1 Coríntios 16 Estudo: A Coleta das Ofertas

Advertisement

Neste capítulo de 1 Coríntios 16 estudo, Paulo dará instruções sobre a coleta na igreja de Corinto. Ela deveria ser separada de forma antecipada e entregue no domingo, para que quando chegasse, já estivesse tudo preparado.

Em seguida ele dará outras instruções e relatará que uma grande porta se abriu para o ministério, algo pelo qual ele demonstra imensa gratidão, dando um destaque a pessoa de Estéfanas, seu primeiro filho na Acaia e encerrará o capítulo com algumas recomendações.

1 Coríntios 16 estudo: Contexto histórico

A ressurreição, segundo Paulo, foi e sempre será verdadeira e testemunhada por muitas pessoas, um Jesus vivo e glorificado é conhecido agora, não em agonia e sofrimento.

Aprendemos que é necessário uma morte real, do corpo, que veio do pó, da semente do primeiro Adão, corruptível, para que, através da fé no sacrifício da cruz, do poder de Jesus em sua morte e principalmente em sua ressurreição, esse corpo seja transformado em um corpo glorificado por Cristo, incorruptível, que poderá entrar na promessa feita por Deus, através de seu filho.

Advertisement

(1 Coríntios 16:1-4) Coleta das ofertas

v. 1 Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia, fazei vós também.

v. 2 No primeiro dia da semana, cada um de vós pessoalmente separe e guarde, conforme Deus o prosperou, para que não sejam coletados quando eu chegar. 



v. 3 E, quando eu tiver chegado, os que aprovardes por suas cartas, eu enviarei para levar a vossa liberalidade, a Jerusalém. 

v. 4 E, se for apropriado que eu também vá, eles irão comigo. 

Quanto à indica que Paulo está respondendo a uma pergunta feita a ele na carta anterior (ver 1Co 7:1 ) sobre como organizar a coleta para a igreja de Jerusalém (2 Coríntios 8).

Advertisement

Os coríntios rogaram a oportunidade para contribuir com a coleta (2Co 8:4). Cada um deveria separar dinheiro regularmente para a coleta, de acordo com sua capacidade de ofertar.

No final, todos os fundos seriam reunidos e enviados sob os cuidados de mensageiros designados. Se isto parecesse aconselhável e se as circunstâncias permitissem, Paulo iria pessoalmente com os mensageiros.

(1 Coríntios 16:5-9) Pretendo ir até vós

v. 5 Ora, eu irei até vós quando eu passar pela Macedônia; porque tenho de passar pela Macedônia.



v. 6 E bem pode ser que fique convosco e passe também o inverno, para que me acompanheis aonde quer que eu for. 

v. 7 Porque eu não os verei agora pelo caminho, mas espero ficar convosco algum tempo, se o Senhor permitir. 

v. 8 Mas eu ficarei em Éfeso até o Pentecostes. 

v. 9 porque uma porta grande e eficaz é aberta para mim, e  muitos adversários.

Advertisement

Paulo planejava atravessar a Macedônia até Corinto (em sua terceira viagem missionária) e talvez passar o inverno na cidade.

Em seguida, ele esperava que os coríntios providenciassem suprimentos para sua viagem, quando ele partisse.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Enquanto isso, o apóstolo planejava ficar em Éfeso até maio (na festa judaica do Pentecoste) por causa da resposta favorável ao evangelho naquela cidade.

(1 Coríntios 16:10-11) Como receber Timóteo

v. 10 Ora, se Timóteo vier, cuidem para que ele possa estar convosco sem temor; porque ele trabalha na obra do Senhor, como eu também.

v. 11 Portanto, não deixem nenhum homem desprezá-lo, mas conduzi-o em paz, para que venha ter comigo, pois o aguardo com os irmãos. 

Paulo deu instruções sobre como os cristãos de Corinto deveriam receber Timóteo. Aqui a palavra se (Gr. egn) equivale a “quando”.

Paulo estava certo de que Timóteo estava a caminho de Corinto. Conduzi-o em paz é uma expressão que corresponde a “supram tudo que ele precisar para a viagem”.

(1 Coríntios 16:12) Apolo também é citado

v. 12 E, no tocante ao nosso irmão Apolo, eu desejei grandemente que fosse até vós com os irmãos, mas a sua vontade não estava de todo para vir neste tempo, mas ele irá quando lhe for o tempo conveniente.

Apolo, cujo papel vital no crescimento da igreja de Corinto foi prontamente reconhecido por Paulo (ver 1Co 3:5-6 e nota), provavelmente não quis ir agora porque estava trabalhando no evangelho em outro lugar.

Advertisement

(1 Coríntios 16:13-14) Portai-vos como homens

v. 13 Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos como homens, e sede fortes. 
v. 14 Todas as vossas coisas sejam feitas com caridade. 

Os cristãos devem vigiar quanto às concorrentes tradições de sabedoria mundana e se manter firmes em um só corpo na fé.

Neste contexto, “fé” indica o conteúdo do evangelho – a morte e a ressurreição de Cristo (1Co 15:1-5). O amor confirma a nossa submissão uns aos outros e à autoridade do Senhor.

(1 Coríntios 16:15-16) Estéfanas, o primeiro filho espiritual de Paulo em Acaia

v. 15 Eu vos rogo, irmãos (sabeis que a casa de Estéfanas é as primícias da Acaia e que eles têm se dedicado ao ministério dos santos), 
v. 16 que também vos sujeiteis aos tais e a todo aquele que nos ajuda e trabalha. 

Paulo exortou os coríntios a se sujeitarem à casa de Estéfanas (1Co 1:16). O termo primícias é um título honorífico referente a terem sido os primeiros a receber o evangelho na Acaia.

(1 Coríntios 16:17-18) Paulo é suprido pelos irmãos

v. 17 Alegro-me com a vinda de Estéfanas, e de Fortunato, e de Acaico; porque o que estava faltando da vossa parte, eles supriram.
v. 18 Porque eles revigoraram o meu espírito e o vosso. Reconhecei, pois, aos tais

Estéfanas, Fortunato e Acaico visitaram Paulo e supriram o que estava faltando da parte dos coríntios (lit. “eles preencheram sua falta”).

Percebendo seu caráter elevado e seus dons para o ministério, Paulo instruiu os cristãos de Corinto a reconhece-los.

(1 Coríntios 16:20) O beijo santo

v. 20 Todos os irmãos vos saúdam. Cumprimentai-vos uns aos outros com beijo santo.

No contexto da igreja primitiva e das cartas de Paulo (Rm 16:16), o beijo santo era um sinal de comunhão mútua dentro da família cristã.

(1 Coríntios 16:21) Paulo escreve parte da carta

v. 21 Saudação da minha própria mão, de Paulo.

Paulo terminou a carta com sua própria caligrafia, confirmando sua autenticidade e autoridade (2Ts 3:16-18).

Como de costume, o apóstolo ditou sua correspondência a um secretário (um amanuense) que registrou suas palavras gráfica assinada provavelmente incluía os v. 21-24.

(1 Coríntios 16:22) Seja Anátema! Maranata

v. 22 Se algum homem não ama o Senhor Jesus Cristo, seja anátema; Maranata.

O chamado à condenação de todos que fossem infiéis ao Senhor foi uma maneira incomum de terminar uma carta.

O aramaico Marang tha pode ser traduzido de várias maneiras. O imperativo “Vem, Senhor nosso!” parece o melhor.

(1 Coríntios 16:23-24) A benção apostólica de Paulo

v. 23 A graça do nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco.

v. 24 O meu amor seja com todos vós, em Cristo Jesus. Amém.

A carta termina com a fórmula de Paulo da “saudação de graça”, seguida de um toque pessoal (O meu amor seja com todos vós, em Cristo Jesus) que é exclusivo desta carta.

Conclusão

Concluindo, desde o Antigo Testamento a obra é mantida financeiramente por meio da liberalidade do povo e no Novo Testamento não é diferente.

Vemos isso de maneira muito clara quando Paulo orienta a Igreja sobre como deve ser feito o recolhimento e há elementos muito importantes: equilíbrio, transparência e o envolvimento de pessoas fiéis.

A orientação para que cada um dê conforme a sua renda, as cartas de recomendações para aqueles que farão a entrega da oferta em Jerusalém. Não há nenhuma obscuridade nas finanças da Casa de Deus.

Infelizmente em nossos dias, por causa da ganância, a Igreja tem enfrentado dificuldades. Muitos desvios na finalidade das ofertas e, apesar de tudo, é muito importante que não abandonemos o hábito de ofertar e de sermos liberais com a Casa de Deus.

Devemos honrar com os nossos bens e de maneira muito intencional, separar com regularidade parte daquilo que nos tem dado, para devolver em sua casa.

Deus nos dá 100% e só nos pede 10% como forma de obediência e ato de fé, Ele susterá nossas necessidades, é uma promessa.

1 Coríntios 16 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *