Colossenses 2 Estudo: Falsos Mestres e Falsas Doutrinas

Advertisement

Em Colossenses 2, veremos que Paulo continuará a advertir os irmãos para não caírem na tentação dos falsos ensinamentos, antes crescerem no conhecimento a Deus e no relacionamento com Ele.

Permanecendo em Cristo, deveriam ser envolvidos pelo seu poder, porque Cristo é o cabeça e por ele a dívida que tínhamos foi paga.

Advertisement

E por fim, os advertirá também sobre a cilada do legalismo, uma religiosidade aparente, que é uma erva daninha contra a graça que vem de Deus. Acompanhe a seguir a explicação de todos os versículos de Colossenses 2.

(Colossenses 2:1) Lutando por vós

v. 1 Porque quero que saibais quão grande luta tenho por vós, e pelos que estão em Laodiceia, e por quantos não viram o meu rosto em carne;



Sobre não viram o meu rosto em carne, ver nota em Cl 1:7-8.

Advertisement

(Colossenses 2:2) Corações unidos

v. 2 Que seus corações sejam confortados, e estejam unidos no amor, e para todas as riquezas da plena certeza de entendimento, para o reconhecimento do mistério de Deus, e do Pai, e de Cristo. 

Paulo se esforçava na ministração do evangelho por causa de seu objetivo e desejo de encorajar e unir os corações dos colossenses em amor e entendimento com toda certeza.

(Colossenses 2:3) Tesouros de sabedoria e conhecimento

v. 3 Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento.

Cristo é a única fonte necessária para se obter sabedoria e conhecimento; os colossenses não precisavam buscar outras filosofias.

Escondidos não significa “secretos”, é apenas um trocadilho com a palavra tesouros. Os escritores judeus costumavam usar essa figura para encorajar as pessoas a cavar fundo em busca da verdade.

(Colossenses 2:4) Que ninguém vos engane

v. 4 E isto eu digo para que ninguém vos engane com palavras persuasivas. 

Pela primeira vez na carta, Paulo afirmou claramente sua oposição à falsa doutrina. As palavras engane e palavras persuasivas (“vos engane com sofismas”) indicam o uso de um raciocínio errado ou enganoso, que é contrastado com a verdade do evangelho (nota 1:5-6).


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(Colossenses 2:5) Presente em espírito

v. 5 Porque ainda que esteja ausente quanto ao corpo, ainda estou convosco em espírito, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.

Paulo afirmou: ainda estou convosco em espírito entre vocês (cp. 1Co 5:3-5). Provavelmente esta é uma referência à unidade do corpo de Cristo possibilitada pelo Espírito Santo (Ef 4:3).

(Colossenses 2:6-7) Arraigados e edificados

v. 6 Como, portanto, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim andai nele, 

v. 7 enraizado e edificado nele, e estabelecido na fé, assim como fostes ensinados, abundando nela com ação de graças. 

A principal preocupação de Paulo era que os cristãos crescessem em maturidade espiritual. O fundamento da conduta cristã é o senhorio de Cristo e sua habitação nos crentes.

Tal como em Cl 1:10, o mandamento andai nele é acompanhado de expressões que mostram o que isso significa:

  1. Estar arraigados (denotando firmeza; cp. Ef 3:17);
  2. Edificados;
  3. Confirmados na fé; e
  4. Crescendo em ação de graças (cp. 1:3,12;3:15-17; 4:2).

⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(Colossenses 2:8) Falsas doutrinas

v. 8 Tende cuidado para que nenhum homem vos deteriore pela filosofia e vaidade, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; 

Tende cuidado é uma forte advertência: os cristãos devem vigiar para não serem escravizados por falsas doutrinas, que usam de filosofia e vaidade (“filosofias e ocas sutilezas”).

“Tradição dos homens” indica algo que veio de homens (judeus ou gentios), e não de Deus, como o evangelho.

Rudimentos do mundo provavelmente eram divindades astrais, espíritos ou anjos comumente associados a adoração pagã, astrologia e prática de magia.

(Colossenses 2:9) Cristo é a plenitude divina

v. 9 porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade. 

Sobre a plenitude de Cristo, ver nota em Cl 1:19-20.

(Colossenses 2:10) O cabeça

v. 10 E estais completos nele, que é a cabeça de todo principado e poder; 

E estais completos nele indica uma ação terminada com resultados que continuam.

(Colossenses 2:11) Circuncidados por Cristo

v. 11 nele também fostes circuncidados com uma circuncisão não feita por mão no despojo do corpo dos pecados da carne, mediante a circuncisão de Cristo.

A referência à circuncisão indica que esta falsa filosofia era judaica. A circuncisão foi estabelecida e ordenada por Deus como requisito para entrar na comunidade do pacto e fazer parte de Seu povo.

Contudo, a circuncisão de Cristo era espiritual, a “circuncisão do coração” (Dt 10:16), que se refere à morte de Cristo, e não à circuncisão literal do antigo testamento.

(Colossenses 2:12) Sepultados e ressuscitados com Ele

v. 12 Sepultados com ele no batismo, onde também ressuscitastes com ele pela fé na operação de Deus, quem o ressuscitou dos mortos. 

Este batismo está relacionado com a morte e sepultamento de Cristo (Rm 6:3-8). O batismo não é o equivalente do novo testamento à circuncisão do antigo testamento.

O batismo do cristão simboliza sua união com Cristo em morte e completa separação de sua antiga maneira de viver. Semelhantemente, os cristãos são ressuscitados com Ele por meio da fé (Gl 2:20) pelo poder de Deus.

(Colossenses 2:13) Vivificados e perdoados

v. 13 E, quando vós estáveis mortos nos vossos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, 

Antes de crer em Cristo, os colossenses estavam espiritualmente mortos em pecados (cp. Ef 2:1-3) e excluídos do povo de Deus por serem gentios (Ef 2:11-12). Em Cristo, no entanto, Deus os vivificou e perdoou todos os seus pecados.

(Colossenses 2:14) Dívida paga

v. 14 apagando a escrita de ordenanças que era contra nós, a qual nos era contrária, e tirou-a do meio de nós, cravando-a na sua cruz. 

Escrita de ordenanças pode se referir a um documento manuscrito ou à Lei de Moisés. Paulo costumava dizer que o propósito da Lei era revelar a culpa dos pecadores (Dt 27:26).

Alguns escritos judaicos também dizem que Deus mantém registros dos pecados das pessoas, como dividas que pesam contra elas.

Deus, entretanto, aboliu estes registros por meio da expiação substitutiva de Cristo, que se cumpriu em Sua morte na cruz.

(Colossenses 2:15) Triunfo de Cristo

v. 15 E, despojando os principados e potestades, os expôs abertamente, triunfando sobre eles em si mesmo.

A expressão os expôs abertamente mostra Deus humilhando estes poderosos espirituais em um espetáculo de vergonha e derrota.

A palavra triunfando (ver nota em 2Co 2:14) faz lembrar a figura de uma marcha triunfal, em que o general vitorioso fazia um desfile para exibir os despojos e prisioneiros de guerra que conquistou.

(Colossenses 2:16) Reconciliação completa

v. 16 Portanto, nenhum homem vos julgue pelo alimento, ou pela bebida, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos shabats; 

Deus reconciliou os cristãos consigo de maneira com pleta; por causa disso, eles estão livres da condenação e não precisam praticar costumes exigidos ao povo do pacto de Deus no passado (Rm 8:1).

Parece que alguns da igreja estavam pressionando os cristãos de Colossos a observar leis judaicas referentes a restrições alimentares e dias santos.

(Colossenses 2:17) Plenitude de Cristo

v. 17 que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo.

Paulo usou as palavras sombras e corpo para contrastar a natureza incompleta destas antigas obrigações com a plenitude que Cristo trouxe.

Deus instituiu as leis de restrições alimentares e de dias santos como meio de prefigurar a reconciliação que viria com o Messias.

O verdadeiro contraste vem da escatologia judaica (das coisas futuras), e não do dualismo platônico (material contra imaterial). É outra forma de dizer que Cristo é o cumprimento da lei (Rm 10:4).

(Colossenses 2:18) Nos vos deixe enganar

v. 18 Que nenhum homem vos engane de vossa recompensa com uma falsa humildade e adoração de anjos, intrometendo-se em coisas que ele não viu, em vão inflado por sua mente carnal.

A frase nenhum homem vos engane de sua recompensa vem da arena atlética, onde o árbitro dizia que o atleta violou as regras e foi impedido de continuar competindo.

Este perigo de desqualificação está relacionado a seguir disciplinas espirituais impostas por falsos mestres.

No contexto das falsas doutrinas, falsa humildade provavelmente significa tratar o corpo com severidade (i.e., práticas ascéticas, autoflagelação).

A adoração de anjos pode ser entendida como uma adoração incorreta dos anjos ou como a adoração a Deus por meio dos anjos.

“Falsa humildade” e “adoração de anjos” estão juntas, o que sugere que as pessoas pensavam estar participando da adoração angelical ao praticar o ascetismo. Esta adoração era feita através de coisas que ele não viu. Paulo, porém,disse que estas visões eram ilusões egotistas de uma mente carnal.

(Colossenses 2:19) A falsa autoridade de falsos mestres

v. 19 E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, tendo alimento ministrado, e unido pelas juntas e ligaduras, cresce em aumento de Deus. 

Sobre Cristo como Cabeça (cp. Ef 4:16). O ponto de Paulo é que esses falsos mestres não tinham autoridade real sobre a igreja de Colossos.

(Colossenses 2:20) Livres em Cristo

v. 20 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais às ordenanças, 

Os cristãos morreram com Cristo (v. 11) para os rudimentos do mundo (ver nota em v. 8), e por isso estão livres dos poderes mundanos. A palavra ordenanças significa literalmente “obrigações” (v. 14).

(Colossenses 2:21) Falsas restrições

v. 21 (não toques, não proves, não manuseies; 

Paulo citou algumas das leis de restrições alimentares impostas pelos falsos mestres, que estavam julgando e desqualificando cristãos.

(Colossenses 2:22) Doutrina de homens

v. 22 as quais coisas todas perecem pelo uso), segundo os mandamentos e doutrinas dos homens?

Estas regras de restrições alimentares eram meramente físicas e passageiras, pois a comida é destruída ao ser consumida.

Os falsos mestres achavam que suas obrigações promoviam espiritualidade, mas Paulo chamou estas regras de mandamentos e doutrinas dos homens (fazendo alusão a Is 29:13).

(Colossenses 2:23) Falsa plenitude

v. 23 Que tais coisas, de fato, mostram uma sabedoria na adoração, humildade e em disciplina do corpo, mas não são de honra alguma, senão para a satisfação da carne.

Paulo admitiu que essas regras tinham aparência de sabedoria por parecerem iluminar o entendimento espiritual, mas na verdade elas não têm serventia alguma contra satisfação da carne (“apetites da carne”).

Talvez o termo “satisfação da carne”, ou auto indulgência, seja um trocadilho com a palavra “plenitude”. Esta falsa filosofia prometia plenitude de sabedoria por meio de ascetismo rigoroso, mas não era capaz de alcançar seu objetivo.

5 importantes lições que podemos aprender em Colossenses 2

  1. Firmeza na fé: Paulo exorta os colossenses a permanecerem firmes na fé em Cristo, assim como foram instruídos. Isso nos lembra da importância de fundamentar nossa vida espiritual em Jesus Cristo e nas verdades do Evangelho, resistindo a influências e ensinamentos falsos.
  2. Plenitude em Cristo: Paulo destaca que em Cristo habita toda a plenitude da divindade, e os crentes estão completos Nele. Isso nos ensina que, em Cristo, temos tudo o que precisamos espiritualmente e não precisamos buscar complementos fora d’Ele.
  3. Libertação do legalismo: Paulo adverte contra a submissão a práticas religiosas baseadas em regras e regulamentos humanos, enfatizando que nossa liberdade em Cristo nos isenta da necessidade de seguir essas tradições. Isso nos encoraja a viver em liberdade, confiando na obra consumada de Cristo na cruz.
  4. Vitória sobre as forças espirituais malignas: Paulo menciona a vitória de Cristo sobre principados e potestades, exortando os crentes a não se deixarem dominar por tais poderes, mas a permanecerem firmes em sua fé. Isso nos lembra da autoridade e do poder que temos em Cristo para resistir ao maligno.
  5. Foco na verdadeira adoração: Paulo incentiva os crentes a não serem levados por filosofias vazias e enganosas, mas a manterem seu foco em Cristo, em quem estão enraizados e edificados. Isso nos desafia a buscar uma adoração autêntica e a centrar nossas vidas em Jesus, rejeitando qualquer ensinamento que desvie nossa atenção d’Ele.

Conclusão

Terminando mais um capítulo, vemos Paulo mais uma vez descarregando seu conhecimento e cuidado sobre a vida dos irmãos de Colossos.

Ele inicia dizendo que luta por eles, para que o evangelho frutifique e os faça romper no conhecimento e no relacionamento a Deus, o que traria sabedoria para lidar contra os falsos mestres e as suas falsas doutrinas humanas, limitando o agir de Deus através deles, e ainda hoje é assim.

Cristo veio e estabeleceu um reinado, e não placas de igrejas, não mandamentos de homens relacionados a imagem, vestimenta ou bens.

Segue-me! Foi isso que ele disse a cada discípulo que se achegou, aos seus escolhidos. Se quisermos realmente conhecer a Cristo e deixarmos de ser enganados e levados por doutrinas, devemos ter um relacionamento verdadeiro com Ele. Parece que o ouço dizendo: Segue-me hoje.

Colossenses 2 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *