Tito 3 Estudo: Os Frutos da Graça

Em Tito 3, veremos que Paulo advertirá Tito sobre o comportamento dos cristãos na sociedade. Tito devia ensiná-los sobre como proceder no trabalho, nos relacionamentos e que deviam fugir dos pecados, principalmente os da língua.

Deviam ser influenciados pelo Espírito, isto porque já haviam sido lavados pelo sangue de Cristo. Mais uma vez Tito é advertido a defender a fé evangélica, no entanto deve evitar discussões e debates improdutivos.

Advertisement

Contexto histórico

Estamos acompanhando Paulo dar instruções a Tito de como agir na igreja de Creta. Ele disse especificamente algumas coisas e ensinou como o jovem Tito deve administrar cada parte da congregação e qual deve ser o seu comportamento e ensino. Acompanhe a seguir o estudo de todos os versículos de Tito 3.

(Tito 3:1-2) Instruções a Tito

v. 1 Admoesta-os a que sejam submissos aos principados e potestades, que obedeçam os magistrados e estejam preparados para toda boa obra. 



v. 2 Que de ninguém falem mal, nem sejam contenciosos, mas bondosos, mostrando toda mansidão para com todos os homens. 

A expressão preparados para toda boa obra nos remete a Tt 1:16. Os falsos mestres estavam “reprovados para toda boa obra”. Um dos propósitos da cruz era criar um povo “zeloso de boas obras” (Tt 2:14).

E aqui, em contraste com os falsos mestres, Tito deveria ensinar as pessoas a estarem “preparados para toda boa obra”.

As qualidades recomendadas nessa perícope (v. 1-3) estão em contraste com a descrição dos falsos mestres em Tt 1:10-16.

Advertisement

(Tito 3:4) Benignidade e amor de Deus

v. 4 Mas, quando a benignidade e o amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens, apareceu,

As palavras a benignidade e o amor de Deus… pelos homens estão em contraste total com a descrição da humanidade perdida no v. 3. A diferença se deve à manifestação de nosso Deus e Salvador, Jesus Cristo.

(Tito 3:5) Lavagem e regeneração

v. 5 não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas, segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, 

A salvação não vem pelas obras de justiça, e sim pela lavagem da regeneração e da renovação feito pelo Espírito Santo. Alguns intérpretes entendem que isso significa que o batismo (“o lavar”) gera salvação.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


O contexto, no entanto, mostra claramente que os atos humanos estão em baixa e que a ênfase está na ação e na iniciativa de Deus. Esta lavagem é a purificação espiritual, simbolizada externamente pelo batismo com água.

(Tito 3:8) Coisas boas e proveitosas

v. 8 Esta é uma palavra fiel, e estas coisas quero que deveras afirmes constantemente, para que os que creem em Deus procurem manter as boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens. 

Advertisement

A ordem afirmes constantemente é semelhante a Tt 2:15. Perceba a ênfase em boas obras como característica dos cristãos.

(Tito 3:9) Evite questões tolas e inúteis

v. 9 Mas evita questões tolas, genealogias e contendas e debates acerca da lei; porque são inúteis e vãs. 

Assim como em outras passagens das cartas a Timóteo e Tito, não se sabe com clareza a natureza exata dessas questões e debates. O ponto é que essas contendas não tinham valor.

(Tito 3:10-11) Quanto aos hereges

v. 10 Ao homem que é herege, depois da primeira e segunda admoestação, rejeita. 
v. 11 Sabendo que aquele que é assim está pervertido e peca, estando condenado em si mesmo. 

Como indicam as leituras à margem, esta é uma referência ao último estágio da disciplina na igreja. A pessoa facciosa que, após ter sido confrontada, não quisesse se arrepender e mudar provava estar pervertida pelo pecado; condenado em si mesmo.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(Tito 3:14) Não sejam infrutíferos

v. 14 E os nossos aprendam também a manter as boas obras nas coisas necessárias, para que eles não sejam infrutíferos. 

Após enfatizar a importância das boas obras do início ao fim da carta e tendo acabado de pedir a ajuda de colaboradores (v. 13), Paulo fez uma nova pausa para enfatizar a importância da prática de boas ações.

A oportunidade de ajudar Zenas e Apolo era outro exemplo de como Tito poderia estar envolvido em “boas obras”.

(Tito 3:15) Benção apostólica

v. 15 Todos os que estão comigo saúdam-te. Saúda tu os que nos amam na fé. A graça seja com todos vós. Amém. 

Advertisement

A saudação no plural a graça seja com todos vós parece estranha em uma carta destinada apenas a um homem (Tito).

Contudo, isso mostra que Paulo sabia (e provavelmente queria) que a carta fosse lida por toda a congregação, mesmo tendo sido inicialmente escrita para Tito.

5 principais lições que aprendemos no estudo de Tito 3

  1. Submissão à Autoridade: Tito 3 destaca a importância da submissão à autoridade, seja governamental ou eclesiástica. Os cristãos são chamados a obedecer às leis e aos líderes estabelecidos, a menos que esses comandos entrem em conflito com os princípios bíblicos.
  2. Prática de Boas Obras: Paulo enfatiza a necessidade de os crentes estarem prontos para praticar boas obras. Essas ações não apenas beneficiam os outros, mas também refletem a natureza transformadora da fé em Cristo.
  3. Evitar Controvérsias e Fofocas: Paulo instrui Tito a evitar controvérsias tolas e debates infrutíferos. Em vez disso, os crentes devem se concentrar em questões essenciais da fé e evitar se envolver em fofocas ou discussões divisivas.
  4. Evitar Heresias e Divisões: O apóstolo adverte contra o envolvimento com ensinamentos heréticos que possam causar divisão na igreja. Os crentes devem ser diligentes em defender a verdade do Evangelho e permanecer unidos em Cristo.
  5. Manter uma Atitude de Benevolência: Finalmente, Paulo lembra os crentes da importância de manter uma atitude de benevolência e bondade para com os outros. Isso inclui tratar os outros com respeito e consideração, independentemente de sua origem étnica, social ou religiosa. Essa atitude reflete o amor e a graça de Deus em ação na vida dos crentes.

Conclusão

Concluindo, mais uma vez Paulo destaca o bom relacionamento. Tito devia advertir continuamente aos cristãos de Creta, não devendo serem desordeiros, mas bondosos.

Deviam fugir dos pecados da língua como a calúnia, a difamação e a mentira. Paulo explica que isso era comum antes, mas agora em Cristo, tudo isso ficou para trás.

Tito deve defender a fé, mas evitar as discussões tolas. Paulo o adverte de que sempre haverá pessoas procurando dividir e que ele, por sua vez, deveria confrontar essas pessoas por algumas vezes.

Isso nos mostra que a obra de Deus não é feita de qualquer forma, do nosso jeito e que juntos somos sempre mais fortes. O apóstolo encerra falando contra a improdutividade.

Jesus quer que todos nós sejamos produtivos, do contrário seremos lançados fora, se lembrarmos da passagem da figueira sem frutos.

Se você ama a fé em Jesus, a graça de Deus permanece sobre a sua vida, te fazendo frutificar. Glória a Deus!

Tito 3 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *