2 Coríntios 11 Estudo: Os Super Apóstolos

Neste capítulo de 2 Coríntios 11 estudo, veremos que Paulo manifestará sua real intenção: entregá-los a Jesus como uma noiva, virgem e pura.

Ele os exortará a não entregarem a sua confiança aos novos super-apóstolos e pedirá que não fiquem impressionados com o que fazem.

Advertisement

Ensinará que até o próprio Satanás pode transformar-se em anjo de luz para leva-los ao engano e ao pecado.

Falando de seu ministério, Paulo mostrará as marcas do seu apostolado, as muitas dificuldades e os desafios enfrentados validam o evangelho pregado por ele em todos os lugares por onde passou.

Advertisement

2 Coríntios 11 estudo: Contexto histórico

Paulo falou sobre as armas para pregar o Evangelho. Armas extremamente poderosas em Deus, afim de destruir a oposição do inimigo.

Não priorizando os recursos humanos para, mas reforçando que a eficácia está ligada a intimidade com Deus, quanto mais houver relacionamento, mais poder teremos por meio dele.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


Nos disse também que o motivo é que todos nós somos de Jesus, escolhidos e separados por Ele para essa obra, sendo assim, se alguém busca glória, que a busque para o Senhor somente, Ele não divide a glória com ninguém. Glória a Deus!

(2 Coríntios 11:1) Minha Loucura

v. 1 Quisera Deus vós suportásseis um pouco em minha loucura! Mas de fato me suportais.

Paulo se sentiu compelido pelas circunstâncias a se comparar com aqueles que usurparam sua autoridade em Corinto. Ele previu que isso poderia parecer loucura para alguns, por isso pediu que tivessem paciência com ele.

Advertisement

(2 Coríntios 11:2-3) Noiva virgem e pura de Cristo

v. 2 Porque tenho ciúme sobre vós com ciúme divino; porque vos desposei com um marido, para vos apresentar como uma virgem pura a Cristo.

v. 3 Mas eu temo que, de algum modo, assim como a serpente enganou Eva com a sua sutileza, que as suas mentes sejam corrompidas da simplicidade que há em Cristo.

Nestes versículos, a analogia do casamento permite identificar quatro grupos:


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


  1. Paulo era o pai espiritual dos coríntios,
  2. Os coríntios eram uma filha virgem pura em idade de se casar,
  3. Cristo era o noivo a quem os coríntios foram prometidos em casamento (em Sua segunda vinda, Ap 19:7-9) e
  4. A serpente era o diabo, agindo por meio dos falsos profetas e tentando seduzir a filha para longe da sincera e pura devoção a seu noivo (v. 13-14). A referencia à queda (Gn 3) indica que Paulo acreditava em Adão e Eva históricos (Rm 5:14).

(2 Coríntios 11:4) O verdadeiro evangelho

v. 4 Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não aceitastes, vós o podeis suportar.

Deve haver cuidado na proclamação do verdadeiro Jesus, histórico e bíblico. Onde raia a luz da verdade, prevalece o espírito de liberdade e alegria.

Para Paulo, era tão inegociável que o único evangelho fosse identificado e pregado, que ele chegou a proferir uma maldição sobre aqueles que pervertem a mensagem na Galácia (Gl 1:9).

Advertisement

(2 Coríntios 11:5) Super apóstolos

v. 5 Porque suponho que em nada fui inferior aos super apóstolos.

A palavra super apóstolos é uma combinação de um adjetivo que significa “superior” e a palavra usual do Novo Testamento, correspondente a “apóstolo”.


⚠️ E-Book Grátis para Pregadores ⚠️:


O único outro lugar em que esta palavra aparece no Novo Testamento  é em 2Co 12:11. As aspas indicam o desdém de Paulo por tal designação daqueles que estavam perturbando os coríntios. O termo também poderia ser traduzido como “os chamados super apóstolos”.

(2 Coríntios 11:6) Somos conhecidos de vós

v. 6 Mas, embora eu seja rude no discurso, contudo não o sou no conhecimento; mas nos temos feito conhecidos totalmente entre vós em todas as coisas.

Sobre rude no discurso, ver nota em 2Co 10:9-10. Os “super apóstolos” devem ter recebido um treinamento formal que Paulo nunca teve.

Advertisement

Na batalha estilo versus conteúdo, o apóstolo disse que vencia em termos de conhecimento de Deus. Seu ministério estava centrado na verdade clara, e não na oratória extravagante.

(2 Coríntios 11:7-8) Paulo se compara a eles

v. 7 Porventura, eu cometi ofensa, humilhando-me, para que vós fôsseis exaltados, porque vos preguei o evangelho de Deus gratuitamente?
v. 8 Eu roubei outras igrejas, recebendo delas salário, para vos servir.

É óbvio que os “super apóstolos” esperavam ser pagos (ver nota em 2Co 2:17). Parece que eles insinuaram aos coríntios que o fato de Paulo recusar apoio financeiro era um sinal de inferioridade.

Pode-se ver pela linguagem exagerada de Paulo que ele negou esta percepção com zombaria. O Apóstolo dos Gentios não era pecador nem ladrão em suas práticas financeiras.

Advertisement

(2 Coríntios 11:9-10) Não fui um fardo

v. 9 e quando eu estava presente convosco, quando tive necessidade, não fui uma carga para nenhum homem. Porque, o que estava me faltando, os irmãos que vieram da Macedônia supriram; e em todas as coisas me guardei de vos ser um fardo, e ainda me guardarei.

v. 10 Como a verdade de Cristo está em mim, nenhum homem me impedirá de me gloriar nas regiões da Acaia.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


Os irmãos que vieram da Macedônia eram Silas e Timóteo (At 18:5). Depois de plantar igrejas na Macedônia (em Filipos, Tessalônica e Bereia; At 16-17), Paulo viajou sozinho para a Acaia.

Após uma breve parada em Atenas, ele se estabeleceu em Corinto, sustentando-se como fazedor de tendas (At 18:1-4).

Algum tempo depois chegaram seus companheiros de viagem, Silas e Timóteo, com fundos suficientes coletados das igrejas da Macedônia, o que permitiu que Paulo dedicasse atenção integral a seu ministério.

O compromisso pessoal de Paulo era servir às igrejas sem receber pagamento, ressaltando a doutrina de que a salvação é gratuita para aquele que crê. Sobre o ensino de Paulo acerca do sustento financeiro cristão para ministros em geral, ver 1Co 9:12-15.

Advertisement

Paulo sabia que esta carta seria lida nas igrejas ao redor de Corinto (regiões da Acaia) e que, desta forma, elas ficariam sabendo desta defesa de seu ministério.

(2 Coríntios 11:12) Continuarei fazendo o que faço

v. 12 Mas o que eu faço o farei, para que eu possa cortar ocasião aos que desejam ocasião, no que eles se gloriam, sejam achados assim como nós.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


O que eu faço o farei é uma referência a continuar pregando sem receber pagamento, o que aumentaria o contraste entre Paulo e os falsos mestres.

Se Paulo recebesse pagamento por seu ensino, isso daria ocasião aos falsos mestres para que sejam achados assim como nós aos verdadeiros apóstolos em termos financeiros.

2 Coríntios 11:13-15

Os chamados “super apóstolos” não eram simples crentes que discordavam de Paulo em razões e métodos. Eles eram agentes de Satanás que ganharam a atenção da igreja.

Advertisement

O v. 13 é o único lugar no Novo Testamento em que aparece a expressão falsos apóstolos, mas ver Ap 2:2. É mais comum a referência a falsos profetas, os quais foram preditos por Jesus (Mt 7:15).

(2 Coríntios 11:14) Anjo de luz

v. 14 E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.

Os anjos santos às vezes eram associados a luz e esplendor (Lc 2:9). Não é de admirar que Satanás cubra seu mal obscuro com um manto de luz a fim de enganar.

(2 Coríntios 11:15) Falsos ministros

v. 15 Portanto, não é grande coisa, se os seus ministros também são transformados em ministros da justiça; cujo fim será conforme as suas obras.

Advertisement

A palavra por trás de servos é traduzida como “ministros” em 2Co 3:6. No Sermão do Monte, Jesus ensinou acerca do fim terrível que aguarda os falsos profetas, dizendo: “Por seus frutos os conhecereis” (Mt 7:16).

(2 Coríntios 11:16) Discurso de tolo

v. 16 Eu digo novamente: Nenhum homem me julgue um tolo, do contrário, recebei-me como tolo, para que me glorie um pouco.

Os intérpretes da Bíblia costumam identificar estes versículos como o “Discurso do Tolo” de Paulo.

Para se defender dos falsos apóstolos, Paulo se gabou de experiências que teve, muitas das quais normalmente seriam consideradas evidências de vergonha e humilhação. Contudo, os falsos mestres nem chegavam perto do recorde de Paulo.

Advertisement

A palavra tolo vem do grego ophronos, que quer dizer “ignorante, sem instrução” (Rm 2:20). A outra palavra traduzida como “tolo moros, e que lisignifica “estupido” (1Co 1:25).

(2 Coríntios 11:17) Não digo segundo o Senhor

v. 17 O que digo, não o digo segundo o Senhor, mas como por tolice, nesta confiança de gloriar-me.

Nos evangelhos, Jesus nunca falou da maneira que Paulo estava prestes a proferir. Em 1Co 7:12, Paulo também falou sobre algo que Jesus não mencionou.

(2 Coríntios 11:18) O agir silencioso de Paulo

v. 18 Vendo que muitos se gloriam segundo a carne, eu também me gloriarei.

Os falsos apóstolos eram tão públicos (muitos se gloriam) acerca de suas experiências e realizações quanto Paulo era silencioso.

Advertisement

(2 Coríntios 11:19) Suportais os tolos

v. 19 Porque suportais os tolos alegremente, sendo vós sensatos.

Suportais é o mesmo verbo usado em 2Co 11:4 e expressa o mesmo sarcasmo. A palavra grega traduzida por sensatos, phronimos, é o contrário de insensato (ver nota em v. 16).

(2 Coríntios 11:20-21) As estratégias dos falsos mestres

v. 20 Porque sois sofredores, se um homem vos leva para a servidão, se um homem vos devora, se um homem vos toma, se um homem se exalta, se um homem vos fere na face.

v. 21 Para vergonha minha o digo, falo como se estivéssemos enfraquecidos. Mas naquilo em que alguém é ousado (falo tolamente) eu também sou ousado.

As estratégias dos falsos mestres incluíam intimidação psicológica e física. É possível que Paulo tenha usado as palavras estivéssemos enfraquecidos como ironia.

(2 Coríntios 11:22) O que eles são, eu sou

v. 22 Eles são hebreus? Eu também sou. São israelitas? Eu também sou. São a semente de Abraão? Eu também sou.

Os falsos apóstolos e os verdadeiros apóstolos tinham em comum sua ascendência judaica. Porém, assim como os judaizantes da Galácia (Gl 5:1-6), os falsos apóstolos deviam estar interpretando que a salvação se baseia em guardar a lei ou fazer boas obras.

(2 Coríntios 11:23) Eu sou mais, até

v. 23 Eles são ministros de Cristo? (eu falo como um tolo) eu sou mais; em trabalhos mais abundantes; em açoites acima da medida; em prisões mais frequentes; em perigo de morte, muitas vezes.

Paulo não reconhecia estes falsos apóstolos como ministros de Cristo. Ele acabara de chamá-los de servos de Satanás (v. 15).

Contudo, só para continuar sua argumentação, Paulo aceitou a reivindicação deles. Em qualquer comparação, Paulo foi o que mais sofreu por Aquele a quem eles diziam servir.

(2 Coríntios 11:24-25) A lista de Paulo

v. 24 Dos judeus cinco vezes recebi quarenta açoites, exceto um.

v. 25 Três vezes eu fui açoitado com varas, uma vez eu fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei nas profundezas;

Os cinco açoitamentos judeus (39 açoites; ver nota em Dt 25:3) e as três surras romanas foram feitos em uma era mais brutal, em que os adultos eram sujeitos a castigos físicos por parte das autoridades religiosas ou governamentais.

Dos açoitamentos e surras aqui mencionados, só foi relatado o açoitamento romano em Filipos (At 16:22). O apedrejamento aconteceu em Listra (At 14:19). O naufrágio de At 27 aconteceu depois da composição de 2Coríntios.

(2 Coríntios 11:28) Tudo pela obra

v. 28 Além das coisas exteriores, o que vem sobre mim diariamente, o cuidado de todas as igrejas.

Tudo que Paulo mencionou nos versículos 23-27 foi suportado durante as plantações de igrejas e evangelismos. Depois que vieram as conversões, Paulo se deparou com a tarefa de cultivar a fé destes cristãos.

(2 Coríntios 11:29) Quem é? Quem está?

v. 29 Quem é fraco, e eu não sou fraco? Quem está ofendido, e eu não me inflamo?

Paulo se identificava emocional e espiritualmente com as lutas de seus convertidos.

(2 Coríntios 11:32-33) Uma fuga de Paulo

v. 32 Em Damasco, o governador sob o rei Aretas, guardou a cidade dos damascenos com uma guarnição, desejosos de me prenderem;

v. 33 e por uma janela, dentro de um cesto, fui descido em um muro, e escapei das suas mãos.

Este episódio, a primeira vez em que Paulo foi perseguido, também é relatado em At 9:23-25. Lucas, autor gentio de Atos, disse que os judeus de Damasco é que começaram a intriga, ao passo que Paulo, judeu, lembrou de ter sido uma conspiração do governador gentio da cidade.

Provavelmente houve uma coalizão entre os judeus e os nabateus a serviço do governador.

Conclusão

Concluindo, um dos nossos desafios é discernir um verdadeiro ministro de um falso. Aparentemente, não é uma tarefa muito simples, problema antigo.

A Igreja sempre teve que lidar com a angústia de estar cercada por homens e mulheres que alteravam o ensino dos apóstolos e a verdade do Evangelho.

No nosso cenário nacional, a tarefa é ainda mais complexa, com uma Igreja gigantesca e multicultural. É claro que isso acontece porque o Diabo, nosso adversário, está a todo momento tentando desviar nossa fé, se transformando em anjo de luz, para confundir os cristãos.

Mas há uma forma segura de lidar: meditando a Palavra, fazendo parte de uma Igreja bíblica, onde Jesus é o centro e através da comunhão com os irmãos, para que permanecemos firmes na fé.

Ao tomar nossa cruz diária, renunciamos e nutrimos um coração sensível a doce voz do Espírito Santo, para que não sejamos enganados pela voz usurpador.

2 Coríntios 11 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *