Como Interpretar a Bíblia Corretamente? 7 Passos cruciais

Não são apenas os novos convertidos que possuem grandes dificuldades para ler e interpretar as escrituras sagradas, como também pessoas que já estão a muito tempo no evangelho, isso em função de não saberem como interpretar a bíblia.

Advertisement

Além disso, é importante compreender que a bíblia não é um simples livro, mas também é a palavra de Deus, ou seja, tem um valor espiritual incalculável.

Esse livro também pode ser considerado uma fonte histórica, pois relata muitos momentos importantes para a humanidade.

Advertisement

É possível perceber que a leitura da bíblia pode ser algo complexo se não estivermos com o coração em Deus, e convictos da necessidade de sermos alimentados pelas palavras dele.

É importante destacar, que sem a correta compreensão podemos cair em vários tipos de enganos, como, por exemplo:

  • Seguir falsos profetas;
  • Acreditar em heresias;
  • Praticar a idolatria;
  • Amar mais a terra do que o céu;
  • Entrar na frieza espiritual;
  • Perder a salvação.

Como Interpretar a Bíblia?

Abaixo iremos abordar 7 pontos cruciais para você ler e interpretar a Bíblia facilmente.

1. Vida de oração

Em primeiro lugar, é importante ter uma vida de oração para conseguir interpretar a bíblia sagrada. Isso porque, muitas passagens são reveladas apenas por meio do Espirito Santo, que leva o homem às palavras de Deus.

Esse hábito é tão importante que no salmo 119:4, o salmista Davi ora por entendimento, para que conseguisse cumprir as leis de Deus. Dessa forma, é possível relacionar a compreensão com a obediência.

Advertisement

É difícil colocar em prática aquilo que não entendemos, e por isso devemos pedir a instrução que vem pelo Espírito Santo por meio da oração.

Muitos cristãos atualmente estão perdendo esse costume de falar com Deus, e por isso estão se perdendo em falsas doutrinas, e apoiando ideologias que não estão de acordo com a palavra de Deus.

2. Analise toda a passagem

Quando se trata de como ler a bíblia e interpretar, não é correto isolar apenas um versículo sem estudar o seu contexto.

Advertisement

Alguns versículos bíblicos famosos são ditos por muitas pessoas sem que estas saibam o real significado desses.

Um exemplo clássico que está em Filipenses 4:13, no qual diz que tudo nós podemos em Deus, pois ele nos fortalece.

E muitos cristãos usam esse trecho para afirmar que todas as adversidades serão ganhas.

No entanto, ao estudarmos toda a passagem, é possível perceber que o “tudo´´ também aborda situações difíceis, de prosperidade e escassez. Ou seja, por uma interpretação isolada, temos a compreensão errada da bíblia.

3. Leia fazendo perguntas

É importante elucidar, que nada na bíblia é escrito por acaso, e todas as informações possuem valores simbólicos, espirituais e históricos.

Advertisement

Desse modo, é importante se perguntar o motivo de cada coisa. Essa é uma forma importante de como ler a bíblia.

Por exemplo, podemos nos perguntar as motivações de Deus ao criar cada coisa em um dia, o objetivo de ter que descansar no sábado, e por meio da observação da palavra descobrirmos que o Criador deixou o exemplo de descanso e organização para todos os seus filhos.

Em muitos momentos nas escrituras sagradas alguns profetas fizeram perguntas a Deus, sobre as suas ordenanças, as suas pretensões e vontades para um tempo específico ou para um povo.

Em Isaías 64:5, o profeta pergunta a Deus, se mesmo depois de tanto tempo em que Israel andava em pecado, ainda haveriam de ser salvos, e mais adiante no versículo 12 da mesma passagem, outro questionamento surge, e Isaías pergunta se o Senhor ficaria contente em meio a calamidade, ou se ficaria calado enquanto afligia o seu povo.

Logo, percebemos que quando se trata de como interpretar a bíblia corretamente, fazer perguntas ao Senhor não é algo errado, mas pelo contrário, é o nosso dever questionar e perguntar, para que possamos entender as suas escrituras, como também as suas vontades para as nossas vidas.

4. Leia em bíblias de linguagens diferentes

Atualmente existem várias linguagens que diversificam as opções sem trazer alterações no conteúdo, por exemplo:

  • Nova Versão Internacional;
  • Nova Versão Transformadora;
  • Nova Almeida Atualizada;
  • Almeida Século 21.

Cada pessoa possui uma identificação com uma linguagem, isso pode ser de acordo com a idade, afinidade com outros tipos de leituras, como também as próprias passagens.

5. Consulte outros instrumentos

Atualmente, encontramos muitos materiais valiosos na internet e de fácil acesso. Logo, não é difícil encontrar:

Advertisement
  • Dicionários bíblicos;
  • Mapas bíblicos;
  • Cursos teológicos;
  • Estudos bíblicos;
  • Vídeos elucidativos de passagens específicas.

Logo, é possível perceber, que interpretar a bíblia nos dias de hoje é bem mais fácil que em períodos anteriores, pois encontramos na internet materiais que nos ajudam na hora da compreensão.

6. Não desista

É comum que algumas pessoas desistam ao não entender algumas passagens da Bíblia. No entanto, esse fato apenas dificulta as próximas tentativas. É importante que ao não compreender, seja refeita a leitura.

Isso porque, ao desistir da leitura de um capítulo, é muito provável que os próximos também sejam complicados para o entendimento.

Contudo, quanto mais se entende, ao persistir na leitura, os próximos ficam mais fáceis para serem entendidos.

7. Retire as distrações

É importante não só ao estudar a bíblia, mas também ao buscar a Deus, eliminar todas as distrações, pois somente dessa forma estaremos atentos aquilo que o Espírito Santo ministrar.

Além disso, essa deve ser uma decisão na vida de todo os cristãos, pois existem várias distrações que nos afastam da presença de Deus, principalmente na cultura que estamos inseridos atualmente.

Um exemplo, são as músicas que estão sendo lançadas, essas na maioria das vezes ferem os princípios bíblicos e introduzem disfarçadamente no coração de muitos cristãos.

Outro caso é a indústria do cinema que incentiva as pessoas de uma forma muito sutil a torcer pelos vilões, que são vitimizados na maioria dos filmes.

Logo, tudo isso afasta muitos indivíduos do entendimento correto das escrituras. Essa é uma das dicas para interpretar a bíblia que mais devem ser levadas em consideração.

Qual a forma correta de ler a bíblia?

Não existe uma regra específica que seja ditada para a leitura das escrituras sagradas. No entanto, é crucial destacar que existe um comportamento correto.

Assim, é necessário que ao ler a bíblia o nosso coração possa estar quebrantado.

Isso porque, o Espírito Santo não habita em corações que não estejam dispostos a aprender mais de Deus e as suas vontades, ou ainda que sejam orgulhosos.

Além disso, é importante entender que a bíblia não é qualquer livro, e por isso não deve ser lida como tal.

É preciso entender, que mais do que o conhecimento humano, nós precisamos de conhecimento espiritual.

Nos evangelhos, Mateus, Marcos, Lucas e João, os fariseus, eram estudiosos do velho testamento que tinham lugares de respeito na sociedade.

Contudo, apesar de todo esse conhecimento, em vários momentos, esses são retratados como hipócritas.

A razão desse fato, é que apesar desses personagens conhecerem as escrituras e entenderem, não cumpriam o que estava escrito, e ainda cobravam das demais pessoas da sociedade para que cumprissem.

Dessa forma, mais do que se preocupar com a maneira correta de ler é a bíblia é necessário dar relevância ao coração.

Por onde começar a ler a bíblia?

Um fato a ser desmistificado entre as pessoas que pretendem começar a leitura bíblica, é que os livros não estão em ordem cronológica, e essa é complexa.

Existem na bíblia livros históricos, que relatam a biografia de vários personagens bíblicos, como também a realidade de várias nações antigas e como essas viviam, quais eram os seus costumes e a importância de cada uma dessas.

Nas escrituras sagradas também estão contidos livros de profecias e proféticos, nos quais muitas palavras foram anunciadas para reinos importantes, como também para tempos atuais e sobre a vinda de Jesus.

Existem ainda evangelhos, cartas e livros poéticos.

Os evangelhos relatam muito a vida de Jesus aqui na terra e a suas parábolas, já as cartas mostram como o evangelho se propagou depois que Jesus voltou ao pai, enquanto os poéticos são conhecidos pelo seu tom musical para engrandecer a Deus.

Desse modo, depende muito qual o objetivo da leitura. Para novos convertidos, por exemplo, o mais adequado é começar pelo Novo Testamento, principalmente os evangelhos e as cartas de Paulo.

Nesse sentido, o primeiro livro citado é revelado a natureza de Jesus.

Assim, todas as condutas e ações que um cristão deve ter durante a sua jornada podem ser encontradas nos evangelhos.

As cartas também possuem o mesmo tipo de conteúdo, além de abordarem instruções que são perfeitamente aplicáveis à igreja atual.

Agora para quem já tem algum tempo de convertido e já conhece as escrituras, mas não a fundo, é recomendado ler em ordem cronológica para interpretar os acontecimentos históricos e as profecias que são relatadas.

Se protegendo contra enganos

A bíblia é importante para edificação espiritual dos cristãos, e para que esses tenham intimidade com Deus. Além disso, é importante também para que possamos não ser enganados por falsos profetas.

Em Mateus 13, os discípulos de Jesus; Pedro, Tiago, João e André perguntaram quando Ele viria, e Jesus afirma que um dos sinais seria o crescimento dos falsos profetas, e que muitos se passariam por ele fazendo até mesmo sinais e maravilhas.

Os falsos profetas são aqueles que usam falsamente o nome de Deus e pregam uma doutrina que não condiz com a verdade das sagradas escrituras, com objetivo de enganar, a fim de se beneficiarem de algumas pessoas, que estão muitas das vezes frágeis emocionalmente.

Atualmente, podemos perceber esse crescimento que Jesus havia anunciado aos seus discípulos, no entanto podemos nos proteger contra essas pessoas de má , e uma das formas mais eficazes é fazendo a leitura bíblica e a entendendo.

Como identificar falsos profetas?

Agora vamos abordar o que a bíblia relata sobre como identificar os falsos profetas. Isso porque, precisamos sempre evitar que sejamos enganados e desse modo perdermos a salvação.

A primeira instrução pode ser encontrada em Deuteronômio 18:22, afirmando que se algum profeta usar o nome de Deus para lançar alguma profecia e essa não se cumprir, ou não acontecer exatamente como foi dito, esse não é verdadeiro e falou com a seu próprio orgulho.

Logo, devemos ficar atentos observando se o que foi dito realmente vai se cumprir.

Em Mateus 7: 15-20, Jesus adverte que os falsos profetas não passam uma imagem ruim ou mal, no entanto estão disfarçados de ovelhas, mas na verdade são lobos.

Contudo, é possível reconhecer quem são esses enganadores pelas suas atitudes, principalmente quando não estão nos altares, e é isso que Jesus fala, que podemos reconhecer a árvore pelos seus frutos.

Pessoas verdadeiras darão frutos condizentes em todas áreas das suas vidas, e é importante ficarmos atentos a esse fato.

Outra característica dos falsos profetas é elucidada em Romanos 16: 17-18, é criar divisões e dificultar o ensino da verdade.

Atualmente podemos ver muitas igrejas se dividindo e confundindo seus membros em relação à bíblia.

São nesses casos, principalmente, que devemos consultar a Deus por meio das sagradas escrituras e estudos bíblicos, com o objetivo de não sermos distanciados da palavra da verdade, e assim a salvação possa estar sobre as nossas vidas todos os dias.

Se distanciando das falsas doutrinas

Para que sejamos distanciados das falsas doutrinas é necessário saber reconhecer os falsos profetas, e por isso continuaremos analisando o que a bíblia diz sobre esse assunto.

Em 1 Timóteo 6: 3-5, afirma que aqueles que ensinam a sã doutrina, e não concordam com essas, possuem interesses doentio por intrigas, e por causa disso causam contendas que tem como consequência o surgimento de inveja, brigas, difamações, suspeitas do diabo e brigas diárias.

Esses não são mestres verdadeiros, e infelizmente uma parcela grande de pessoas ainda acreditam em suas palavras.

Além disso, 2 Pedro 2:1-3 também afirma que muitos seguirão caminhos vergonhosos em função de falsos mestre, que introduzem heresias, negam a Deus e ainda difamam a verdade.

Nesse contexto, é importante destacar que não são apenas pessoas que não são cristãs que podem ser enganadas, como também os próprios eleitos, como está escrito em Marcos 13:22-23.

Dessa forma, é aconselhável que todas as informações e instruções aqui relatadas sejam postas em prática, com o objetivo que a palavra de Deus seja entendida e possamos seguir em direção a salvação que nos foi proposta.

Com as sagradas escrituras em nossos corações estamos preparados para perceber qualquer que seja a falsa doutrina impostas por pessoas mal intencionadas que buscam deturpar a verdade do evangelho.

Conclusão

Podemos concluir que a palavra de Deus é vida para todos, e por isso devemos ter o cuidado de ler e entender, pois as escrituras sagradas, além de fortalecer a intimidade com Deus, pode transformar vidas para sempre.

É crucial, também, que para que possamos realmente ser salvos, aprender a como interpretar a bíblia corretamente, pois somente as palavras de Deus podem convencer o nosso coração de todo pecado, justiça e juízo.

Escritas na imagem: Como Interpretar a Bíblia em 7 passos e a logo do blog.
Imagem de fundo: Homem sentando em um banco de madeira lendo a bíblia.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.