Josué 1 Estudo: Um Novo Ciclo

Neste capítulo de Josué 1 estudo é relatado o início de um novo ciclo para os israelitas, no qual a promessa feita aos seus antepassados seria cumprida.

Depois de Moisés ungir Josué como o novo líder do povo e de seus olhos verem a terra prometida, isto é, Canaã, o libertador de Israel faleceu.

Advertisement

Então, o próprio Deus tratou de dar algumas orientações a Josué para encorajá-lo na difícil empreitada de conquistar todo o território cananeu.

As palavras do Criador o confortaram, ao passo que de imediato, ele começou os preparativos para atravessar o rio Jordão e cumprir a ordem de Deus.

Advertisement

Do mesmo modo, há um novo ciclo de conquista para este tempo. Disponível para aqueles que dão atenção ao que está sendo dito pelo Eterno e que o obedecem sem hesitar. Acompanhe!

Josué 1 estudo: Contexto histórico

O livro de Josué traz diversos relatos da conquista da terra de Canaã sob o comando de Josué. Provavelmente, este livro foi escrito por vários autores que foram inserindo cada uma das situações importantes vividas pelos israelitas naquele período.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


O contexto de Josué 1, por sua vez, acontece no momento de transição da liderança de Moisés para a de Josué.

Os israelitas ficaram presos no deserto durante um período de 40 anos, até toda geração que saiu do Egito morrer, visto que eles foram tão rebeldes ao ponto de Deus puni-los dessa forma.

E, agora, a nova geração estava prestes a viver um novo ciclo sob a liderança de Josué rumo à conquista da terra prometida.

Advertisement

(Josué 1:1) A morte de Moisés

v. 1 Então, após a morte de Moisés, o servo do Criador, sucedeu que o Altíssimo falou com Josué, o filho de Num, ministro de Moisés, dizendo:

A morte de Moisés criou um vácuo de liderança. O qualificativo servo do Criador dado a Moisés foi-lhe- aplicado primeira vez em sua morte (Dt 34:5) como também tal qualificativo seria aplicado pela primeira vez a Josué em sua morte (Js 24:29).

Usado raramente na parte anterior da Bíblia como uma avaliação da vida de uma pessoa, ele se tornou mais comum e foi aumentado por Jesus (Jo 15:15), embora Paulo retivesse o título (Rm 1:1).


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


Josué, filho de num, ministro de Moisés, identifica Josué como aquele que tinha estado com Moisés deste Êxodo 17. Na expressão “ministro de Moisés” (Êx 24:13) usa-se um termo diferente de “Servo do Criador”.

(Josué 1:2) Terra dada aos filhos de Israel

v. 2 Moisés, o meu servo, está morto; agora, portanto, levanta-te, vai sobre este Jordão, tu e todo este povo, para a terra que eu dou aos filhos de Israel.

Deus ordenou a Josué que preparasse o povo para atravessar o rio Jordão. Vai sobre este Jordão, (Heb. ‘avar) “atravessar”.

Advertisement

O fato de que todo este povo estava envolvido enfatiza a importância da unidade entre o povo de Deus. Deus salientou que a terra era algo que Ele estava para dar aos filhos de Israel; era a graça de Deus, e não os esforços dos israelitas, que proporcionava a terra.

(Josué 1:3) Terra prometida ligada a Moisés

v. 3 Todo o lugar que pisar a sola do teu pé, vo-lo tenho dado, conforme declarei a Moisés.

Repetindo a ênfase na terra como dádiva de Deus, esta agora incluía o lugar que pisar a sola do teu pé. Embora a “terra prometida” seja normalmente entendida como algo que Deus prometeu a Abraão, a Isaque e Jacó (Gn 12:1-3), aqui Deus ligou a promessa a Moisés.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


Deuteronômio 34:4 se refere a esta promessa feita a Moisés (Êx 3). A extensão a Josué da promessa feita a Moisés, o estabelece como seu sucessor.

(Josué 1:4) Deserto

v. 4 Desde o deserto e do Líbano até o grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar em direção ao poente do sol, será o vosso termo.

Advertisement

Este deserto não é a terra da peregrinação. O termo é usado em Js 8:15 e Js 12:8 para descrever a área a oeste de Ai e a região “deserta” ao sul de Judá.

Ela designa, assim, a parte sul da terra prometida. Líbano (“branco”) se refere às montanhas ao norte de Israel na terra atual com esse nome.

A terra dos heteus não parece se referir ao império hateu da atual Turquia, mas ao uso egípcio e mais tarde assírio desse termo para descrever a região controlada pelos heteus na parte ocidental da atual Síria.

Estas terras e termos identificam Canaã como ela foi conhecida tanto aos escritores da Bíblia (Gn 10:19), (Nm 13:17-22), (Nm 34:3-12) quanto egípcios do segundo milênio a.C.

Advertisement

(Josué 1:5) Promessa de Deus

v. 5 Não haverá homem capaz de permanecer de pé diante de ti, em todos os dias da tua vida; tal como estive com Moisés, assim também estarei contigo; não falharei contigo, tampouco te abandonarei.

A referência a todos os dias da tua vida considera o fim da vida de Josué, concluindo este “Sumário” nos versículos 2-5.

A promessa não falharei contigo antecipa o apelo de Gibeão em Js 10:6: “Não afrouxes a tua mão diante dos teus servos”, usando a mesma expressão.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


Semelhantemente, o verbo abandonarei ocorre de novo, em Josué, na promessa de lealdade feita por Israel a Deus (“abandonar” em Js 24:16).

Este versículo forma um ponto de junção, concluindo as seções anteriores de promessas e introduzindo a próxima seção de responsabilidades.

A promessa de Deus de Sua presença ocorre novamente em Js 1:9 e assim provê um “envoltório” para Js 1:6-9.

Advertisement

Todas as responsabilidades destes versículos dependem da presença de Deus que garante o sucesso da missão, exatamente como a presença de Cristo capacita Seus discípulos a cumprirem sua missão (Mt 28:18-20), (Mc 16:15), (At 1:8).

(Josué 1:6) Sê forte e de boa coragem

v. 6 Sê forte e de boa coragem, pois para este povo dividirás a terra por herança, a qual jurei aos seus pais que lhes daria.

A ordem de Deus: Sê forte e de boa coragem, dada anteriormente por Moisés a Israel (Dt 31:6), aparece três vezes aqui (Js 1:7-9).


A Chave para Interpretar todos os Gêneros e Contextos da Bíblia de modo Simples, porém com muita Profundidade…
(Clique Aqui e Acesse)


A expressão é usada antes de grandes empreendimentos, como o encargo dado por Davi a Salomão de construir o templo (1Cr 28:20), o encorajamento dado pelo rei Ezequias a seus súditos para resistirem ao cerco do inimigo (2Cr 32:7), e a própria ordem de Josué para Israel pelejar (Js 10:25).

(Josué 1:7) Prosperidade

v. 7 Somente sê tu forte e muito corajoso, que tu possas observar e agir de acordo com toda a lei que meu servo Moisés ordenou-te; dela não te desvies nem para a direita, nem para a esquerda, para que possas prosperar por onde quer que fores.

Advertisement

A palavra “prosperar” (Heb. sakal “será bem-sucedido” no v.8) é encontrada frequentemente na literatura de Sabedoria para descrever o domínio que uma pessoa tem do mundo e o discernimento em seus desafios (“sábio” em Pv 1:3).

Toda a lei (Heb. torah) descreve a revelação de Deus na forma dos livros anteriores da lei de Moisés.

(Josué 1:8-9) Sobre a lei

v. 8 Este livro da lei não se apartará de tua boca; mas nele meditarás dia e noite, a fim de que possas observar e fazer de acordo com tudo o que nele está escrito, porque então farás próspero o teu caminho, e serás bem-sucedido.

v. 9 Não tenho eu te ordenado? Sê forte e de boa coragem; não temas, tampouco fiques desanimado, pois o Criador teu Deus é contigo, por onde quer que fores.

Advertisement

Mais duas referências à lei asseveram a fundamental importância da revelação de Deus. O estudo e o aprendizado dela devem a tal ponto fazer parte da vida de uma pessoa que as palavras sejam plenamente obedecidas como Dt 6:6-9.

A “moldura” da prometida presença de Deus em Js 1:5-9 indica que o sucesso de Josué virá porque Deus está com ele, capacitando-o a ler e a observar a palavra de Deus (Ef 2:8-10).

(Josué 1:10) Oficiais

v. 10 Então, Josué ordenou aos oficiais do povo, dizendo:

Josué assumiu a liderança do povo. Estes oficiais eram equivalentes aos “capatazes” no Egito (Êx 5:6-19). O título era usado para juízes e aquelas pessoas com outras responsabilidades (Dt 1:15-18), (Dt 20:5-9).

Advertisement

Eles formavam uma contraparte secular ou civil aos sacerdotes.

(Josué 1:11) Jordão

v. 11 Passai pelo meio do acampamento, e ordenai ao povo, dizendo: Preparai as vossas provisões; pois em três dias atravessareis sobre esse Jordão, para entrardes na posse da terra que vos dá o Criador, vosso Deus, para possuí-la.

A expressão passai usa a palavra chave “vai sobre este” do versículo 2. Portanto, passar pelo acampamento serve de preparação adicional, pois eles atravessarão o Jordão.

As provisões e os três dias lembram a travessia do mar Vermelho pela geração anterior, quando o povo não teve tempo para preparação e levou pão ázimo (Êx 12).

Desta vez, haverá tempo suficiente para se preparar. Os três dias podem também antecipar o tempo que os espias permaneceram a oeste do rio Jordão (Js 2:22).

Advertisement

(Josué 1:12) Rúben, Gade, e a parte oriental de Manassés

v. 12 E falou Josué aos rubenitas, e aos gaditas, e à meia tribo de Manassés, dizendo:

Esta seção parece fora de lugar no primeiro capítulo. Por que razão as duas tribos e meia são destacadas para esta consideração? Josué precisava ser reconhecido como o líder por todo o Israel, não apenas por parte dele, se é que ele deveria cumprir o plano de Deus (v. 2).

Rúben, Gade, e a parte oriental de Manassés já tinham recebido de Moisés sua porção de terra.

Eles não tinham qualquer incentivo para seguir Josué através do rio Jordão e arriscar a vida, diferentemente das outras tribos que ainda tinham de tomar posse de sua terra.

Josué precisava persuadir estas duas tribos e meia a segui-lo, caso contrário, Israel ficaria dividido e a missão comprometida.

(Josué 1:13-15) Josué cita a ordem de Moises

v. 13 Lembrai da palavra que vos ordenou Moisés, o servo do Criador, dizendo: O Pai, vosso Deus, vos dá descanso, e vos dá esta terra.

v. 14 As vossas esposas, os vossos pequenos e o vosso gado, permanecerão na terra que Moisés vos deu neste lado do Jordão; mas vós passareis armados diante dos vossos irmãos, todos os homens fortes e valentes, ajudá-lo-eis;

v. 15 até que o Criador dê descanso a vossos irmãos, tal como ele tem dado a vós, e eles também possuam a terra que o Altíssimo, vosso Deus, lhes-dá; então retornareis à terra da vossa possessão, a qual vos deu Moisés, servo do Deus Todo Poderoso, neste lado do Jordão em direção ao sol nascente, e dela usufruireis.

Josué citou a ordem de Moisés de Dt 3:18-20. A autoridade que deu a estas tribos sua terra a leste do rio Jordão o fez sob a condição de eles seguirem as outras tribos através do Jordão e combaterem ao seu lado.

Josué assentou o tema do descanso, e agora, ao atravessarem diante dos seus irmãos, estes guerreiros os ajudarão.

Estes pontos enfatizavam o objetivo do descanso para a terra e para o povo (Js 11:23), (Js 14:15) e a importância de todo o Israel trabalhar junto para alcançar o objetivo comum.

(Josué 1:16-17) Afirmações

v. 16 E eles responderam a Josué, dizendo: Tudo o que nos ordenaste, faremos, e para onde quer que nos envies, iremos.

v. 17 Conforme atentamos a Moisés em todas as coisas, assim também atentaremos a ti; basta que o Altíssimo teu Deus seja contigo, como era com Moisés.

Toda esta afirmação toma a forma de um juramento no qual promessas são feitas e uma maldição é invocada sobre todo aquele que não cumprir suas promessas.

A afirmação inclui três frases que começam com as palavras para “tudo… onde quer que… conforme atentamos…” enfatizando a totalidade da obediência.

A bênção que eles propuseram reconhecia que Josué tinha, de fato, sucedido a Moisés.

(Josué 1:18) Se rebelar

v. 18 Qualquer um que se rebelar contra o teu mandamento, e não atentar às tuas palavras em tudo o que ordenares, será morto; somente sê forte e de boa coragem.

Se rebelar é usado para a rebelião de Israel em Cades-Barneia (Dt 1:26), (Dt 9:23, para a história da nação e para o filho rebelde (Dt 12:18-21).

Todas terminam em morte, como aqui. A expressão será morto era uma fórmula legal para a pena de morte, como encontrada em Êx 21:12 e por toda a Lei.

Conclusão

Por fim, Josué 1 estudo representa um convite de Deus para adentrarmos a nossa terra prometida.

Certamente, você recebeu uma promessa sobre sua vida, não é mesmo?

Seja de alguém falando algo sobre o nosso futuro ou das diversas promessas que podem ser encontradas na bíblia ao nosso respeito, o fato é que todos nós temos carregamos uma esperança de um tempo melhor em relação ao atual.

No entanto, é preciso entender o que Deus está dizendo para você neste tempo, bem como, qual é a forma de você estar alinhado a sua vontade.

Porque só podemos viver um novo ciclo na nossa história, o ciclo do cumprimento das promessas, quando nos posicionamos de acordo com o querer do nosso Criador.

Do contrário, estaremos fadados à permanência no deserto, como aqueles israelitas que morreram sem entrar na terra prometida.

Dessa forma, não seja insensato, procure entender qual é a vontade de Deus e faça o necessário para alinhar-se ao que Ele deseja.

Josué 1 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *