1 Tessalonicenses 2 Estudo: O Sofrimento Que Gera Ousadia

Neste capítulo de 1 Tessalonicenses 2 estudo, veremos que Paulo relatará as suas lutas e tribulações. A intenção de fazê-lo não é ganância ou desejo pessoal por glória, mas cumprir sua vocação e agradar a Deus, que o chamou.

Ele faz questão de destacar que jamais foi um peso para a igreja, não permitindo que a ganância o dominasse e que trabalhou, noite e dia, para não sobrecarregar os humildes irmãos.

Advertisement

Ao saber que estão enfrentando forte oposição, os encoraja a perseverar, relatando como o exemplo deles tem sido importante no Reino de Deus para o crescimento das outras igrejas.

Encerra dizendo que gostaria muito de visitá-los e que sentia prazer em estar com irmãos e fazer parte do dia-a-dia daquela igreja.

Advertisement

1 Tessalonicenses 2 estudo: Contexto histórico

Paulo saudou a igreja em Tessalônica, e traz a história dois nomes importantíssimos para a expansão do evangelho: Silvano (Silas) e Timóteo. Silvano (Silas) esteve com o apóstolo sempre, e juntamente com Timóteo, ajudou a fundar aquela igreja.

Paulo destaca o trabalho e a perseverança dos cristãos, mesmo na adversidade e tanto sofrimento, mantinham a convicção no evangelho, sem desanimar, seguindo o exemplo dele mesmo na defesa da obra de Cristo, influenciando há muitos outros daquela região, levando a um crescimento expansivo e rápido da igreja de Jesus.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


(1 Tessalonicenses 2:1) Irmãos

v. 1 Porque vós mesmos, irmãos, sabeis que a nossa entrada para convosco não foi vã; 

 Irmãos (Gr. adelphoi; 1Ts 3:7) significa literalmente “do mesmo ventre”. Neste contexto, adelphoi é um termo inclusivo que se refere tanto a homens como a mulheres cristãs. Os cristãos têm uma nova família espiritual por causa da fé comum (Mt 12:46-50).

(1 Tessalonicenses 2:2) O sofrimento em Filipos

v. 2 mas, mesmo depois de termos antes sofrido e sido envergonhados, como sabeis, em Filipos, tornamo-nos ousados em nosso Deus, para vos falar o evangelho de Deus com grande combate.

Advertisement

Em Filipos, Paulo e Silas foram açoitados e lançados na prisão por terem expulsado um demônio de uma moça escrava.

Como Paulo afirmou na época, era ilegal punir cidadãos romanos desta maneira sem que antes houvesse um julgamento (At 16:16-40).

A declaração de Paulo indica que Silas também era cidadão romano. Apesar do grande combate, que continuou em Tessalônica, o evangelho de Deus foi fielmente proclamado.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(1 Tessalonicenses 2:3) Exortação pela verdade de Deus

v. 3 Porque a nossa exortação não foi com engano, nem com imundícia, nem com malícia; 

O objetivo do ministério de Paulo era proclamar a verdade e agradar a Deus.

(1 Tessalonicenses 2:8) Queridos a nós

v. 8 Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos comunicar-vos, não o evangelho de Deus apenas, mas ainda as nossas próprias almas; porque éreis muito queridos a nós. 

Advertisement

O método de Paulo não era apenas pregar o evangelho, mas também compartilhar sua própria vida.

(1 Tessalonicenses 2:9) Não fomos pesos para vós

v. 9 Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e dor; porque, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus.

Paulo e Silas pregaram o evangelho de Deus aos tessalonicenses sem pedir nenhum auxílio financeiro, trabalhando para não lhes serem pesados.


⚠️ E-Book Grátis para Pregadores ⚠️:


Estava claro que Paulo não estava pregando em troca de dinheiro, e isso ajudava a provar que sua mensagem era verdadeira. Paulo era fabricante de tendas por profissão (At 18:3).

(1 Tessalonicenses 2:14) Perseguidos

v. 14 Porque vós, irmãos, haveis sido feitos seguidores das igrejas de Deus que, na Judeia, estão em Cristo Jesus; porquanto também sofrestes de vossos próprios concidadãos o mesmo que os judeus lhes fizeram

Advertisement

A igreja de Tessalônica foi fundada em meio a perseguição, mas Paulo destacou que eles não foram os únicos a sofrer desta maneira.

Desde a crucificação de Jesus, passando pelas igrejas da Judeia, a perseguição sempre esteve presente na igreja primitiva.

Geralmente ela come cava com judeus hostis, que tentavam usar as autoridades romanas a seu favor. Foi só no reinado de Nero, tempos mais tarde, após o grande incêndio que destruiu Roma (64 d.C.), que a primeira grande perseguição imperial de cristãos passou a ser política oficial romana.

(1 Tessalonicenses 2:15) Perseguidores de Cristo

v. 15 os quais também mataram o Senhor Jesus e os seus próprios profetas, e nos têm perseguido, e não agradam a Deus, e são contrários a todos os homens. 

Advertisement

Ele se refere aos judeus do v. 14. Esta é a única passagem dos escritos de Paulo em que ele identifica os responsáveis pela morte de Jesus.

Profetas parece ser uma referência aos profetas do antigo testamento, que também sofreram perseguição nas mãos de seus compatriotas (At 7:52). O padrão é claro – primeiro se rejeita a mensagem, depois se persegue o mensageiro.

(1 Tessalonicenses 2:16) A ira de Deus cairá sobre eles

v. 16 E nos impedem de falar aos gentios para que possam ser salvos, a fim de encherem sempre a medida de seus pecados; mas a ira de Deus caiu sobre eles até o fim. 


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


Alguns judeus se opunham à pregação do evangelho aos gentios. Encherem sempre a medida de seus pecados. Isso quer dizer que Deus só irá tolerar determinado número de pecados antes de mandar o juízo.

(1 Tessalonicenses 2:17-18) Satanás nos impediu

v. 17 Nós, porém, irmãos, separados da vossa presença por pouco tempo, não do coração, apressamo-nos o máximo possível para vermos vossas faces com grande desejo. 

v. 18 Por isso bem quisemos ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, uma e outra vez; mas Satanás nos impediu.

Advertisement

A intensidade do desejo de Paulo de rever os tessalonicenses fica evidente nestas descrições enfáticas: apressamo-nos o máximo possível para vermos vossas faces… Por isso bem quisemos ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo.

A expressão Satanás nos impediu provavelmente se refere à perseguição que Paulo estava enfrentando ou a uma enfermidade talvez (2Co 12:7).

Após a perseguição que estourou em Tessalônica, Jasom pagou a fiança aos oficiais da cidade e possivelmente teve que prometer que Paulo não iria mais pisar ali.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Em todo caso, os cristãos de Tessalônica tiveram que mandar Paulo e Silas embora às pressas durante a noite (At 17:8-10). O nome Satanás significa “adversário”, aquele que se opõe a Deus, a Seu Plano e a Seu povo.

(1 Tessalonicenses 2:19) Uma coroa de glória

v. 19 Porque qual é a nossa esperança, ou alegria, ou coroa de glória? Por acaso não o sois vós na presença de nosso Senhor Jesus Cristo em sua vinda?

Advertisement

A referência a “coroa” traz a imagem de uma coroa de louros, usada na cabeça como recompensa pela vitória em competições esportivas gregas. Paulo considerava a igreja de Tessalônica a coroa de glória que seria vista na segunda vinda de Jesus.

Conclusão

Concluindo, veja como a perseguição em Filipos foi muito forte, e como padeceram naquela cidade. O resultado disso é que eles se tornaram mais ousados em Deus para falar do evangelho em outros lugares.

Note como podemos tirar proveito das situações difíceis: elas nos deixam mais fortes. Deus vai usar as dificuldades pelas quais passamos para nos forjar, para nos fortalecer e nos tornar pessoas mais experientes.

Note também que Paulo diz que a maneira como eles se comportaram lá tinha o objetivo de levar as pessoas a terem uma vida digna diante de Deus, atendendo ao chamado do Senhor.

Advertisement

Isso significa que a maneira como nós vivemos as nossas vidas aqui, influencia diretamente na maneira como as pessoas vão atender ao chamado do Senhor, elas estão nos lendo, somos a Bíblia dessa geração.

Ele explica também algo muito importante: o que realmente importa para nós no retorno de Cristo são as pessoas que alcançamos.

Posses, emprego, conquistas, nada disso importará. Não digo que devemos ignorar o trabalho, família ou outras obrigações, mas é que as nossas prioridades, a partir do momento em que nos convertemos a Jesus, devem mudar.

O termo “SENHOR” não é um sobrenome de Jesus, então se declaramos que Ele é nosso Senhor, pertencemos a Ele, e pertencemos a sua vontade e aos seus mandamentos.

Advertisement
1 Tessalonicenses 2 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *