2 Samuel 10 Estudo: O Poder da Influência

Advertisement

Neste capítulo de 2 Samuel 10, veremos que o capítulo narra que morreu o rei de Amom e seu filho, Hanum, assumiu o reino. Davi, ao saber, desejou mostrar bondade para com Hanum enviando servos para o consolar, vez que seu falecido pai, de igual forma, já havia mostrado bondade para com Davi.

Contudo, Hanum é aconselhado por seus príncipes e interpreta mal a atitude de Davi, presumindo más intenções políticas, pelo que raspa metade da barba daqueles servos e lhes corta metade das vestes, até as nádegas, os despedindo assim.

Advertisement

Davi, sabendo disso, manda mensageiros para encontra-los. Por esta razão, Hanum, temendo, monta um exército e sai a pelejar contra Israel, com a ajuda de Hadadezer, contudo Israel os vence, de modo que fizeram paz e serviram a Davi.

2 Samuel 10 estudo: Contexto histórico

Anteriormente, vimos que Davi decide honrar a Jônatas e usa de bondade para com Mefibosete. Ele o restitui de todas as terras do rei Saul e manda que Ziba, antigo servo de seu avô, trabalhasse as terras para que sempre houvesse mantimento em sua casa. Ele, ainda, manda que Mefibosete comesse na mesa do rei por todos os dias de sua vida.

(2 Samuel 10:1) Hanum

v. 1 E ocorreu, depois disso, que o rei dos filhos de Amom morreu, e Hanum, seu filho, reinou em seu lugar. 

Ironicamente, o nome Hanum significa “bondoso”.

Advertisement

Especialista em Pregação Bíblica Ensina Elaborar Sermões Impactantes em 30 Dias Até Mesmo Para Quem Vai Pregar Pela Primeira Vez!
(Clique Aqui e Saiba Mais)


(2 Samuel 10:2) Naás

v. 2 Então, Davi disse: Mostrarei bondade para com Hanum, filho de Naás, como o seu pai mostrou bondade para comigo. E Davi enviou consolo a ele pela mão dos seus servos por causa do seu pai. E os servos de Davi adentraram a terra dos filhos de Amom. 

Naás era o governante amonita a quem Saul derrotou (1Sm 11:1-11). Naás aparentemente honrou os termos de paz entre Israel e os amonitas até o reinado de Davi.

(2 Samuel 10:3) Um pensamento equivocado

v. 3 E os príncipes dos filhos de Amom disseram a Hanum, o seu senhor: Tu pensas que Davi presta honra ao teu pai, por isso ele enviou consoladores até ti? Porventura não enviou Davi os seus servos a ti para investigar a cidade, e para espioná-la, e para derrubá-la? 

 Os príncipes dos filhos de Amom suspeitaram que Davi tivesse enviado consoladores em uma missão de espionagem. Suas palavras sugerem que eles temiam um nível maior de dominação israelita. É provável que o seu arranjo presente lhes desse uma porção maior de liberdade.

(2 Samuel 10:4) Hanum humilha os servos de Davi

v. 4 Pelo que Hanum tomou os servos de Davi, e raspou metade das suas barbas, e cortou fora metade das suas vestesaté as suas nádegas, e os despediu. 

Advertisement

Hanum raspou metade da barba de cada um, dando aos homens uma aparência ridícula mas também fazendo-os parecer como transgressores da lei de Moisés (Lv 19:27) ou em lamentação (Is 15:2).


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Ele também cortou fora metade das suas vestes, até às suas nádegas, expondo suas partes íntimas.

(2 Samuel 10:5) Davi envia mensageiros

v. 5 Quando disseram isto a Davi, ele enviou para encontrá-los, porque os homens estavam sobremaneira envergonhados; e o rei disse: Aguardai em Jericó até que as vossas barbas estejam crescidas e, depois, retornai. 

Davi enviou uma delegação aos homens extremamente envergonhados, e recomendou que ficassem em Jericó no vale do Jordão, cerca de 24 quilômetros abaixo de Jerusalém, até que as barbas deles voltassem ao normal. Isso lhes evitaria mais humilhação.

(2 Samuel 10:6) Os filhos de Amom se preparam para a batalha

v. 6 E quando os filhos de Amom viram que eles fediam diante de Davi, os filhos de Amom enviaram e contrataram os sírios de Bete-Reobe, e os sírios de Zobá, vinte mil homens de pé, e do rei Maaca mil homens, e de Istobe doze mil homens.

Advertisement

 Os filhos de Amom deviam saber que seus atraíram sobre si o ódio de Davi, de maneira que é provável que Amom tenha decidido tentar libertar-se da dominação israelita.

Eles também contrataram (2Sm 19:6) a ajuda de 33.000 soldados adicionais de infantaria dos arameus. Desse modo, amonitas e arameus se juntaram contra Davi.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


(2 Samuel 10:7) Davi se prepara para a batalha

v. 7 E quando Davi ouviu isto, ele enviou Joabe, e todo o exército dos homens poderosos.

 Davi compreendeu que o seu controle ao norte e a leste estava em risco, por essa razão enviou Joabe, e todo o exército para conter seus inimigos.

(2 Samuel 10:8) A estratégia amonita

v. 8 E os filhos de Amom saíram, e ordenaram a batalha à entrada do portão; e os sírios de Zobá, de Reobe, de Istobe e de Maaca estavam sozinhos no campo. 

Advertisement

 A estratégia de amonitas e arameus era forçar Israel a travar combate em duas frentes – algo que Joabe e suas forças só perceberam que teriam de fazer quando atravessaram o rio Jordão.

(2 Samuel 10:9) Joabe divide o exército

v. 9 Quando Joabe viu que a frente da batalha estava contra ele pela dianteira e retaguarda, ele escolheu de todos os homens escolhidos de Israel, e os pôs em formação contra os sírios; 

Joabe dividiu os seus soldados em dois grupos. Ele concluiu que os sírios eram os oponentes mais desafiadores, e assim escolheu todos os homens escolhidos de Israel para combatê-los.

(2 Samuel 10:10) Abisai

v. 10 e o restante do povo ele entregou na mão de Abisai, seu irmão, para que ele pudesse colocá-los em formação contra os filhos de Amom.

Abisai, seu irmão, outro guerreiro maduro (1Sm 26:6-11), conduziu o segundo grupo contra os amonitas. Todavia, esse tipo de estratégia era arriscada.

(2 Samuel 10:12) As palavras de Joabe

v. 12 Seja de boa coragem, e vamos jogar com os homens em favor do nosso povo, e das cidades do nosso Deus; e faça o SENHOR aquilo que lhe parecer bom. 


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira
)


Joabe sabia que se Israel perdesse essa batalha, Amom e Arã poderiam invadir o território e as cidades de Israel.

Ele desafiou Abisai a ser de boa coragem e pediu “faca o Senhor aquilo que lhe parecer bom”: (lit. “Que o Senhor faça o que é bom aos Seus olhos”).

(2 Samuel 10:13) Os sírios fogem

v. 13 E Joabe se aproximou, e o povo que estava com ele, para a batalha contra os sírios; e eles fugiram diante dele. 

Os arameus fugiram derrotados diante do exército israelita (1Sm 4:17).

Advertisement

(2 Samuel 10:14) Os amonitas fogem

v. 14 E quando os filhos de Amom viram que os sírios haviam fugido, então fugiram também eles diante de Abisai, e entraram na cidade. Assim, Joabe retornou dos filhos de Amom e chegou a Jerusalém. 

 Os filhos de Amom viram desvanecer toda expectativa de vitória sobre Israel quando os sírios fugiram.

Eles entraram na cidade de Rabá (sua capital) para defendê-la do cerco. Joabe se retirou, satisfeito por hora para retornar a Jerusalém.

(2 Samuel 10:15) O temor dos sírios

v. 15 E quando os sírios viram que eles foram feridos diante de Israel, eles se reuniram todos. 

 Os sírios provavelmente temiam a represália de Israel, por isso se reuniram todos.

Advertisement

(2 Samuel 10:16) Hadadezer

v. 16 E Hadadezer enviou, e retirou os sírios que estavam além do rio; e eles vieram até Helã; e Sobaque, o capitão do exército de Hadadezer, foi adiante deles. 

 Hadadezer, a quem Davi tinha subjugado anteriormente (2Sm 8:3-4), juntou os sírios, até mesmo de cidades distantes-Estado que estavam além do rio. Eles se reuniram em Helô, cerca de 48 quilômetros a leste do mar da Galileia.

(2 Samuel 10:17) Davi e os sírios

v. 17 E quando contaram a Davi, ele reuniu todo o Israel, e atravessou o Jordão, e chegou a Helã. E os sírios se puseram em formação contra Davi, e lutaram contra ele. 

 Davi não podia ignorar esta segunda ameaça, por isso atravessou o Jordão para enfrentá-los. Ele queria manter a batalha o máximo possível para fora do território israelita.

(2 Samuel 10:18) Os sírios fogem

v. 18 E os sírios fugiram diante de Israel; e Davi matou os homens de setecentas carruagens dos sírios, e quarenta mil cavaleiros, e feriu Sobaque, o capitão do exército deles, que morreu ali. 

Advertisement

Novamente os sírios fugiram diante de Israel (ver v. 13). A extensão da vitória é indicada pelo comentário de que Sobo Que, o capitão do exército deles, …morreu ali.

(2 Samuel 10:19) A rendição

v. 19 E quando todos os reis que eram servos de Hadadezer viram que eles foram feridos diante de Israel, fizeram paz com Israel, e os serviram. Assim, os sírios temeram ajudar os filhos de Amom futuramente. 

Os inimigos de Israel perceberam que a batalha estava perdida, e negociaram termos de paz com Israel, acordos que provavelmente incluíam o pagamento a Davi de um tributo ainda maior do que eles já pagavam.

Conclusão

Uma atitude do rei Davi é interpretada equivocadamente, de modo a desencadear uma batalha. O rei de Amom havia morrido e, seu filho, o sucedido. Então, Davi, numa atitude diplomática, envia servos que consolassem ao novo rei.

Entretanto, Hanum, além de se mostrar insensato, possuía maus conselheiros, os quais o levaram a crer que a atitude de Davi possuía segundas intenções.

Advertisement

Hanum decide agir insensatamente, constrangendo aqueles servos de Israel, o que, sabidamente, tratava-se de uma mensagem provocativa.

O novo rei, em sua inexperiência e/ou insensatez, desprezava a importância da boa relação política, ainda mais com reinos como o de Davi e acabou comprando uma guerra desnecessária, o que ensejou sua derrota.

É bem verdade que as escrituras nos ensinam sobre o valor dos conselhos, sendo que, na multidão deles, há sabedoria, há segurança (Provérbios 11:14).

Ocorre que, de igual forma, elas nos ensinam que os conselhos dos perversos são como emboscada para derramar sangue, mas o discurso de um justo salva vidas (Provérbios 12:6).

Portanto, um bom conselho jamais provocará guerras desnecessárias, com base em suposições. As escrituras, ainda, nos ensinam que, no que depende de nós, devemos procurar ter paz com todos (Romanos 12:18).

Advertisement

A tranquilidade, a pacificação, a saúde emocional e mental, tratam-se de verdadeiras riquezas. Quem ama e procura a paz, encontra vida.

Por isso compreendemos as palavras de Cristo, o qual aduziu que felizes são os pacificadores, porque estes serão chamados filhos do Senhor (Mateus 5:9). Apenas filhos herdarão o reino do príncipe da paz.

2 Samuel 10 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *