Tiago 5 Estudo: O Grandioso Poder da Oração

Advertisement

No capítulo 5 de Tiago, veremos que os ricos injustos serão alertados sobre o juízo que recairá sobre eles, vindo da parte de Deus, ao explorarem o pobre e não se importarem com seu sofrimento. Aprenderemos que não devemos desanimar diante dos sofrimentos da vida. É necessário mantermos a esperança e a paciência, esperando com expectativa a volta de Cristo.

Tiago continuará exortando os cristãos em relação a oração, o louvor e a confissão de seus pecados. Citará o exemplo da paciência e fé de Elias, que orou três vezes antes que o Senhor Deus o atendesse.

Advertisement

Contexto histórico

Em Tiago 4, aprendemos qual é a raiz de todos os males, os desejos malignos do coração. Tiago adverte que se formos dominados por eles viveremos em guerra. Só não temos o que desejamos por dois motivos: primeiro, não pedimos a Deus; segundo, são pedidos que Deus não pode atender.

Tiago aprofunda a ideia de relacionamento com Deus, o que é necessário para se achegar a Deus de forma sincera. Não somos juízes da Palavra de Deus, apenas observadores, não devemos julgar o próximo.



Tiago fala também sobre a expectativa do dia de amanhã e que não podemos nos gloriar nele, pois ele não existe ainda, mas nos gloriar no Senhor e na esperança de que o “amanhã” virá por causa da sua infinita graça. Acompanhe a seguir o estudo completo de Tiago 5.

(Tiago 5:1) Os ricos prantearão

v. 1 Ide, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que hão de vir sobre vós.

Proprietários de terra opressores e pessoas que confiam nas riquezas eram alvo muito comum do discurso profético e apocalíptico, inclusive do próprio Jesus (p.ex., Lc 6:24).

Pode parecer que as pessoas que utilizam suas riquezas para oprimir os outros ficam impunes nesta vida, mas Tiago adverte que no juízo futuro misérias… hão de vir sobre vos. 

(Tiago 5:2-3) Corrompidas e comidas por traças

v. 2 As vossas riquezas estão corrompidas, e as vossas vestes estão comidas por traça.

v. 3 O vosso ouro e a vossa prata estão corroídos; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá a vossa carne como se fosse fogo. Amontoastes tesouros para os últimos dias.

A riqueza geralmente é medida em termos de comida e roupas de qualidade, bem como prata e ouro. Além de se referir a roupas destruídas pela traça, a expressão as vossas riquezas estão corrompidas indica que a comida é perecível e, portanto, não é parâmetro de riqueza duradoura.

Tecnicamente falando, o ouro e a prata não enferrujam; essa afirmação de Tiago sobre enferrujar é paradoxal, enfatizando que até os bens “incorruptíveis” estão destinados a perecer.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Últimos dias dá ênfase à natureza escatológica do pronunciamento contra a ganância. “Acumular” (ou armazenar) riquezas será a ruína dos gananciosos.

(Tiago 5:4) O Senhor Sabaoth

v. 4 Eis que o pagamento dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos, e que por vós foi retido por fraude, clama; e os clamores daqueles que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor Sabaoth.

Nos tempos antigos, o pagamento pelo trabalho executado era feito no final do dia. A ganância fazia com que alguns proprietários de terra retivessem este salário.

Mantido pode ser traduzido como “privaram com dolo”. Senhor Sabaoth é uma referência do antigo testamento a Deus como guerreiro (1Cr 11:4-9). Deus ouve o clamor dos trabalhadores pobres e oprimidos.

(Tiago 5:6) Condenastes e matastes o justo

v. 6 Condenastes e matastes o justo; e ele não vos resistiu.

Condenastes é um termo legal que sugere que os ricos tomavam terras e retinham salários por meio de decisões judiciais obtidas em tribunais desonestos. E ele não vos resistiu (ver Tg 4:6) mostra que os pobres não tinham como se defender.

(Tiago 5:7-8) Paciência no Senhor

v. 7 Sede, pois, pacientes, irmãos, até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, e o aguarda com longa paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia.
v. 8 Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque a vinda do Senhor está próxima.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


À luz da certeza do juízo vindouro de Deus sobre os opressores, Tiago encorajou seus leitores a serem pacientes e aguardarem a vinda do Senhor.

A expressão fortalecei os vossos corações é uma extensão de “Sede vós também pacientes”, denotando resolução firme, à luz da vinda do Senhor e apesar das provações.

(Tiago 5:9) Sem queixa, sem julgamento

v. 9 Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, a fim de que não sejais condenados. Contemplai o juiz que está à porta.

Queixeis uns contra os outros é julgar, algo que já foi proibido em Tg 4:11-12. A proximidade da vinda do Senhor trará juízo sobre quem julga os outros, da mesma forma que traz juízo sobre os opressores.

(Tiago 5:12) Sim, sim e não, não

v. 12 Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que o vosso sim seja sim, e o vosso não, não; para que não caiais em condenação.

Não jureis é uma exortação a ser verdadeiro, e não uma proibição universal contra fazer juramentos (ver Rm 1:9, onde Paulo jura; cp. Mt 5:33-37).

(Tiago 5:13-14) Ore, cante e interceda

v. 13 Está alguém entre vós aflito? Que ore. Está alguém feliz? Que cante salmos.
v. 14 Está alguém entre vós doente? Que chame os anciãos da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor.

Tiago usou uma série de perguntas seguidas de ordens como meio eficaz de exortar a igreja à oração e adoração.

No v. 13, aflito não se refere a uma enfermidade física, e sim a um problema espiritual causado por infortúnio ou más escolhas.

Os anciãos exerciam várias funções dentro da igreja primitiva; eles deveriam ungir o doente com óleo e orar sobre ele.

O óleo de oliva era considerado uma panaceia no mundo antigo, mas para Tiago o poder que realmente curava estava na oração.

(Tiago 5:15) O Senhor o curará e perdoará

v. 15 E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e se ele houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

A oração da fé faz lembrar Tg 1:5-8. Salvará indica cura física (como em Mc 5:23). O Senhor o levantará não significa que ele estava quase morrendo (v.14), e sim que, uma vez curado pelo poder de Deus, o enfermo poderia se levantar e andar (Mt 9:5-7).

Ser-lhe-ão perdoados indica que talvez a enfermidade estivesse ligada de alguma forma ao pecado, de modo que a oração dos anciãos também poderia trazer cura espiritual.

(Tiago 5:16) O poder da oração

v. 16 Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que possais ser curados. A oração eficaz e fervorosa de um homem justo vale muito.

Orai uns pelos outros nos recorda da oração dos anciãos, que trazia cura física e espiritual (i.e., perdão). A oração não é fórmula mágica nem garantia de cura, mas quando feita com fervor por um justo, Deus responderá da maneira que melhor sirva a Seu bom propósito.

(Tiago 5:17-18) O exemplo de Elias

v. 17 Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e ele orou fervorosamente pedindo que não chovesse, e não choveu sobre a terra por um espaço de três anos e seis meses.

v. 18 E ele orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.

Tiago citou um personagem da Bíblia, Elias, que orou de maneira eficaz. O objetivo dessa ilustração era encorajar os leitores, mostrando que suas orações poderiam ter resultados semelhantes aos de Elias.

(Tiago 5:19-20) Uma multidão de pecados

v. 19 Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter,

v. 20 saiba ele que, aquele que converte um pecador do erro do seu caminho, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.

Tiago se volta para a prioridade de reivindicar aqueles que se desviaram da fé. Alguém o converter e aquele que converte mostram o empenho em trazer um cristão desviado de volta à verdadeira fé e maneira de vida cristã.

5 importantes lições que podemos aprender em Tiago 5

  1. Paciência e Perseverança na Tribulação: Tiago incentiva os crentes a serem pacientes em meio às dificuldades e tribulações da vida. Ele os lembra de que o Senhor é misericordioso e compassivo, e que devem confiar Nele em todas as circunstâncias.
  2. Oração Efetiva e Contínua: Tiago enfatiza o poder da oração na vida do crente. Ele encoraja os crentes a orarem uns pelos outros e a buscarem a Deus em todos os momentos, tanto nos momentos de alegria quanto de aflição.
  3. Responsabilidade Social e Justiça: Tiago repreende aqueles que exploram os trabalhadores e os menos favorecidos. Ele enfatiza a importância da justiça social e da compaixão pelos necessitados, exortando os crentes a agirem com retidão em todas as áreas de suas vidas.
  4. Confissão e Oração de Fé: Tiago incentiva os crentes a confessarem seus pecados uns aos outros e a orarem uns pelos outros para que possam ser curados. Ele enfatiza a importância da humildade e da confiança em Deus para receber cura e perdão.
  5. Testemunho de Fidelidade e Integridade: Tiago destaca a importância de viver uma vida de fidelidade e integridade diante de Deus e dos outros. Ele exorta os crentes a serem pacientes, a não murmurarem uns contra os outros e a perseverarem em seu testemunho de fé até a vinda do Senhor.

Conclusão

Concluindo, vemos que Tiago condena a riqueza conquistada com trapaça e de forma ilícita. Ele diz que o próprio Deus pelejará contra aqueles que assim procederem. Que nossas riquezas não tomem o lugar de Deus em nossos corações.

Ele fala também da paciência no Senhor, em momentos de desespero, de mantermos firmes nossos corações na esperança de que o Senhor ouvirá nossas orações.

O Senhor virá, curará e perdoará os pecados, de todos que buscarem e confiarem. Por fim, ele fala do poder da oração, de como Elias, um homem normal, teve autoridade através da sua oração.

É assim em nossa caminhada, mesmo que pareça que nada está acontecendo, suas orações estão chegando até Deus e movendo os céus a seu favor! Volte ao caminho, volte-se a Deus, e seus muitos pecados serão perdoados. Aleluia!

Tiago 5 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *