Colossenses 3 Estudo: A Importância de Alimentar a Mente com as Coisas de Deus

Nessa passagem de Colossenses 3 estudo, Paulo exorta aos colossenses sobre como vencer a batalha travada no campo de batalha das nossas mentes.

Advertisement

 Ele defende que devemos ocupar a mente com as coisas do Senhor e que devemos deixar para traz as práticas pecaminosas.

Desse modo, devemos nos revestir do comportamento de Jesus Cristo como povo escolhido e amado de Deus.

Advertisement

Paulo nos ensina sobre a importância da palavra de Deus na vida particular e na vida da social das pessoas que nos cercam e servem a Deus conosco.

Ele encerra, com conselhos diversos que os cristãos podem aplicar no dia-a-dia, acompanhe!

Colossenses 3 Estudo: Contexto histórico

O contexto histórico desse momento era a premissa de Paulo é que os colossenses morreram com Cristo.

Com isso, confiar na obra consumada de Cristo e viver como o que eles são nele, em vez de seguir os regulamentos religiosos humanos, produzirá uma vida santa.

Os professores greco-romanos e os judeus às vezes tinham uma segunda lista de vícios subordinados ou menos óbvios após a primeira lista, anunciando que estes também deveriam ser removidos.

Advertisement

⚠️ Grupo VIP de Estudos no WhatsApp:


Em contraste com os vícios mais óbvios de praticados principalmente pelos gentios, até mesmo os judeus lutaram com os pecados listados aqui.

Colossenses 3:1-17 – Crítica de Paulo ao ascetismo

Em (Cl 2:23), Paulo criticou o ascetismo falsos mestres afirmando que estas práticas não ajudavam a refrear os desejos pecaminosos da carne.

Advertisement

Aqui Paulo dá um conselho positivo sobre o verdadeiro viver espiritual, que de fato corrige os desejos ardentes e pecaminosos da carne.

(Colossenses 3:1-2) Afeiçoai-vos às coisas que são de cima.

v. 1 Então, se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à direita de Deus. 

v. 2 Afeiçoai-vos às coisas que são de cima e não às coisas que são da terra; 

Então-se retoma as consequências da identificação dos cristãos com Cristo, iniciadas em (Cl 2:20).

Esta expressão sinaliza uma mudança na carta, que passa da instrução doutrinária para a aplicação prática (Cl 3:1-4).

Advertisement

Nossos esforços e pensamentos devem estar no céu, onde Cristo habita (Sl 110:1).


Conheça sua Bíblia de Forma Profunda e Descubra Como Entendê-la com Mais Facilidade!
(Clique Aqui e Saiba Mais)


Estes mandamentos contrastam a verdadeira vida espiritual com a falsa espiritualidade proposta pela “filosofia” terrena.

(Colossenses 3:3) A vida em Cristo

v. 3 porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 

A base destes mandamentos (v. 1-2) é a união dos crentes com Cristo. Escondida significa que Deus completou totalmente a ação no passado, com resultados permanentes.

(Colossenses 3:4) A aparição de Cristo

v. 4 Quando Cristo, que é a nossa vida, aparecer, então, também vós aparecereis com ele em glória. 

Hoje Cristo habita á mão direita de Deus Pai no céu e está oculto aos olhos dos que vivem na terra. Em algum momento do futuro.

Ele irá aparecer na plenitude de Sua glória. Quando isso acontecer, os cristãos também serão manifestos em glória com Ele.

Advertisement

(Colossenses 3:5) Devia-te do pecado

v. 5 Mortificai, portanto, os vossos membros que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência e a avareza, que é idolatria; 

O mandamento mortificai (Mt 5:29) se refere ao exercício prático de buscar e pensar nas coisas do céu.

Paulo lista cinco vícios que explicam o que ele queria dizer com os vossos membros que estão sobre a terra.

Estes versículos são listados do comportamento externo específico para as inclinações e pensamentos íntimos.


Aprenda Como Pregar a Palavra de Deus com Sabedoria e Propriedade!
(Clique Aqui e Confira)


(Colossenses 3:6) A ira de Deus

v. 6 pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; 

Ira de Deus indica as graves consequências destes pecados.

(Colossenses 3:7) A descontinuidade de velhos hábitos

v. 7 nas quais também andastes em outro tempo, quando vivíeis nelas. 

Quando vivíeis nelas enfatiza a descontinuidade entre a vida de antes e a vida de agora dos cristãos.

(Colossenses 3:8) Remove da tua vida todo o pecado

v. 8 Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da blasfêmia, da comunicação obscena da vossa boca. 

Despojai-vos significa literalmente “tirar” ou “remover” alguma coisa, e é possível que seja um lembrete da metáfora da mudança de roupa, típica de Paulo (Rm 13:12).

Todos os versículos aqui listados estão relacionados a atitudes que destroem os relacionamentos interpessoais.

(Colossenses 3:9-10) Modifica as tuas vestes

v. 9 Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, 

v. 10 e vos vestistes de novo homem, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;

A metáfora da mudança de roupa fala de uma alteração visível no comportamento do cristão.

O novo eu substitui o velho eu, mas ao mesmo tempo está continuamente sendo renovado a fim de refletir a imagem de Deus.

A referência ao novo homem se aplica a indivíduos, mas também tem um sentido corporativo relacionado ao corpo de Cristo (Cl 1:15-20).

(Colossenses 3:11) A supremacia de Cristo

v. 11 onde não há grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos. 

A velha ordem era caracterizada por divisão étnica e social, mas a nova acaba com essa divisões no corpo de Cristo.

A expressão mas Cristo é tudo em todos fala de Sua supremacia (Cl 1:17) e habitação nos cristãos (Cl 1:27).

(Colossenses 3:12) Os eleitos de Deus

v. 12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade,

Depois de mandar que os cristãos “abandonem” o comportamento mundano, Paulo dá uma série de mandamentos positivos sobre revesti-vos (Rm 13:14) do comportamento digno do povo de Deus.

Os adjetivos eleitos (Is 43:20), (Rm 8:33), santos (Mc 1:24) e amados (Mt 3:17), são aplicados a Israel, a Jesus e á igreja. Estas cinco virtudes são exatamente o contrário dos v´cios listados nos v. 5 e 8.

(Colossenses 3:13) Perdoai uns aos outros

v. 13 suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum homem tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. 

As palavras suportando-vos (Ef 4:2) e perdoando-vos (Ef 4:32) expressam amaneira habitual dos cristãos mostrarem as virtudes acima.

Ambos os verbos tratam de relacionamentos interpessoais dentro do corpo de Cristo. Como Cristo vos perdoou faz lembrar o mandamento de Jesus de perdoar porque fomos perdoados (Mt 6:12).

(Colossenses 3:14) Revesti-vos de caridade

v. 14 E, sobre todas estas coisasrevestivos de caridade, que é o vínculo da perfeição.

Esta figura sugere que a última e mais importante peça do vestuário do povo de Deus é a caridade, o vínculo da perfeição que liga os cristãos em uma unidade perfeita (Ef 4:3).

(Colossenses 3:15) A importância da gratidão

v. 15 E a paz de Deus domine em vossos corações, para a qual também fostes chamados em um corpo; e sede agradecidos. 

A paz que Cristo traz deve governar o coração dos cristãos (Rm 8:6). Sede agradecidos vem de (Cl 1:3).

(Colossenses 3:16) Que a palavra de Cristo habite em nós

v. 16 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando com graça em vosso coração ao Senhor. 

Ensinando-vos e admoestando-vos são o meio do evangelho habitar entre os cristãos. Sabedoria… cânticos e graça são a forma como este ensino e aconselhamento é feito.

(Colossenses 3:18-25) As condutas de uma família Cristã

Nesta seção, Paulo mostrou como fazer tudo em nome do Senhor se aplica a cada membro da família.

Os cristãos primitivos adotaram e modificaram este formato a fim de descrever a conduta adequada dos membros de uma família cristã (Ef 5:21).

(Colossenses 3:17-18) Fazeis tuas obras em nome do Senhor Jesus

v. 17 E tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando graças a Deus Pai por ele. 

v. 18 Esposas, sede submissas a vosso próprio marido, como convém no Senhor. 

Paulo exortou as esposas a serem submissas a seus maridos (Ef 5:21-24). O apóstolo sempre usa esse verbo no contexto de relações de autoridade (Rm 8:70).

Esta submissão não é uma escravidão, e sim uma subordinação voluntária.

Esta disposição está baseada no relacionamento da esposa com Cristo e em seu papel na família (como convém no Senhor), e não em uma falsa noção de inferioridade (1Co 11:3).

(Colossenses 3:19) A importância dos maridos amarem a sua mulher

v. 19 Maridos, amai as vossas mulheres e não vos irriteis contra elas. 

Junto com a exortação ás mulheres, Paulo admoestou os maridos: amai as vossas mulheres, acrescentando a advertência: não vos irriteis contra elas (“não sejais ás peros com elas”).

“Amar” é cuidar do bem-estar de outra pessoa e se preocupar com ela a ponto de sacrificar-se, sem esperar nada em troca (Ef 5:25-33).

“Amargura” (“áspero”) é tratar o outro com crueldade, podendo ser traduzida como “causar sentimentos amargos”.

Os maridos devem sempre cuidar de suas esposas e nunca tratá-las com grosseria (1Pe 3:7).

(Colossenses 3:20) Obediência dos filhos aos seus pais

v. 20 Filhos, obedecei a vossos pais em todas as coisas, porque isto é agradável ao Senhor.

A palavra obedecei não tem o sentido voluntário presente no mandamento de ser submisso.

É obrigação dos filhos serem obedientes a seus pais (Êx 20:12), é assim que eles agradam ao Senhor.

Porém essa obediência não inclui exigências imorais e idólatras de seus pais, pois são comportamentos agradáveis ao Senhor.

(Colossenses 3:21) A sabedoria dos pais para com os filhos

v. 21 Pais, não provoqueis os vossos filhos à ira, para que não sejam desencorajados.

Apesar do termo pais incluir pai e mãe (Hb 11:23), esta advertência é principalmente para os homens: não provoqueis os vossos filhos (Ef 6:4).

“Provocar” (“exaspereis“) significa fazer com que alguém guarde ressentimento ou rancor.

A razão desta ordem é para que os filhos não sejam desencorajados nem fiquem abatidos. Os pais devem evitar tratar seus filhos com crueldade.

(Colossenses 3:22-25) A importância da simplicidade de coração

v. 22 Servos, obedecei em todas as coisas a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. 

v. 23 E, tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens, 

v. 24 sabendo que do Senhor recebereis a recompensa da herança, porque servis a Cristo, o Senhor. 

v. 25 Mas quem faz o errado, recebe pelo erro que fez; e não há acepção de pessoas.

Alguns intérpretes pensam que os servos da antiguidade deviam ser preguiçosos, já que não tiravam proveito de seu trabalho.

Por que trabalhar duro se você não vai ganhar nada em troca? Paulo apresentou um longo raciocínio para exortar os servos cristãos a obedecer a seus mestres terrenos em todas as coisas:

  1. Os servos devem trabalhar mesmo quando não estiverem sendo supervisionados, porque afinal de contas estão servindo ao Senhor, e não a um senhor humano;
  2. Seu serviço para o Senhor será gloriosamente recompensado na eternidade; e
  3. Deus não faz discriminação quando se trata de punir o mau comportamento.

Conclusão

Portanto, Paulo nos mostra que devemos selecionar bem o que iremos deixar entrar em nossas mentes, e que o mais sensato é nos preenchermos das coisas do Senhor.

Desse modo, estaremos mais edificados e guiados na presença de Deus e essa é a melhor forma de viver aqui na terra.

Aos pais, filhos e esposos, que tenham sabedoria e entendimento nas relações interpessoais, pois, vocês são família e, portanto, um projeto de Deus.

Colossenses 3 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.