Êxodo 18 Estudo: Jetro, Sogro de Moisés o Aconselha

Advertisement

Neste capítulo de Êxodo 18 estudo, veremos que, Jetro, sogro de Moisés, lhe vem ao encontro com Zípora, sua filha, e esposa de Moisés, bem como com seus dois netos, Gerson e Eliézer.

Após ser recepcionado por Moisés, no dia seguinte, Jetro vê o povo, em pé, de manhã, até a tarde, aguardando para consultar a Deus.

Advertisement

Então, ele orienta que seu genro escolhesse homens capazes para compartilhar esta tarefa, a fim de que estes julgassem as causas menores, trazendo para Moisés apenas as causas maiores. Moisés, então, despede seu sogro.

Êxodo 18 estudo: Contexto histórico

Acampando-se o povo em Refidim, faltou água. Então, o povo contende com Moisés, acusando-o de tê-los tirado do Egito, novamente, para morrerem no deserto.

Então, ao clamar ao Senhor, Este o orientou a tocar na rocha, que estava em Horebe, a fim de que dela saísse água. Moisés fez desta forma.

Chamou o lugar de Massá e Meribá, vez que não temeram ao Senhor. Após, vemos Amaleque vindo para guerrear contra os israelitas. Moisés manda que Josué preparasse homens para a batalha.

Advertisement


Assim feito, Moisés sobe num monte e, quando levantava as mãos, os israelitas prevaleciam, contudo, quando baixava, os Amalequitas é que prevaleciam.

Hur e Arão ajudaram Moisés, apoiando suas mãos e levando uma pedra para que se sentasse. Josué vence Amaleque.

(Êxodo 18:1) Organização

v. 1 Quando Jetro, o sacerdote de Midiã, sogro de Moisés, ouviu tudo que Deus havia feito a Moisés e a Israel, seu povo, e que o SENHOR havia tirado Israel do Egito,

Os eventos neste capítulo marcam um ponto decisivo no livro de Êxodo. A primeira metade olha para trás, para aquilo que aconteceu, e descreve respostas a isso, enquanto a segunda metade olha para frente ao mostrar a necessidade de se organizar os israelitas para se conduzirem na vida uns com os outros como uma nação.

No final de Êxodo 18, Moisés e Jetro se despedem, mas Nm 10:11 indica que o sogro de Moisés estava com os israelitas quando eles deixaram o monte Sinai após os eventos nos capítulos 19-40 terem ocorrido.

(Êxodo 18:2) A volta de Zípora

v. 2 então Jetro, sogro de Moisés, tomou Zípora, esposa de Moisés, depois que ele a enviara de volta,



As menções anteriores de Jetro e Zípora encontram-se em Ex 2:18-21. Nada se diz a respeito da ocasião e do motivo pelo qual Moisés enviara sua família para ficar com Jetro.

(Êxodo 18:3-4) Gérson e Eliézer

v. 3 e seus dois filhos, dos quais o nome de um era Gérson, porque ele disse: Fui estrangeiro em uma terra estranha,

v. 4 o nome do outro era Eliézer, porque o Deus de meu pai, disse elefoi minha ajuda, e me libertou da espada de Faraó,

Gerson foi apresentado em Ex 2:22. Ele não era mais um estranho no Egito ou um fugitivo em Midiã. Eliézer é mencionado aqui pela primeira vez, talvez porque agora o Seu nome tem mais a comemorar, visto que o Senhor tinha repetidamente ajudado a Moisés e o tinha livrado dos dois Faraós que quiseram matá-lo.

(Êxodo 18:5) O monte de Deus

v. 5 e Jetro, sogro de Moisés, veio com seus filhos e sua esposa a Moisés no deserto, onde ele acampava junto ao monte de Deus;

Moisés estava de volta ao lugar onde o Senhor primeiro lhe falara da sarça em chamas (Ex 3:1-4).


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


(Êxodo 18:6-7) Jetro, um sogro abençoado

v. 6 e disse a Moisés: Eu, teu sogro Jetro, venho a ti, com tua esposa e os seus dois filhos com ela.

v. 7 E Moisés saiu ao encontro de seu sogro, e inclinou-se e o beijou. E perguntaram-se pelo seu bem-estar, e entraram na tenda.

Estes detalhes apresentam Jetro e Moisés como homens de posição e dignidade. Previamente, Moisés se despediu de maneira cortês de Jetro (Ex 4:18-19); agora, Moisés era o anfitrião.

Jetro mostrou consideração ao anunciar a sua vinda, e Moisés mostrou consideração ao vir-lhe ao encontro e ao curvar-se.

Tudo isso mostra que Moisés havia se tornado e retrata Jetro como uma pessoa qualificada para oferecer conselhos.

(Êxodo 18:10-11) Um Deus conhecido

v. 10 E Jetro disse: Bendito seja o SENHOR, que vos livrou da mão dos egípcios, e da mão de Faraó; que livrou o povo de debaixo da mão dos egípcios.

v. 11 Agora eu sei que o SENHOR é maior que todos os deuses, naquilo em que se ensoberbeceram, ele prevaleceu contra eles.

As referências a livramento “da mão dos egípcios” continuam o uso de “mão” no hebraico como um meio proeminente pelo qual o poder é manifestado. Deus se tornara conhecido por meio de Seu livramento de Israel do Egito (Ex 6:7).

A amplitude da palavra traduzida como sei podia significar que Jetro não estava  previamente convencido da superioridade do Senhor, ou que ele estava simplesmente declarando uma nova consciência a partir da experiência.

De qualquer modo, ele estava convencido e contente por falar dessa maneira. A resposta de Jetro contrasta com a do Faraó e exemplifica o modo como os israelitas e os leitores de Êxodo deveriam responder para aprender a respeito de quem o Senhor é a partir de Seus atos.

(Êxodo 18:12) Uma oferta queimada

v. 12 E Jetro, sogro de Moisés, tomou uma oferta queimada e sacrifícios para Deus. E veio Arão, e todos os anciãos de Israel, para comer pão com o sogro de Moisés diante de Deus.

O reconhecimento do Senhor e de Seus atos levou à adoração, um cumprimento do sinal que Ele dera a Moisés na sarça em chamas (Ex 3:12).

Uma oferta queimada era consumida pelo fogo, e partes de sacrifícios eram queimadas, mas a maior parte era assada e comida pelas pessoas ali reunidas para adorar e celebrar (Lv 1:2-17).

Êxodo 18:13-26 – A capacitação de Moisés

Esta seção dá uma resposta ao israelita que perguntou a Moisés: “Quem te fez por príncipe e juiz sobre nós?” (Ex 2:14). Em um sentido, ela também responde aos questionamentos e receios de Moisés a respeito de sua capacidade.

(Êxodo 18:19-20) O conselho de Jetro

v. 19 Ouve a minha voz: Dar-te-ei conselho, e Deus será contigo; sê tu pelo povo diante de Deus, para que leves as causas a Deus;

v. 20 e tu lhes ensinarás as ordens e leis, e lhes mostrarás o caminho em que devem andar, e a obra que devem realizar.

Jetro estava pensando a respeito dos conflitos entre os israelitas quando disse que Moisés deveria levar as causas a Deus, no entanto, um caso bem mais sério estava por acontecer (Ex 32:30-35).

(Êxodo 18:21) Qualificações de um líder

v. 21 Além disso, tu proverás de todo o povo homens capazes, tementes a Deus, homens da verdade, que aborreçam a avareza, e os colocarás sobre eles, para serem governantes de mil, e governantes de cem, governantes de cinquenta e governantes de dez.

A palavra traduzida como governantes é o plural de uma palavra traduzida em Ex 2:14 como “líder”. Ela é usada repetidamente em Ex 18:21,25 (lit. “oficiais de mil, oficiais de cem”, etc.).

Isso tende a fortalecer a ligação com a pergunta a respeito da posição de Moisés em 2:14. A lista de Metrô com as qualificações para a liderança requer qualidades de caráter, fé, e conduta antes que de idade, riqueza, ou posição familiar (Dt 1:13).

(Êxodo 18:23) Uma medida necessária

v. 23 Se fizeres isto, e Deus te ordenar assim, então serás capaz de suportar, e todo este povo também voltará a seu lugar em paz.

O verbo traduzido como suportar pode também significar “permanecer em pé”, Ele repete o verbo hebraico para “permanecer em pé/suportar das descrições, nos versículos 13 e 14, das pessoas em pé ao redor de Moisés aguardando-o para ouvir o caso de cada uma delas.

Se Moisés seguisse o conselho de Jetro, as pessoas não teriam de “esperar em pé” por tanto tempo e Moisés teria condições de “suportar” o trabalho.

Conclusão

Jetro exerceu um papel essencial na vida de seu genro. Quando Moisés fugia de Faraó, recebeu ajuda do sogro e, ainda, sua filha, Zípora, em casamento.

Após, Jetro ensinara Moisés a ser pastor de ovelhas, conhecimento providencial para o chamado que exerceria.

Jetro, sem dúvida, era um homem sábio! Ele desperta Moisés para a difícil missão de compartilhar o fardo, delegar tarefas e escolher líderes capazes.

Pela narrativa bíblica, o sogro visualizara a grandeza daquele chamado e a impossibilidade de ser realizado sozinho. Talvez, Moisés tenha esquecido que o Senhor havia permitido que Arão o ajudasse no Egito.

O Senhor, naquele momento, havia se irado com sua equivocada compreensão de que o sucesso daquela incumbência dependesse de sua eloquência, contudo, Deus lhe deu, como opção, para a dificuldade apresentada, o compartilhamento da missão, não a cura de sua limitação na fala (Êxodo 4:14).

A decisão de compartilhar exigiria plena convicção de que Deus daria as pessoas certas. Então, Jetro orienta Moisés, inclusive, quanto às características que deveriam existir naqueles que o ajudariam: homens capazes, tementes ao Senhor, homens de verdade e que aborrecessem a avareza.

Aprendemos, portanto, que, o trabalho em conjunto, é uma importante ferramenta para suportar o chamado do Senhor e cumpri-lo. Jetro ensinara a Moisés exatamente o que Paulo escreveria mais tarde.

Paulo alude que cada um de nós é um membro, que exerce uma função específica e, igualmente, importante. Quando esses membros trabalham juntos, formam um corpo (Romanos 12:4-8).

Esse trabalho, em conjunto, nos leva ao amadurecimento na fé e a plenitude de Cristo (Efésios 4: 11-13). É através da unidade que poderemos atingir o propósito de Deus!

Êxodo 18 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *