louvor a Deus na dedicação da Casa de Davi. No entanto, pode ser feito um paralelo com a canção que será entoada na dedicação do Templo Milenar, quando Israel for liberto para sempre de seus inimigos.

Advertisement

Logo, é importante que cada versículo seja analisado, com o objetivo de entender o que já se passou, mas também o que as escrituras apontam para o futuro.

(Salmo 30:1) Retribuição ao Senhor

Passagem:

¹ Exaltar-te-ei, ó SENHOR, porque tu me exaltaste; e não fizeste com que meus inimigos se alegrassem sobre mim.

Coração grato: É perceptível nesse versículo a retribuição feita a Deus, assim com Ele exaltou ao seu servo, esse também o exalta. Os inimigos de Davi não se alegravam sobre ele, pois Deus não o deixava passar pela vergonha do fracasso.

Em alguns momentos na bíblia, Davi foi livre dos seus inimigos, e até mesmo antes de se tornar rei. Um exemplo dessa afirmação são foram os livramentos que Deus concedeu a ele das mãos de Saul, que era rei e procurava o matar.

Advertisement

(Salmo 30:2) Clamor a Deus

Passagem:

² Senhor meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste.

Socorro presente: Nos momentos de aflição é necessário clamar e buscar ao Senhor, assim como o salmista fez, porque Ele responde ao chamado e traz cura ao que pedi por isso.

Além disso, esse versículo pode ser associado ao fim da Era Milenar, quando Israel finalmente será curada, ou seja, quando essa nação for finalmente livre dos seus inimigos

(Salmo 30:3) Livre da morte

Passagem:

Advertisement

³ Senhor, fizeste subir a minha alma da sepultura; conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo.

Grande livramento: Nesse versículo, o livramento pode ser associado não só como livramento físico, mas também emocional da morte, pois em alguns momentos difíceis o salmista Davi entrava em profunda tristeza, que só era revertida ao clamar a Deus.

Nesse contexto, ter uma vida regada de oração e súplicas a Deus pode ser uma ajuda para muitos problemas que circundam o nosso cotidiano, seja eles perdas de amigos e familiares, conjugais e financeiros.

Nesse contexto, é interessante trazer a memória a quase extinção dos judeus no governo de Hitler, durante a Segunda Guerra Mundial, mas eles “não desceram a sepultura´´, e ainda existe povo judeu.

(Salmo 30:4) Cânticos oferecidos a Deus

Passagem:

⁴ Cantai ao Senhor, vós que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade.

Convite a adorar: Após todos os livramentos, uma das formas de demonstrar gratidão é por meio do louvor, e é isso que o salmista faz. Assim como no estudo do salmo 29, aqui podemos perceber o convite para adoração.

No entanto, essa não é uma chamada para quaisquer pessoas, mas para os santos e para lembrar os feitos de Deus e sua santidade.

Advertisement

(Salmo 30:5) A ira de Deus é passageira

Passagem:

⁵ Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

As choro não é para sempre: Esse famoso versículo traz muita esperança para inúmeros Cristãos, ao saber que Deus é misericordioso e não permanece para sempre irado conosco, e nisso está contida a vida.

Contudo, é importante ter cuidado, pois o tempo de Deus, que não é o mesmo que o nosso, por isso, ao passarmos por momentos difíceis que duram por algum período de tempo não podemos desfalecer, mas confiarmos no socorro divino que virá no tempo certo.

(Salmo 30:6) Temor para não pecar

Passagem:

⁶ Eu dizia na minha prosperidade: Não vacilarei jamais.

Coração integro: Essa passagem não pode ser vista como uma autoconfiança de Davi, mas uma busca, na qual mesmo em tempos bons ele pretende continuar firme nos caminhos e propósitos do Senhor, tendo uma vida obediente, tentando não cair em pecados.

Advertisement

(Salmo 30:7) Favor de Deus

Passagem:

⁷ Tu, Senhor, pelo teu favor fizeste forte a minha montanha; tu encobriste o teu rosto, e fiquei perturbado.

Desequilíbrio pela ausência:  Foi o Senhor que sempre fortaleceu Davi, e é Ele quem pode nos fortalece, assim como uma montanha. Porém, quando Deus se distancia, e encobre o seu rosto isso desequilibra o salmista e causa perturbação.

Esse cenário no qual Deus encobre o seu rosto geralmente é gerado em função do pecado, tendo como consequência fatores que causam perturbação. É necessário, portanto, se esforçar ao máximo para viver uma vida íntegra diante de Deus

(Salmo 30:8) Súplicas ao salvador

Passagem:

Advertisement

⁸ A ti, Senhor, clamei, e ao Senhor supliquei.

Davi mais uma vez suplica:  Um dos propósitos das situações difíceis é nos levar a clamar e pedir de forma insistente humilde o socorro de Deus. Essas suplicas também estão presentes no estudo do salmo 31.

(Salmo 30:9) Questionamentos

Passagem:

⁹ Que proveito há no meu sangue, quando desço à cova? Porventura te louvará o pó? Anunciará ele a tua verdade?

O proveito de Deus: Davi sabia que a alegria de Deus não está na destruição dos seus santos, mas Ele tem proveito em salvá-los. Em seus questionamentos, o salmista deixa clara a sua preocupação em continuar adorando e anunciando a verdade, e em virtude desse fato deseja continuar vivo.

(Salmo 30:10) Auxílio Divino

Passagem:

¹⁰ Ouve, Senhor, e tem piedade de mim, Senhor; sê o meu auxílio.

Advertisement

Redenção do salmista: O clamor feito pelo rei Davi é de humilhação, não há arrogância ao clamar por piedade e auxílio, quando esse está buscando redenção. Esse clamor também será presente durante o período Milenar, quando Israel se humilhar totalmente a Deus.

Nesse cenário, os judeus deixarão a sua arrogância e se humilharão, pois o objetivo desse povo será obter a redenção de Deus.

(Salmo 30:11) Transformação do cenário

Passagem:

¹¹ Tornaste o meu pranto em folguedo; desataste o meu pano de saco, e me cingiste de alegria.

Mudança de sorte: Isso é o que ocorre aquando clamamos a Deus, as situações mudam, a tristeza se transforma em alegria, a humilhação em gloria e as feridas em cura.

Porém, percebemos ao longo desse salmo que esse clamor não deve ser feito de qualquer forma, mas deve ter sinais de humildade e temor a Deus.

Além disso, essa passagem pode fazer ligação com o dia em que o Senhor irá libertar Israel na Batalha do Armagedom, e essa nação aceitará Jesus como seu salvador.

(Salmo 30:12) Louvor eterno

Passagem:

¹² Para que a minha glória a ti cante louvores, e não se cale. Senhor, meu Deus, eu te louvarei para sempre.

A finalidade do livramento: Todo o clamor, todas as súplicas feitas pelo salmista tinham como objetivo, louvar a Deus, honrar o seu nome com a sua existência. Além disso, é feita uma promessa, de louvores eternos.

Nesse contexto, um cenário futuro também pode ser visto, que é o da eternidade, mesmo quando a nossa vida por aqui se esgotar, aqueles que morreram em Cristo terão toda a eternidade para continuar rendendo louvor a Deus.

Conclusão

O estudo do salmo 30 revela os livramentos de Deus para o seu servo, como indivíduo, a Israel como grupo, que representa o povo de Deus e simboliza a sua igreja.

Em meios aos problemas e as dificuldades é necessário ter a consciência de que o Redentor ainda vive e governa sobre todas as coisas, as lutas são dele e os livramentos também.

Além do mais, é necessário clamar e suplicar pelo socorro que vem do alto, porque é sempre possível obter ajuda em Deus.

Nesse contexto, para que o Senhor não se afaste é necessário viver uma vida em santidade de acordo com os princípios bíblicos.

Outro ponto importante, e que traz esperança aos corações é o fato que tempos difíceis não duram para sempre, que a disciplina e a ira de Deus possuem um prazo para terminar. E logo após esse prazo a alegria vem.

O interessante, também, é saber que esse clamor a libertação está associado a tempos vindouros, como foi explano neste estudo do salmo 30.

Salmo 30 estudo.
Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.