2 Reis 2 Estudo: A Revelação do Traslado de Elias

Neste estudo bíblico veremos que o que aconteceu com o profeta Elias, foi uma demonstração totalmente genuína do poder de Deus, tal fato é relatado com mais profundidade aqui, em 2 reis 2 estudo.

Elias foi um profeta muito usado pelo Altíssimo em Israel, ele através do poder que lhe era concedido fez milagres extraordinários nesse território. Em muito dos seus dias, provou que só existe um Deus, que é capaz de fazer o sobrenatural.

Advertisement

Nos dias de hoje dificilmente podemos ver grandes milagres como os que foram feitos naquele tempo, que é datado historicamente, em aproximadamente 896 antes de Cristo.

Esse fato se deve a incredulidade dos corações da pós-modernidade, que possuem dificuldade pra crê, mesmo vendo confirmações bíblicas.

Advertisement

2 Reis 2 Estudo: A continuação do poder de Deus em Israel

Mesmo após o Elias ter sido levado aos céus, Israel não ficou sem profeta, como também, ainda foi alvo de muitas manifestações do poder de Deus. Desse modo, é importante analisar cada versículo, com o intuito de fortalecer a nossa fé.

(2 Reis 2:1) Eliseu, o aprendiz

¹ E sucedeu, quando o Criador haveria de tomar Elias para o céu, por um turbilhão de vento, que Elias se foi, com Eliseu, de Gilgal.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


O companheirismo de Eliseu: Já fazia aproximadamente 10 anos que Elias tinha como seu servo e aprendiz, Eliseu, que testemunhou de muitos feitos de Deus.

A cidade de Gilgal mencionada nesse versículo, não é a que fica perto de Jericó, como muitos acreditam, mas a que está situada próximo a Siló em Samaria.

(2 Reis 2:2) A fidelidade de Eliseu

² E Elias disse a Eliseu: Fica aqui, rogo-te; porque o Altíssimo me enviou a Betel. E Eliseu disse a ele: Como vive o Criador, e como vive a tua alma: Não te deixarei. Assim, eles desceram a Betel.

Advertisement

Ainda não havia sido revelado: O traslado de Elias era certo, mas como isso aconteceria e o momento exato ainda não havia sido revelado, por isso Elias pedia para que Eliseu não o seguisse.

Eliseu provava a sua fidelidade a Deus, através da vida do profeta, e por onde esse caminhava, Eliseu também ia.

Todo esse quadro começava a se desenrolar logo após a morte do rei Acasias que foi abordado na explicação de 2 Reis 1.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(2 Reis 2:3) Um fato curioso

³ E os filhos dos profetas que estavam em Betel vieram até Eliseu, e disseram a ele: Tu sabes que hoje o Criador há de tomar o teu mestre sobre a tua cabeça? E ele disse: Sim, eu sei disso; retei a vossa paz.

O traslado era de conhecimento de muitos: É interessante nesse versículo o fato de os filhos dos profetas saberem que Elias seria transladado, porém, na bíblia não nos é revelado como esse grupo tinha o conhecimento desse fato.

(2 Reis 2:4-5) O mesmo cenário se repete

⁴ E Elias disse a ele: Eliseu, fica aqui, rogo-te; porque o Criador me enviou a Jericó. E ele disse: Como vive o Altíssimo, e como vive a tua alma: Não te deixarei. Assim, eles vieram a Jericó.

Advertisement

⁵ E os filhos dos profetas que estavam em Jericó vieram até Eliseu, e disseram a ele: Tu sabes que o Senhor há de arrebatar o teu mestre, hoje, por sobre a tua cabeça? E ele respondeu: Sim, eu sei disso; retei a vossa paz.

Elias mais uma vez pergunta: Mais uma vez Eliseu prova da sua fidelidade, mesmo sendo mandado ficar onde estava, ele não abandonou o seu senhor. Porém, Eliseu tinha a alma persistente e continuou a dizer que não o deixaria.

Os filhos dos profetas repetem a mesma pergunta e Eliseu também tem a mesma resposta que a anterior.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


(2 Reis 2:6-8) Havia uma expectativa

⁶ E Elias disse a ele: Rogo-te que fiques aqui; porque o Senhor me enviou para o Jordão. E ele disse: Como vive o Senhor, e como vive a tua alma, não te deixarei. E ambos seguiram adiante.

⁷ E cinquenta homens dos filhos dos profetas foram e se puseram de pé,para ver de longe; e eles se puseram de pé junto ao Jordão.

Advertisement

⁸ E Elias tomou o seu manto, e o enrolou todo, e feriu as águas, e elas foram divididas de cá para lá, de modo que os dois atravessaram em terra seca.

Além das expectativas: Além da repetição do mesmo cenário é possível perceber que existia uma expectativa sobre o traslado de Elias, pois os filhos dos profetas acompanharam o trajeto feito por Elias.

Esses conseguiram ver um grande acontecimento, que foi divisão das águas, com um simples ato de dobrar a capa.

(2 Reis 2:9) Dupla porção

⁹ E sucedeu, quando eles haviam partido, que Elias disse a Eliseu: Pede-me o que devo fazer por ti, antes que de ti eu seja tomado. E Eliseu disse: Rogo-te que uma porção dobrada do teu espírito seja sobre mim.

Advertisement

Elias não deixa Eliseu desamparado: Mesmo antes de um momento muito importante, o profeta não se mostra egoísta, assim como durante a sua jornada sempre se mostrou preocupado com Israel e a vontade de Deus para esse povo.

Um fato muito importante, é que Eliseu ao ser interrogado sobre o que queria, poderia ter pedido qualquer coisa, mas pediu porção dobrada do espirito de Elias, que na essência era o Espirito Santo de Deus.

Atualmente, a sociedade na qual estamos inseridos é em grande parcela materialista, e não teria a mesma petição do servo, e esse é um dos fatores que nos impede de ver feitos extraordinários do Senhor.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


(2 Reis 2:10-11) A ousadia de Eliseu e o traslado de Elias

¹⁰ E ele disse: Pediste dura coisa: Todavia, se me vires quando eu for tomado de ti, assim se sucederá para contigo; mas se não, assim não se sucederá.

¹¹ E sucedeu que, enquanto eles ainda seguiam adiante, e conversavam, apareceu ali uma carruagem de fogo, e cavalos de fogo, e os separaram a ambos; e Elias subiu por um turbilhão de vento ao céu.

Passou na terra e não provou a morte: O pedido de Eliseu realmente não foi algo simples e diante da grandiosidade era necessário que houvesse uma confirmação se a petição seria atendida ou não.

Advertisement

Além disso, após a resposta de Elias ao servo, ele foi levado por Deus sem provar a morte, e de uma forma gloriosa. Dos descendentes de Adão, apenas Enoque e Elias não passaram pela morte.

(2 Reis 2:12) A confirmação

¹² E Eliseu viu isto, e bradou: Meu pai, meu pai, a carruagem de Israel, e os seus cavaleiros! E ele não mais o viu. E ele agarrou as suas próprias vestes e as rasgou em dois pedaços.

Ele visualizou: Ao chamar Elias por pai, estava simbolizando o que o profeta tinha sido para o povo de Israel, um pai espiritual que revelou a vontade de Deus.


A Chave para Interpretar todos os Gêneros e Contextos da Bíblia de modo Simples, porém com muita Profundidade…
(Clique Aqui e Acesse)


Ao conseguir enxergar Elias subindo, o seu pedido foi confirmado, e ao ter rasgado as vestes de Elias estava demonstrando que ele não era mais um servo, ou apenas aprendiz, mas agora passava a ser um grande profeta.

(2 Reis 2:13-14) A porção dobrada estava sobre Eliseu

¹³ Ele juntou também o manto de Elias, que lhe caíra, e retornou, e parou de pé junto à margem do Jordão;

Advertisement

¹⁴ a ele tomou o manto de Elias, que dele caiu, e feriu as águas, e disse: Onde está o Senhor Deus de Elias? E quando ele também havia ferido as águas, elas se dividiram de um ao outro lado; e Eliseu atravessou.

O mesmo milagre feito por Elias foi feito por Eliseu: O milagre relatado nesse último versículo também pode ser considerado mais uma confirmação de que Eliseu alcançou a porção dobrada na qual ele tinha pedido.

Um fato a ser analisado é que o agora profeta foi motivado a abrir as águas através da fé que tinha sido desenvolvida vendo os feitos que Deus usou Elias para fazer, em virtude disso ele faz aquela pergunta no último versículo.

(2 Reis 2:15-16) A unção de Deus

¹⁵ E quando os filhos dos profetas que estavam a observar em Jericó o viram, eles disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram para se encontrar com ele, e se curvaram ao chão diante dele.

Advertisement

¹⁶ E eles disseram-lhe: Eis que, agora, há cinquenta homens fortes com os teus servos; que eles vão, rogamos-te, à procura do teu mestre; para que, porventura, o Espírito do Senhor não o tenha elevado, e lançado sobre algum monte, ou em algum vale. E ele disse: Não os envieis.

Eliseu começa a ser reconhecido:  É impossível que alguém revele o poder de Deus de forma extraordinária e passe despercebido. Nesse sentido, em essência os filhos dos profetas não se curvaram diante de Eliseu, mas sim do feito do Senhor e a sua unção sobre a vida do profeta Eliseu.

Ademais, é notável que não entenderam o que aconteceu com Elias, pois ainda queriam procura-lo aqui na terra. Entretanto, Eliseu tendo a visão completa do que havia ocorrido preferiu que não o procurassem.

(2 Reis 2:17-18) A insistência dos 50

¹⁷ E quando eles lhe pressionaram até ficar envergonhado, ele disse: Enviai. Eles enviaram, portanto, cinquenta homens; e eles procuraram por três dias mas não o encontraram.

Advertisement

¹⁸ E quando eles voltaram (porque ele permaneceu em Jericó), ele lhes disse: Não disse a vós: Não vades?

Elias não estava na terra: Provavelmente insistiram muito com Eliseu, e por isso ele acabou permitindo que buscassem por Elias. Contudo esse não estava mais na terra, mas junto com Deus.

Então Eliseu fez os cinquenta filhos dos profetas recordarem aquilo que ele havia falado, para não irem em buscas, pois sabia que haveria de ser em vão.

(2 Reis 2:19) Jericó era amaldiçoada

¹⁹ E os homens da cidade disseram a Eliseu: Suplico-te, eis que a situação deste cidade é agradável, como vê o meu senhor; mas a água é imprestável, e o solo é estéril.

Consequências de tempos pagãos: Nos tempos de Josué, Jericó tinha sido amaldiçoada pelo próprio Deus por cometer o pecado de idolatria, por isso as águas se tornaram amargas e a terra não produzia.

Advertisement

Esse panorama nos permiti fazer um paralelo com um mundo que está amaldiçoado pelo pecado, e assim como Jericó era uma cidade que estava em uma boa situação, mas possuía águas amargas e a terra infrutífera, ou seja, não era verdadeiramente agradável.

(2 Reis 2:20-21) A sorte de Jericó começa a ser mudada

²⁰ E ele disse: Trazei-me um novo cântaro e ponde sal dentro dele. E eles o trouxeram.

²¹ E ele seguiu até a fonte das águas, e lançou sal ali dentro, e disse: Assim diz o Senhor: Tenho curado estas águas; não haverá mais a partir dali morte ou terra estéril.

Eliseu era a voz de Deus: Nesses versículos é possível identificar que são usados vários símbolos. Nesse sentido, o prato novo significa algo que não possui pecado, e o sal simboliza a palavra incorruptível de Deus que retira toda a maldição.

Da boca de Eliseu sai a sentença de Deus, que reverte a o cenário anterior de Jericó, no qual era maldição.

Nesse contexto de milagres, é importante destacar que o profeta Eliseu, foi boca do Senhor em vários momentos, como ao predizer a vitória de Moabe, como no estudo de 2 Reis 3 nos mostra.

(2 Reis 2:22-23) A palavra de Deus se cumpriu

²² Assim, as águas foram curadas até este dia, segundo o dizer de Eliseu, o qual ele falou.

²³ E ele subiu dali até Betel; e enquanto ele estava subindo pelo caminho, vieram oriundas da cidade algumas crianças, e zombaram dele, e disseram-lhe: Sobe, cabeça raspada; sobe tu, cabeça raspada.

O poder de Deus: As águas de Jericó haviam sido saradas pela voz de Deus, e assim o nosso coração só pode ser sarado do pecado pelo mesmo.

Os meninos que subiam, provavelmente não eram crianças, e ao insultar o profeta, insultavam o próprio Deus.

(2 Reis 2:24-25) As consequências da zombaria

²⁴ E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou no nome do Senhor.

²⁵ E ele se foi dali para o monte Carmelo, e de lá ele retornou para Samaria.

Devemos respeito: Na sociedade atual, é possível perceber que o comportamento de desrespeito é presente, no entanto nos tempo de Elias, esse povo ainda não estava sobre a graça, e por isso o peso do pecado recaia sobre eles de forma forte.

Conclusão

Essa passagem mostra como o poder de Deus não termina em uma pessoa, e que profetas sempre vão existir no meio do seu povo para manifestar o seu poder e milagres. Além disso, 2 Reis 2 estudo mostra como Deus reverte maldição em benção, como também aponta como é grave zombar daquilo que é sagrado e representa a Deus.

2 Reis 2 Estudo.


Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *