Nascimento de Jesus

O nascimento de Jesus foi um dos eventos mais importantes para os Cristãos, pois simboliza a vinda do filho de Deus para que a humanidade recebesse a graça da salvação.

Advertisement

Esse nascimento ocorreu de maneira milagrosa, porém humilde em Belém, na Galileia.

Desse modo, a história do nascimento de Jesus marcou o início da realização do grande plano de Deus para a salvação de todos nós. Acompanhe!

Advertisement

Como sucedeu o nascimento de Jesus

Jesus nasceu na pequena cidade de Belém, e esse acontecimento marcou para sempre a história do mundo, principalmente para aqueles que acreditam em Deus.

Isso porque, o menino judeu que nasceu em Belém não era apenas mais um homem qualquer a nascer, mas era a encarnação do filho legítimo de Deus.

Claro que tudo foi muito conturbado no início e que alguns não acreditavam, mas ao desenrolar da história Cristo foi mostrando e provando para que veio.

Ademais, negar o nascimento de Jesus Cristo é negar o Evangelho e, consequentemente, toda a escritura, visto que ela aponta para esse acontecimento e seus desdobramentos.

Desse modo, o nascimento de Cristo ocorreu de forma milagrosa, isso porque, todos os humanos que já nasceram na história da humanidade, nasceram da relação entre um homem e uma mulher, mas com Jesus, foi diferente.

Advertisement

O contexto do nascimento de Jesus Cristo

No contexto do nascimento de Jesus, o império dominante já era o poderoso Império Romano comandada por Otávio Augusto.

O idioma comum em toda a região da Palestina era o grego por causa da influência do antigo Império Grego de Alexandre Magno, que posteriormente resultou no período helenístico.

Diante disso, essencialmente todos estavam sobre influência da mesma língua e com uma boa infraestrutura e segurança promovidas pelo Império Romano, havia uma unidade política nunca vista antes naquela região.

Advertisement

Entretanto, toda essa unificação também trouxe uma fragmentação interna no judaísmo, como uma das consequências.  

Uma das explicações para isso foi que alguns judeus eram a favor do domínio romano, em especial por causa de seus benefícios, enquanto isso, outros eram contra esse domínio e aguardavam por uma libertação.

Por essa razão, muitos esperavam um messias político que pudesse livrá-los do domínio estrangeiro e que trouxesse a libertação para seu povo.

Quem anunciou o nascimento de Jesus?

No livro de Lucas, Maria fica sabendo pelo anjo Gabriel que irá ter um filho chamado Jesus, como ela era virgem, ela pergunta como seria possível.

Então, Gabriel afirma que o Espírito Santo sobre ela e que nenhuma palavra é impossível, independente das circunstâncias.

Advertisement

Após isso, Maria visita uma parenta próxima a ela que se chama Isabel, e que está grávida de João Batista.

Nesse meio tempo, Maria casa-se com José e explica a ele o ocorrido.

Um tempo depois, quando Maria está perto de dar à luz, ela e o marido viajam de Nazaré para a terra ancestral de José em Belém para se registrarem no censo de Quirino.  

No entanto, Maria entra em trabalho de parto e, sem conseguir encontrar um lugar para se hospedar, o casal se refugia com o recém-nascido numa manjedoura.

Diante disso, um anjo visita os pastores que estavam nas redondezas e lhes leva a notícia de que hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é Cristo Senhor.

O anjo continua e conta que encontrarão a criança embrulhada em panos e deitada numa manjedoura e ao juntar-se a uma, os pastores então correm para o estábulo em Belém e lá encontraram Maria, José e Jesus.

Os pastores repetem o que ouviram do anjo e após isso voltam para seus rebanhos e Maria e José levaram depois Jesus até Jerusalém para ser circuncidado antes de retornarem todos para Nazaré.

Por que Maria e José tiveram que fugir para o Egito?

Os Magos no oriente viram uma estrela especial, que significava o nascimento de um rei em Israel.

Advertisement

Diante disso, eles foram para Jerusalém e perguntaram pelo novo rei.

Com isso, o rei Herodes ficou preocupado com a ameaça, mas mentiu e fingiu querer adorar o menino e descobriu que iria nascer em Belém.

Porém, os magos seguiram a estrela e encontraram o menino antes do rei, então eles adoraram Jesus e lhe ofereceram presentes, como ouro incenso e mirra.

Além disso, em um sonho, os magos foram avisados a não voltar para Herodes, por isso foram para casa por outro caminho por conta da possível ameaça.

Herodes então descobriu que os magos não iriam voltar, ele ficou muito irado e mandou matar todos os meninos com menos de dois anos nas redondezas de Belém, na esperança de que um deles fosse o menino Jesus.

Porém, antes disso, um anjo avisou José do perigo e então ele e sua família tiveram que fugir para o Egito.

Alguns anos depois quando Herodes morreu, José, Maria e Jesus voltaram para Nazaré, onde Jesus passou sua infância.

Então, Jesus cresceu e, anos mais tarde, cumpriu o propósito para o qual tinha nascido ele se tornou o Salvador do mundo!

O nascimento de Jesus e o natal – Jesus realmente nasceu dia 25 de dezembro?

Existem diversos relatos que indicam que Jesus não nasceu no dia 25, entretanto, para os cristãos, o Natal celebra o nascimento de Jesus Cristo.

Ademais, embora as festividades ocorram normalmente na noite do dia 24 de dezembro e as festividades prossigam até o dia 25, não se sabe, exatamente, quando e como ele teria nascido exatamente.

Porém, uma coisa, é certa: a figura principal do cristianismo não nasceu no dia 25 de dezembro.

Até o local tem sido alvo de controvérsia entre os pesquisadores e não há consenso de qual lugar de Israel Jesus teria vindo ao mundo.

Para o professor e pesquisador de teologia da Universidade Metodista de São Paulo Fernando Ripoli, é importante enfatizar que Jesus não nasceu em 25 de dezembro.

Ele diz ainda que na Bíblia não há nenhuma menção a este dia. “O Novo Testamento não faz menção a nenhum dia específico do nascimento de Jesus.

Afinal, qual a data de nascimento de Jesus?

Apesar de que todos os Cristãos comemoram no dia 25, a verdade, no entanto, é que ninguém tem a mais vaga ideia de quando Cristo realmente nasceu.

No entanto, apesar da fama de profeta e Messias, ele veio ao mundo como um humilde camponês da Galileia, fato que não provocou muito alvoroço entre os letrados da sua época.

Desse modo, as únicas pessoas que seriam capazes de deixar registros históricos e diante disso, o mais provável, segundo os estudiosos do tema, é que 25 de dezembro tenha sido a data escolhida para “aniversário” de Jesus por motivos simbólicos, mas que isso não corresponde ao certo o dia de seu nascimento, sendo portanto algo indefinido.

Além disso, uma das hipóteses com maior número de defensores entre os estudiosos do tema sugere que, em algum momento do século 4, a Igreja fixou a comemoração no dia 25 de dezembro com a intenção de suplantar o antigo.

Apesar de ser muito popular, o festival pagão do Sol Invicto, que ocorria mais ou menos na mesma época do ano e era pretexto para comilanças homéricas.

Desse modo, a festa comemorava o solstício de inverno, ou seja, o dia mais curto do ano.

Já no hemisfério Norte, ele normalmente ocorre por volta do dia 22 de dezembro e que no hemisfério sim corresponde a 21 de julho.

Concluindo, portanto, que ainda não se sabe ao certo a data e que 25 de dezembro se trata de uma data simbólica escolhida para representar o nascimento de Cristo.

A importância do nascimento de Jesus

A importância do nascimento de Jesus é um dos assuntos que estão no centro da Fé Cristã, pois testemunha a respeito da encarnação da segunda pessoa da trindade.

Desse modo, isso significa que ele deixou para trás privilégios inimagináveis para a mente dos seres humanos da terra.

Portanto, aquele que desfrutava de igualdade com Deus, pois ele mesmo era Deus, voluntariamente aceitou assumir a forma de servo, tornando-se completamente humano e sofrendo das mesmas dores que todos nós sentimos em nossa passagem aqui na terra.

Além disso, ele não veio ao mundo numa família poderosa, muito pelo contrário, como vimos ele não nasceu num palácio e não se deitou num berço glorioso.

Sua família era humilde, e nasceu num estábulo e se deitou numa manjedoura.

No entanto, mesmo ele sendo o próprio Senhor ele nasceu sob a lei e, tornou-se sujeito à Lei e cumpriu com perfeição a Lei para poder redimir os que estão sobre ela.

Diante disso, é necessário considerar alguns pontos importantes sobre o nascimento de Jesus.

O primeiro ponto é que, o nascimento de Jesus testemunha que ele se tornou verdadeiramente humano, ou seja, o seu corpo não era uma ilusão; não era um tipo de aparição espiritual. Ele nasceu totalmente humano, feito de carne e osso como todos nós.

O segundo ponto é que, o nascimento virginal de Jesus indica que ele nasceu sem herdar o pecado original do qual todos nós somos herdeiros.

O outro ponto é que Jesus não teve um pai humano, mas nasceu por obra do Espírito Santo, isso significa que, o nascimento de Jesus interrompeu parcialmente a linhagem de Adão, por parte de pai, e por isso ele foi preservado de participar da culpa e da corrupção que todos os descendentes de Adão participam até hoje.

O terceiro ponto é que, o nascimento de Jesus, em seu caráter virginal, indica que de fato na pessoa de Cristo estavam unidas de forma plena, indivisível e também inconfundível, as naturezas divina e também humana.

Portanto, Cristo tornou-se verdadeiramente homem, mas não ficou menos divino ou deixou de ser Deus, pois sua divindade estava em seu interior.

Conclusão

Por fim, podemos concluir que o nascimento de Jesus aponta para a verdade bíblica de que a salvação não é obra do esforço humano, mas é obra do Senhor.

Diante disso, Jesus nasceu na plenitude do tempo, o momento exato determinado por Deus para prover a redenção de seu povo e dar oportunidade de termos a salvação através da graça do espirito Santo.

Nascimento de Jesus.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.