1 Samuel 3 Estudo: O Chamado Profético

Advertisement

Neste capítulo de 1 Samuel 3, vemos que Deus chamava Samuel, porém, por não conhecer a voz do Senhor, por nunca lhe ter falado, ele se confunde, entendendo ser o sacerdote a lhe chamar. Eli, então, compreende se tratar do Senhor e orienta o menino a como deveria responder.

Samuel assim o faz e Deus lhe fala, expondo o que faria a Eli. Samuel temia contar tudo o que ouvira ao sacerdote, porém este requereu que o menino lhe falasse. Samuel, então, revela a ele o que Deus lhe havia anunciado.

Advertisement

Por fim, as escrituras revelam que crescia Samuel e o Senhor era com ele. Todo Israel sabia que ele realmente era profeta e Deus, assim, continuou a aparecer em Siló, vez que manifestava Sua palavra por meio de Samuel.

1 Samuel 3 estudo: Contexto histórico

Anteriormente, vimos que Ana engrandeceu ao Senhor através de um cântico profético. Após, Eli repreende seus filhos em decorrência de seu mau procedimento. Samuel, crescia na presença de Deus e, desde de pequeno, já ministrava ao Senhor.

Advertisement

Por fim, o capítulo se encerrou com uma profecia contra a casa de Eli, em que Deus prenunciou juízo, onde o sacerdócio se extinguiria na linhagem dele e seus filhos morreriam na flor da idade.

(1 Samuel 3:1) A retenção dos dons

v. 1 E o menino Samuel ministrava ao SENHOR diante de Eli. E a palavra do SENHOR era preciosa naqueles dias: não havia nenhuma visão aberta. 


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


 Sobre ministrava, ver nota em 1Sm 2:11. As visões não eram frequentes em razão da corrupção geral nesse tempo.

Deus podia reter a Sua palavra de pessoas que mostravam por sua conduta que elas não desejavam recebê-la.

(1 Samuel 3:2-3) A lâmpada

v. 2 E sucedeu, naqueles dias, quando Eli estava deitado em seu lugar, e os seus olhos começavam a ficar tão turvos que ele não conseguia mais enxergar;

Advertisement

v. 3 e antes da lâmpada de Deus se apagar no templo do SENHOR, onde estava a arca de Deus, e Samuel estava deitado para dormir; 

 A lâmpada de Deus devia queimar do entardecer até de manhã (Ex 27:21), portanto, o fraseado sugere um momento logo antes do amanhecer.

(1 Samuel 3:4-6) Deus chama Samuel

v. 4 que o SENHOR chamou Samuel; e ele respondeu: Aqui estou eu. 
v. 5 E ele correu até Eli, e disse: Aqui estou eu, pois me chamaste. E ele disse: Não chamei, deita-te novamente. E ele foi e se deitou. 


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


v. 6 E o SENHOR chamou mais uma vez: Samuel. E Samuel se levantou e foi até Eli, e disse: Aqui estou eu, pois tu me chamaste. E ele respondeu: Não chamei, meu filho; deita-te novamente. 

 Quando o Senhor chamou Samuel, o jovem confundiu a voz com a de Eli.

(1 Samuel 3:7) A inexperiência de Samuel

v. 7 Ora, Samuel ainda não conhecia o SENHOR, nem ainda a palavra do SENHOR lhe havia sido revelada.

Advertisement

O texto agora explica o motivo pelo qual Samuel não reconheceu o chamado de Deus – nenhuma visão ou voz tinha lhe sobrevivido antes.

(1 Samuel 3:8) A terceira chamada

v. 8 E o SENHOR chamou Samuel novamente, pela terceira vez. E ele se levantou e foi até Eli, e disse: Aqui estou eu, pois tu me chamaste. E Eli percebeu que o SENHOR havia chamado a criança. 

Depois da terceira vez, Eli suspeitou que Samuel pudesse estar ouvindo a voz de Deus. Talvez ninguém mais estivesse presente no complexo do tabernáculo.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


(1 Samuel 3:9) A instrução de Eli

v. 9 Por isso disse Eli a Samuel: Vai, deita-te; e sucederá que, se ele te chamar, tu dirás: Fala, SENHOR; pois o teu servo ouve. Assim, Samuel foi e se deitou em seu lugar. 

 As palavras de Eli sugeridas a Samuel: Fala, SENHOR; pois o teu servo ouve,, provê uma oração modelo para aqueles que buscam seguir a vontade de Deus.

Advertisement

(1 Samuel 3:10) A dupla menção

v. 10 E o SENHOR veio, e levantou-se, e chamou, como das outras vezes: Samuel, Samuel. Então, Samuel respondeu: Fala, pois teu servo ouve. 

A dupla menção Samuel, Samuel pode indicar urgência, como aconteceu com Abraão no monte Moriá (Gn 22:11), com Moisés diante da sarça em chamas (Ex 3:4), ou com Saulo de Tarso no caminho para Damasco (At 9:4).

(1 Samuel 3:11) Uma notícia ruim

v. 11 E o SENHOR disse a Samuel: Eis que uma coisa farei em Israel, diante da qual zumbirão ambos os ouvidos de cada um que a ouvir. 

 A frase zumbiram ambos os ouvidos de cada um que a ouvir significa literalmente “os dois ouvidos de todos os que ouvirem a respeito tinir (retinir ou estremeceram),” indicando uma reação a uma notícia horrorosa (2Rs 21:12).

Advertisement

(1 Samuel 3:13) A negligencia de Eli

v. 13 Pois eu lhe disse que julgarei sua casa para sempre pela iniquidade que ele conhece; porque os seus filhos fizeram-se vis, e ele não os refreou.

Eli bem que tentou deter os seus filhos (1Sm 2:23-25), mas aparentemente suas palavras vieram depois de ele ter permitido os abusos deles por um longo tempo.

(1 Samuel 3:14) A iniquidade de Eli

v. 14 E, por isso, jurei à casa de Eli, que a iniquidade da casa de Eli não será purgada com sacrifício, tampouco com oferta, para sempre. 


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira
)


A expressão “não será purgada” também pode ser traduzida como “será expiada”.

(1 Samuel 3:15) O temor de Samuel

v. 15 E Samuel permaneceu deitado até a manhã, e abriu as portas da casa do SENHOR. E Samuel temeu apresentar a visão a Eli. 

Samuel temeu apresentar a visão a Eli, provavelmente porque Eli tinha servido de protetor e mentor de Samuel e Samuel não desejava transmitir-lhe notícias tristes.

Advertisement

(1 Samuel 3:16-17) A imposição de Eli

v. 16 Então Eli chamou Samuel, e disse: Samuel, meu filho. E ele respondeu: Aqui estou eu. 

v. 17 E ele disse: Que coisa é que o SENHOR te disse? Rogo-te que não a ocultes de mim; que Deus assim te faça, e ainda mais, se ocultares de mim qualquer coisa de todas as coisas que ele te disse. 

 As palavras de Eli soam ásperas, mas provavelmente pretendiam encorajar Samuel a contar todos os detalhes dessa revelação. Esta era a forma padrão de juramento (2Sm 3:35).

(1 Samuel 3:18) Samuel relata a mensagem divina

v. 18 E Samuel lhe contou todo detalhe e dele nada ocultou. E ele disse: É o SENHOR; que Ele faça o que lhe parecer bem. 

 As palavras do Senhor a Samuel confirmaram a palavra anterior que Eli tinha recebido de um homem de Deus (1Sm 2:27-36).

(1 Samuel 3:20) A fama de Samuel

v. 20 E todo o Israel, desde Dã até Berseba, soube que Samuel fora estabelecido para ser um profeta do SENHOR. 

Advertisement

 As cidades de Da e Berseba essencialmente marcavam as fronteiras norte e sul de Israel, respectivamente, distanciadas entre si cerca de 186 quilômetros (2Sm 3:10; 24:2).

(1 Samuel 3:21) A fidelidade divina

v. 21 E o SENHOR apareceu novamente em Siló; pois o SENHOR revelou-se a Samuel em Siló pela palavra do SENHOR. 

Samuel tinha demonstrado uma prontidão para receber e seguir a palavra de Deus, e assim o Senhor apareceu novamente em Siló, enquanto nos dias da infidelidade de Eli Ele não se manifestava (v. 1).

Conclusão

O capítulo expõe o coração obediente de Samuel, o qual, ao ouvir seu nome ser chamado, se dirigia ao sacerdote, em respeito e cumprimento às determinações que, provavelmente, lhes foram passadas.

Advertisement

É de se mensurar o temor de Samuel ao transmitir todas as palavras divinas a Eli, porém, sua atitude, de não esconder a mensagem, lhe permitiu conhecer mais do Senhor e testificar sobre seu chamado.

As escrituras mencionam que, naqueles tempos, as palavras do Senhor eram raras e quase não haviam visões. Samuel estaria assumindo um papel importante na nação de Israel.

O aprendiz do sacerdote Eli estava prestes a se tornar o porta-voz de Deus. Sua disposição em agir corretamente, não omitindo, apesar do medo, as palavras do Senhor, demonstrava sua aptidão para o ministério.

O chamado profético, sem dúvidas, não se trata de uma tarefa fácil. Embora haja louvor e grande honra em servir a Deus desta forma sobrenatural, vemos que os profetas não eram apenas porta-vozes de palavras doces e de esperança, mas, também, prenunciavam juízo, o que, muitas vezes, gerava revolta nos ouvintes. Prova disso, podemos mencionar, fora Jeremias, preso e odiado por anunciar a verdade.

Advertisement

Contudo, Samuel, neste momento, demonstrou que, apesar de sentir medo, não omitiria a mensagem divina, ainda que não agradasse o ouvinte, o que o consolidou como profeta em Israel.

Desta mesma forma, a igreja do Senhor, porta-voz de Sua palavra, não deve se omitir em transmitir a verdade.

As escrituras relatam que haverá um tempo em que a sã doutrina causará coceira nos ouvidos, pois desagradará aqueles que a ouvirem, contudo, seus anunciadores não devem deixar de transmiti-la.

As aflições, decorrentes dessa insatisfação com a mensagem, devem ser sofridas, vez que há uma coroa de justiça reservada para todos aqueles que amarem a vinda de Cristo (2 Timóteo 4:1-8).

1 Samuel 3 estudo.
Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *