Êxodo 28 Estudo: Deus Aconselha Arão e seus Filhos

Advertisement

Neste capítulo de Êxodo 28 estudo, veremos que Deus escolhe Arão e seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar, para sacerdotes.

Após dá as instruções para que fossem realizadas vestes sacerdotais, especificando como seria a de Arão e dos filhos.

Advertisement

Elas deveriam ser feitas para glória e ornamento. Deus ordena que elas fossem fabricadas por homens hábeis.

Êxodo 28 estudo: Contexto histórico

Anteriormente, vimos que o Senhor especifica a forma que seria realizado o altar, para holocaustos, bem como a forma que deveria ser composto o átrio do tabernáculo e, requer, ainda, o azeito para o candelabro.

(Êxodo 28:1-2) As vestes sacerdotais

v. 1 E toma para ti Arão, teu irmão, e seus filhos com ele, dentre os filhos de Israel, para que eles ministrem a mim no ofício sacerdotal: Arão, Nadabe e Abiú, Eleazar e Itamar, filhos de Arão.

v. 2 E tu farás vestes santas para Arão, teu irmão, para glória e esplendor.



As vestes santas de Arão e seus filhos os distinguia como os sacerdotes do Senhor. As orientações do Senhor proviam vestes e alimento para aqueles que serviam em Sua presença (Ex 29:28), em contraste com certos rituais pagãos, que se concentravam em vestir e alimentar deuses ídolos.

A expressão glória e esplendor indica que as vestes sacerdotais eram muito mais que funcionais. Elas se assemelham a outros elementos do complexo do tabernáculo, que se caracterizava por tecidos finos, desenhos coloridos, metais preciosos, e artesanato especializado, como apropriados para honrar o Senhor, que ali presidiária.

Nadabe e Abiú acompanharam seu pai e os líderes israelitas que tiveram o privilégio de participar da cerimônia pactual no monte Sinai (Ex 24:1-11). A morte repentina deles está registrada em Lv 10:1-7.

Eleazar sucedeu Arão como sumo sacerdote (Nm 20:28). Itamar dirigiu os levitas, que fizeram um inventário dos materiais usados na construção do tabernáculo (Ex 38:21).

(Êxodo 28:3) O espírito de sabedoria

v. 3 E falarás a todos que são sábios de coração, a quem eu enchi com o espírito de sabedoria, que façam as vestes de Arão para consagrá-lo, para que ele ministre a mim no ofício sacerdotal.

Os homens e mulheres que confeccionaram as vestes sacerdotais usariam as habilidades a eles conferidas por Deus.



Em contraste com o Faraó, cujo coração era caracteristicamente “duro” e rebelde contra o Senhor, estas pessoas eram “sábias de coração” e receberam de Deus sabedoria.

A sabedoria neste caso se manifesta tanto na disposição quanto na habilidade para fazer o trabalho necessário.

(Êxodo 28:6) Éfode

v. 6 E farão o éfode de ouro, de azul, e de púrpura, de escarlate, e linho fino torcido, de trabalho esmerado.

A palavra éfode (colete sacerdotal) é uma palavra hebraica transliterada que se refere a uma vestimenta tipo colete usada pelo sumo sacerdote.

(Êxodo 28:11-12) As gravuras das pedras

v. 11 Como obra de escultor, como as gravuras de um selo, gravarás as duas pedras com os nomes dos filhos de Israel; as farás engastadas no ouro.

v. 12 E colocarás as duas pedras nas ombreiras do éfode, por pedras de memorial para os filhos de Israel; e Arão levará seus nomes diante do SENHOR sobre os seus dois ombros por memorial.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Um selo gravaria uma impressão distinta na cera ou no barro, ou deixaria um padrão identificador de tinta e funcionaria como uma assinatura (Gn 38:18).

Êxodo 28:12 não especifica quem deveria ser lembrado pelas pedras ou para que propósito. Previamente em Êxodo, tanto o Senhor quanto os israelitas receberam estímulo para lembrar (Ex 2:24).

(Êxodo 28:16) O peitoral

v. 16 Será quadrado sendo dobrado; um palmo será o seu comprimento, e de um palmo será a sua largura.

O peitoral era dobrado, pelo que parece, para criar um bolso ou bolsa para armazenar o Urim e o Tumim (v.30).

(Êxodo 28:29) A estola sacerdotal

v. 29 E Arão levará os nomes dos filhos de Israel no peitoral do juízo sobre o seu coração, quando ele entrar no lugar santo, para um memorial diante do SENHOR continuamente.

O sumo sacerdote representava os israelitas, como simbolizado pela dupla exibição dos nomes de cada tribo nas duas pedras sobre a estola sacerdotal (v. 11) e também pelos nomes em cada uma das doze pedras em seu peitoral.

Visto que o “se lembrou” do Senhor implicava o Seu agir (2:24-25; 3:7-10), “recordá-Lo” é uma expressão de dependência, fé e oração.

(Êxodo 28:30) Urim e Tumin

v. 30 E colocarás no peitoral do juízo o Urim e o Tumim, e eles estarão sobre o coração de Arão quando ele entrar diante do SENHOR; e Arão levará o juízo dos filhos de Israel sobre o seu coração diante do SENHOR continuamente.

Pouco é conhecido acerca do significado das palavras Urim e… Tumim (as palavras hebraicas são transliteradas e não traduzidas), ou de como estes objetos funcionavam.



Um significado sugerido é que “Urim”tinha a ver com “luz” e “Tumim”, com “inteireza, perfeição”. Uma outra possibilidade é que eles estão associados a palavras que significam “maldição” e “inocência”.

Eles parecem ter sido objetos familiares no contexto antigo, uma vez que não há discussão sobre como confeccioná-los ou obtê-los. O seu uso incluía o recebimento de orientação da parte do Senhor para decisões (Nm 27:18-21).

O fato do sumo sacerdote levar à presença do Senhor tanto os nomes das tribos como itens usados na apresentação de decisões pressupunha a soberania do Senhor nestas buscas por orientação.

O sacerdote promovia a lealdade às estipulações do pacto e apresentava julgamentos sob a supervisão do Senhor (Dt 33:8-10). 

(Êxodo 28:33-34) As vestes do sumo sacerdote

v. 33 E debaixo da sua borda farás romãs de azul, e de púrpura e de escarlate, em volta da sua borda, e sinos de ouro ao seu redor;

v. 34 um sino de ouro e uma romã, um sino de ouro e uma romã, sobre a borda do manto ao seu redor.

As cores, as pedras preciosas, os materiais finos e o artesanato especializado, e certamente os sinos que entraram na confecção das vestes do sacerdote contribuem para destacar o sumo sacerdote e chamar a atenção para o seu trabalho e os seus movimentos.

(Êxodo 28:35) O som do sacerdote

v. 35 E isto estará sobre Arão para ministrar, e seu som será ouvido quando ele entrar no lugar santo diante do SENHOR, e quando sair, para que não morra.

Ao usar a vestimenta específica o sacerdote mostraria que reconhecia a santidade do Lugar Santo em razão da presença do Senhor, exatamente como Moisés e os israelitas tiveram de fazer na sarça em chamas e no monte Sinai (Ex 3:5).

(Êxodo 28:36-37) A lâmina de ouro

v. 36 E farás uma lâmina de ouro puro, e nela gravarás, como gravuras de selos: Santidade ao SENHOR.

v. 37 E a colocarás sobre um cordão azul, para que esteja sobre a mitra; estará sobre a frente da mitra.

A expressão SANTIDADE PARA AO SENHOR indicava propriedade – “pertencente a”. O sacerdote era marcado como alguém dedicado ao Senhor para o serviço, representando os israelitas, que igualmente deveriam ser consagrados (Lv 11:44-45).

As mesmas palavras são usadas para descrever o shabat em Êx 31:15 onde a expressão é traduzida como “santidade para o Senhor” (Ed 8:28).

(Êxodo 28:38) A santidade

v. 38 E estará sobre a testa de Arão, para que Arão carregue a iniquidade das coisas sagradas, que os filhos de Israel santificarem em todas as suas ofertas santas; e sempre estará sobre a sua testa, para que sejam aceitos perante o SENHOR.

Em lugar dos demais israelitas e como seus representantes, Arão e seus filhos eram responsáveis pelo cuidado do tabernáculo e por apresentar ofertas ali (Nm 17:12-18:7).

O sumo sacerdote levaria a culpa (ou sofreria as consequências) associadas ao fracasso em cumprir as exigências de santidade (cp. v. 43).

Nesse processo, o povo precisava de um sumo sacerdote marcado pela santidade para oferecer sacrifícios aceitáveis ao Senhor (Hb 7:25-28).

(Êxodo 28:41) A unção cerimonial

v. 41 E os colocarás sobre Arão, teu irmão, e seus filhos com ele, e os ungirás, e os consagrarás, e os santificarás, para que ministrem a mim no ofício sacerdotal.

A unção cerimonial envolvia o derramamento de óleo sobre uma pessoa para designar o início de uma nova função na vida.

Entre os ungidos estavam os sacerdotes, os reis e os profetas (Jz 9:8). Objetos também podiam ser ungidos para separá-los para usos sagrados (Êx 29:36).

Conclusão

Vemos, neste capítulo, Arão e seus filhos sendo separados para o sacerdócio. Neste momento, tão simbólico, Deus especifica as vestes que usariam para exercerem o ofício, os destacando entre os demais.

Ele aduz que elas deveriam ser feitas por homens habilidosos, os quais, o próprio Deus, havia enchido do espírito de sabedoria, afinal, seriam para glória e ornamento.

As escrituras fazem menção da característica simbólica que as vestes podem carregar, expondo que elas eram utilizá-las, muitas vezes, para demonstrar honra, sentimentos, fases, etc.

Podemos relembrar que, Jacó, por amar mais a José, seu filho, lhe fez uma túnica, honrando, deste modo, aquele filho, destacando-o, de certa forma, entre os demais (Gênesis 37:13).

Noutro momento, vemos que Jacó rasga suas vestes e se cinge de pano de saco, quando recebe a notícia do “desaparecimento” de José, demonstrando, assim, por meio de suas vestimentas, todo sofrimento que estaria enfrentando naquele momento (Gênesis 37:34).

Observamos, ainda, na parábola do filho pródigo, que, quando ele se arrepende, seu pai manda que lhe fosse colocada a melhor roupa. Troca-lhe as sandálias e coloca um anel no dedo, representando uma nova fase (Lucas 15: 22).

O salmista, também, expressa que, em determinado momento, Deus lhe mudou as vestes de lamento, para vestes de alegria, demonstrando que as vestes podem representar nosso estado de espírito (Salmo 30:11-12).

De igual forma, neste momento, a roupa sacerdotal estaria representando a relevância daquela função. Quando Deus faz um pacto com os israelitas, no monte Sinai, Ele informa que os faria reino de sacerdotes (Gênesis 19:6).

Por meio de Jesus, as escrituras ensinam que, somos constituídos sacerdócio santo, para que ofereçamos sacrifícios espirituais aceitáveis (1 Pedro 2: 5).

Ele nos dá as vestes da salvação (Isaías 61:10) e nos adorna com justiça, a fim de nos separar para esta importante missão.

Êxodo 28 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *