Salmo 22 Estudo: Louvando Mesmo em Provas

Neste estudo do salmo 22, veremos que ele é um salmo de muita profundidade espiritual no qual desde o seu título, Davi já demonstra que o escreveu para Deus, direcionamento identificado na frase “Salmo de Davi para o cantor-mor”. No artigo do salmo 21 estudo, fizemos menção sobre o “cantor-mor”.

Davi se encontrava em extrema aflição e somente Deus poderia se condoer por ele lhe concedendo a libertação e repreendendo a angústia do seu coração.

Advertisement

Existem várias interpretações para as palavras “Aijelete-Hás-Saar” descritas no título desse salmo.

A maioria dos intérpretes concordam que a melhor tradução dessas palavras é a “corsa da manhã”, que no sentido espiritual denota a corsa como o “sofredor” e a manhã como “alívio”.

Advertisement

Historicamente este salmo relata os pensamentos/ orações de Davi quando sofrera perseguições que pareciam não ter fim. A aflição do sofredor é dura, mas se torna temporária quando ele é capaz de depositar toda a sua confiança em Deus.

(Salmo 22:1) As indagações

¹ Meu Deus! Meu Deus!
Por que me abandonaste?
Por que estás tão longe de salvar-me,
tão longe dos meus gritos de angústia?


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


É possível fazer uma analogia dessas indagações de Davi com o momento do sofrimento de Jesus quando pendurado na cruz, no qual também questiona Deus porque o desamparou.

Mateus 27:46 Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: “Eloí, Eloí, lamá sabactâni?”, que significa “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?”.

No momento da dor, o sofredor não consegue enxergar o agir e planos de Deus, obtendo a sensação de estar sozinho e desamparado.

Advertisement

(Salmo 22:2) O momento do clamor

² Meu Deus!
Eu clamo de dia, mas não respondes;
de noite, e não recebo alívio!

Verifica-se uma diferença entre as expressões “orar” e “clamar”. A oração pode ser entendida como um momento de conversa com afeto com Deus. O “clamor”, porém, é uma súplica intensa, um grito da alma implorando por misericórdia.

A partir do entendimento dessas diferenças é perceptível a intensidade da angústia de Davi, “eu clamo de dia”.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Mas não respondes”: No sofrimento o homem é incapaz de entender o silêncio de Deus e o que Ele está fazendo. “De noite, e não recebo alívio”: O sofredor no momento de angústia tende a ser imediatista.

Davi havia clamado de dia e desejava receber o seu alívio o mais breve possível, porém Deus desejou mostrar para Davi que o tempo de solução da luta cabe somente Ele decidir.  

(Salmo 22:3-5) Histórico

³ Tu, porém, és o Santo,
és rei, és o louvor de Israel.

Advertisement

⁴ Em ti os nossos antepassados
puseram a sua confiança;
confiaram, e os livraste.

⁵ Clamaram a ti, e foram libertos;
em ti confiaram, e não se decepcionaram.

O povo de Israel foi uma nação escolhida por Deus para herdar a salvação eterna, por isso Deus era o louvor no meio deles.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


No momento em que Davi começa a analisar o seu passado, ele lembra de tudo que Deus já havia realizado nas gerações anteriores e viu o quanto Deus foi fiel com o seu povo.

(Salmo 22:6-8) Sentimento de abandono

⁶ Mas eu sou verme, e não homem,
motivo de zombaria
e objeto de desprezo do povo.
⁷ Caçoam de mim todos os que me veem;
balançando a cabeça,
lançam insultos contra mim, dizendo:
⁸ Recorra ao Senhor!
Que o Senhor o liberte!
Que ele o livre, já que lhe quer bem!

Advertisement

Quando Davi se viu como um verme, ele estava querendo dizer para Deus o quanto se sentia como uma pessoa desprezível e insignificante.

Motivo de zombaria: Mais uma vez é possível fazer uma analogia desse momento de zombaria, com o sofrimento de Jesus na cruz, descrito em Mateus 27:29 (fizeram uma coroa de espinhos e a colocaram em sua cabeça.

Puseram uma vara em sua mão direita e, ajoelhando-se diante dele, zombavam: “Salve, rei dos judeus!”).

No momento da luta, é comum olharmos ao redor e encontrarmos mãos que nos acusam, pessoas que duvidam da nossa capacidade de vencer ou até mesmo pessoas que duvidam que Deus irá nos socorrer. Nesses momentos é preciso depositar a nossa confiança em Deus.

Advertisement

(Salmo 22:9-10) Escolhido desde o ventre

⁹ Contudo, tu mesmo me tiraste do ventre;
deste-me segurança
junto ao seio de minha mãe.
¹⁰ Desde que nasci fui entregue a ti;
desde o ventre materno és o meu Deus.

Deus havia separado Davi antes que ele nascesse. Mesmo a bíblia não mencionando o nome da mãe de Davi, apenas o nome do seu pai e seus irmãos, nesse versículo Davi relata que seus pais confiaram a sua vida nas mãos do Deus Altíssimo e o entregaram ainda pequeno para que ele se tornasse homem segundo o coração de Deus.

Deus tem um propósito em todas as coisas neste mundo, inclusive em nossas vidas. Desde o ventre materno ele nos escolheu para glorificação do seu nome. Porém, é necessário que respondamos afirmativamente ao chamado Dele.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


(Salmo 22:11-13) Características dos inimigos de Deus

¹¹ Não fiques distante de mim,
pois a angústia está perto
e não há ninguém que me socorra.

¹² Muitos touros me cercam,
sim, rodeiam-me os poderosos de Basã.

¹³ Como leão voraz rugindo,
escancaram a boca contra mim.

Advertisement

Basã era uma terra de gigantes localizada em uma região bem estruturada e que possuía pastos de qualidade inigualável. Os poderosos de Basã equivalem a homens poderosos, fortes e robustos.

A palavra de Deus nos ensina que como o leão que ruge, o diabo quer nos devorar. O inimigo das nossas almas fica ao nosso derredor buscando brechas para nos destruir.

(Salmo 22:14-15) A intensidade da dor

¹⁴ Como água me derramei,
e todos os meus ossos estão desconjuntados.
Meu coração se tornou como cera;
derreteu-se no meu íntimo.


A Chave para Interpretar todos os Gêneros e Contextos da Bíblia de modo Simples, porém com muita Profundidade…
(Clique Aqui e Acesse)


¹⁵ Meu vigor secou-se como um caco de barro,
e a minha língua gruda no céu da boca;
deixaste-me no pó, à beira da morte.

A água é um fenômeno no qual é difícil de ser controlada pelo homem. Nesse sentido Davi compara a sua dor como a água espalhada, no qual somente Deus é capaz de juntar ou secar.  

Advertisement

Davi agora descreve como todas essas perseguições e provações externas afetaram a si mesmo.

Suas forças haviam se esgotado, seu vigor estava gasto e os seus sentimentos estavam totalmente debilitados.

Davi estava se sentindo incapaz de vencer, estava cheio de dor, como se todos os seus ossos estivessem desarticulados. 

(Salmo 22:16-18) Situação de Davi

¹⁶ Cães me rodearam!
Um bando de homens maus me cercou!
Perfuraram minhas mãos e meus pés.

Advertisement

¹⁷ Posso contar todos os meus ossos,
mas eles me encaram com desprezo.

¹⁸ Dividiram as minhas roupas entre si,
e lançaram sortes pelas minhas vestes.

Jesus mesmo sendo o Rei do universo foi cercado de soldados maus que perfuraram as suas mãos e pés e o pregaram no madeiro.

Mesmo sendo rei de Israel, Davi estava se sentindo impotente, como se toda a sua vida estivesse nas mãos do povo.

Em Mateus 27:35 (Depois de o crucificarem, dividiram as roupas dele, tirando sortes), é possível comparar o episódio de humilhação do Senhor Jesus com o de Davi.

Advertisement

Enquanto Jesus sentia toda a dor os soldados estavam preocupados com algo tão mesquinho como dividir entre si as roupas de uma vítima.

(Salmo 22 estudo:19-21) Oração contínua

¹⁹ Tu, porém, Senhor, não fiques distante!
Ó minha força, vem logo em meu socorro!

²⁰ Livra-me da espada,
livra a minha vida do ataque dos cães.

²¹ Salva-me da boca dos leões,
e dos chifres dos bois selvagens.
E tu me respondeste.

Aqui Davi começa a abrir mais o seu coração diante de Deus. Ele insistiu em continuar orando ao Senhor, para que lhe desse o livramento e fosse salvo dos que o odiavam.

Advertisement

(Salmo 22:22-24) Promessa e convocação para adoração

²² Proclamarei o teu nome a meus irmãos;
na assembleia te louvarei.

²³ Louvem-no, vocês que temem o Senhor!
Glorifiquem-no, todos vocês,
descendentes de Jacó!
Tremam diante dele, todos vocês,
descendentes de Israel!

²⁴ Pois não menosprezou
nem repudiou o sofrimento do aflito;
não escondeu dele o rosto,
mas ouviu o seu grito de socorro.

Ainda que diante da provação, Davi se reergueu e começou a louvar e exaltar a Deus. Fazendo a promessa de que todos iriam ouvir o seu louvor e conhecer os feitos de Deus.

O Rei de Israel reconheceu que Deus não o desampararia.  

Que todos os aflitos se alegrem nisto e reconheçam também que somente em Deus há socorro, alto refúgio e salvação. Você poderá entender também esse acompanhamento de Deus no estudo do salmo 23.

(Salmo 22:25-28) Os votos de Davi

25 De ti vem o tema do meu louvor
na grande assembleia;
na presença dos que te temem
cumprirei os meus votos.

26 Os pobres comerão até ficarem satisfeitos;
aqueles que buscam o Senhor o louvarão!
Que vocês tenham vida longa!

27 Todos os confins da terra
se lembrarão e se voltarão para o Senhor,
e todas as famílias das nações
se prostrarão diante dele;

28 pois do Senhor é o reino; ele governa as nações.

Tema do meu louvor na grande assembleia: Jesus deve ser o tema dos cultos e reuniões dos servos de Deus. Hoje o evangelho tem sido distorcido e as pessoas têm esquecido que Ele é quem deve ser o centro das pregações.

Cumprirei os meus votos: Todas as promessas que são feitas à Deus devem ser cumpridas rigorosamente, pois Deus pedirá contas à você, conforme descrito em Deuteronômio 23:21 (Se um de vocês fizer um voto ao Senhor, o seu Deus, não demore a cumpri-lo, pois o Senhor, o seu Deus, certamente pedirá contas a você, e você será culpado de pecado se não o cumprir).

(Salmo 22:29-31) Promessas futuras

²⁹ Todos os ricos da terra
se banquetearão e o adorarão;
haverão de ajoelhar-se diante dele
todos os que descem ao pó,
cuja vida se esvai.

³⁰ A posteridade o servirá;
gerações futuras ouvirão falar do Senhor;

³¹ E a um povo que ainda não nasceu
proclamarão seus feitos de justiça,
pois ele agiu poderosamente.

Para finalizar mais uma vez Davi busca enaltecer a capacidade de operar milagres e a grandeza do Pai Celestial.

Quando o rei menciona que todos os ricos da terra se banquetearão e o adorarão é uma demonstração de fé pois em Mateus 19:24 Jesus diz que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus. O problema não está em adquirir riquezas em si, mas no apego indevido a elas.

Gerações futuras ouvirão falar do Senhor: Nos dias atuais vemos cumprir essa promessa descrita nesse salmo 22 estudo, pois nunca se ouviu tanto falar de Deus como atualmente.

Essa geração tem vivido momentos difíceis e nunca imaginados e como meio para vencer muitos tem procurado Deus.

Com as facilidades digitais a palavra de Deus tem sido levada aos quatro cantos da terra, facilitando o acesso aos assuntos celestiais.

Nós como testemunhas dos grandes feitos de Deus devemos ter a gratidão constante em nossos corações, procurando separar um tempo do nosso dia para agradecer a Deus por tudo o que acontece em nossas vidas.

Salmo 22 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    2 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    1. Boa noite, gostaria de saber como faço para ter a liberdade de poder copiar alguns de seus comentários que são excelentes. Abraço, Antonio Francisco de Araújo.