Levítico 9 Estudo: A Cerimônia Pública

Neste capítulo de Levítico 9 estudo, veremos que Moisés chama Arão e os anciãos para sacrificarem ao Senhor, no oitavo dia. Então, tomam um carneiro, para holocausto e um bezerro, ambos sem defeito.

É ordenado, também, aos filhos de Israel que trouxessem um bode, como oferta pelo pecado, um bezerro e um cordeiro, de um ano e sem defeito, para holocausto, bem como um boi e um carneiro, como oferta pacífica, além de ofertas de manjares, vez que o Senhor lhes apareceria.

Advertisement

Então Moisés manda que Arão fizesse sua oferta pelo pecado, seu holocausto e, também, a oferta do povo e a expiação e fez conforme determinado.

Após feito todos os sacrifícios, Arão levantou a mão ao povo e os abençoou e, juntamente com Moisés, entraram na tenda da congregação.

Advertisement

Então Deus mandou fogo, de Sua presença, o qual consumiu o holocausto e a gordura e o povo O adorou.

Levítico 9 estudo: Contexto histórico

No capítulo anterior, vimos a consagração de Arão e seus filho, por Moisés, conforme orientações passadas por Deus, no capítulo 29, de Êxodo. Neste momento, toda congregação se reuniu na porta do templo.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


Então, ali, Moisés lavou e ungiu os sacerdotes, bem como o templo e tudo que nele havia. Após, sacrificaram ao Senhor, conforme orientado. Os sacerdotes fizeram tudo como Deus ordenara.

Levítico 9:1-24 – O fogo

Em Levítico, os v. 6 e 23 são os únicos que incluem a palavra “glória”. O propósito do ato de adoração inaugural era reconhecer a presença do Senhor no meio de Seu povo, simbolizada pela glória do fogo que veio da parte do Senhor no tabernáculo da congregação.

Esta exibição deu a certeza de Seu favor à congregação. Os cristãos podem ter confiança na aceitação de sua adoração através da segurança do sangue purificador de Cristo, que realizava expiação completa.

Advertisement

O chamado à adoração (v. 1-6) foi seguido do ritual de purificação dos sacerdotes (v. 7-14) e do povo (v. 15-21). A conclusão foi o ato de adoração (v. 22-24).

(Levítico 9:1) O oitavo dia

v. 1 E aconteceu, no oitavo dia, que Moisés chamou Arão, e seus filhos, e os anciãos de Israel, 

No oitavo dia após os sete dias de ordenação (Lv 8:33), o chamado divino à adoração inaugurou uma nova criação. Todos os eventos deste primeiro serviço público ocorreram neste único dia.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


A adoração começa com a iniciação do Senhor, que dirige o protocolo apropriado para que houvesse adoração aceitável.

Os anciãos representavam a congregação, embora toda a congregação tivesse se aproximado do tabernáculo da congregação (v. 5).

(Levítico 9:2) As ofertas sacerdotais

v. 2 e ele disse a Arão: toma um novilho por oferta pelo pecado, e um carneiro por oferta queimada, sem defeito, e oferece-os perante o SENHOR. 

Advertisement

Arão e seus filhos tinham que apresentar uma oferta pelo pecado (Lv 4:1-5) e uma oferta queimada (Lv 1:3-17), mesmo depois de terem passado por sete dias de consagração.

Isso demonstrava sua constante necessidade de expiação depois que passaram a oficiar como mediadores.

(Levítico 9:3-5) A preparação para a manifestação

v. 3 E aos filhos de Israel falará, dizendo: tomai um cabrito de entre as cabras por uma oferta pelo pecado, e um novilho e um cordeiro, ambos de um ano, sem defeito, por oferta queimada;


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


v. 4 também um novilho e um carneiro, por ofertas de paz, para sacrificar perante o SENHOR, e uma oferta de alimentos, misturado com óleo; porque hoje o SENHOR vos aparecerá. 

v. 5 E eles trouxeram o que ordenara Moisés, diante do tabernáculo da congregação, e chegou-se toda a congregação, e ficou de pé perante o SENHOR. 

Advertisement

O fato de Arão dar diretrizes à congregação o elevou aos olhos deles. Foram requeridas quatro das ofertas descritas nos capítulos 1-7; a exceção, a oferta pela transgressão, envolvia restituição e era uma cerimônia privada e individual.

O propósito das instruções era preparar para a aparição da “glória do SENHOR” (v. 6). A palavra “aparecer” (Heb. ra’ah) ocorre três vezes (v. 4,6,23); a “aparição” era uma manifestação visível da presença do Senhor.

Esta teoria, uma manifestação visível do Deus invisível, envolveu um clarão e fogo (Ex 3:2). A presença flamejante do Senhor lembrava a aparição de Deus a Moisés no Sinai (Ex 19:18), tornando a tenda portátil um novo “Sinai”.

Os cristãos veem a encarnação de Jesus como a presença do Senhor (Jo 1:14). Através de Sua expiação, eles recebem a glória do Senhor pela fé (Jo 17:22-24).

Advertisement

(Levítico 9:6) A glória do Senhor

v. 6 E disse Moisés: esta é a coisa que o SENHOR ordenou que fizésseis; e a glória do SENHOR vos aparecerá.

A maior revelação do Senhor foi a encarnação de Jesus Cristo em forma humana, cuja morte e ressurreição demonstraram a glória do SENHOR (Rm 6:4). Os cristãos participam da glória do Senhor (2Co 4:17).

(Levítico 9:7) Rituais de purificação e dedicação

v. 7 E disse Moisés a Arão: Vai até o altar, e oferece a tua oferta pelo pecado e a tua oferta queimada; e faze expiação por ti mesmo, e pelo povo; e oferece a oferta do povo, e faze expiação por eles, como ordenou o SENHOR.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


Após juntar os elementos da adoração, os sacerdotes receberam, primeiramente, os rituais de purificação e dedicação.

(Levítico 9:8-11) A prática do sacerdócio

v. 8 Por isso Arão foi ao altar e matou o novilho da oferta pelo pecado, que era para si mesmo. 

v. 9 E os filhos de Arão trouxeram-lhe o sangue; e ele molhou o dedo no sangue, e o pôs sobre os chifres do altar; e derramou o sangue na base do altar;

Advertisement

v. 10 mas a gordura, e os rins, e o redanho sobre o fígado da oferta pelo pecado ele queimou sobre o altar, como SENHOR ordenou a Moisés. 
v. 11 E a carne e o couro ele queimou com fogo fora do acampamento. 

Ao ir para fora do acampamento, foi a primeira vez que Arão deixou o santuário desde o início de sua ordenação de sete dias.

A queima do animal sacrificado demonstrava que o sacerdote em ofício não podia se beneficiar de ofertas feitas por seus próprios pecados (Lv 8:17).


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Outra variação em relação à oferta pelo pecado comum era que o sangue não era levado para dentro da tenda.

(Levítico 9:12-14) O procedimento com a oferta

v. 12 E ele matou a oferta queimada, e os filhos de Arão lhe apresentaram o sangue, que ele espargiu sobre o altar ao redor. 

Advertisement

v. 13 E eles lhe apresentaram a oferta queimada, com seus pedaços, e a cabeça; e ele queimou-os sobre o altar. 

v. 14 E ele lavou a entranha e as pernas, e as queimou sobre a oferta queimada no altar. 

Não é mencionado o couro do bezerro (Lv 7:8); aparentemente ele foi queimado (Lv 8:17).

(Levítico 9:15-16) A oferta do povo

v. 15 E ele trouxe a oferta do povo, e tomou o bode, que era a oferta do pecado pelo povo, e o matou, e o ofereceu pelo pecado, como o primeiro. 

Advertisement

v. 16 E ele trouxe a oferta queimada, e a ofereceu de acordo com o costume. 

Ao se oferecer um bode, conforme o costume em relação à oferta pelo pecado de líderes, o animal representava as autoridades e, de modo representativo, toda a comunidade (Lv 4:22-23).

(Levítico 9:17-21) Quanto a representatividade

v. 17 E trouxe a oferta de alimentos, e dela tomou um punhado, e a queimou sobre o altar, ao lado do sacrifício queimado da manhã. 

v. 18 Ele também matou o novilho e o carneiro por sacrifício das ofertas de paz, que era pelo povo; e os filhos de Arão apresentaram-lhe o sangue, que ele espargiu sobre o altar, e ao redor. 

Advertisement

v. 19 E a gordura do novilho e do carneiro, e a cauda, e o que cobre a entranha, e os rins, e o redanho sobre o fígado. 

v. 20 E eles colocaram a gordura sobre os peitos, e ele queimou a gordura sobre o altar; 

v. 21 e os peitos e a espádua direita Arão moveu por oferta movida perante o SENHOR, como Moisés ordenou. 

Os sacerdotes continuavam representando toda a comunidade ao realizar as ofertas de alimento e paz, tipicamente oferecidas pelos israelitas individualmente. Para os procedimentos das duas ofertas, ver capítulos 2-3.

(Levítico 9:22) A bênção sacerdotal

v. 22 E Arão levantou as suas mãos em direção ao povo e os abençoou; e desceu depois de ter oferecido a oferta pelo pecado, e a oferta queimada, e a oferta de paz.

Advertisement

Quando Arão levantou as suas mãos, isso mostrou que ele invocou o Senhor (1Rs 8:22). Orar pela bênção era o dever da ordem sacerdotal (Dt 10:8). Sobre a bênção sacerdotal tradicional, ver Nm 6:24-26 e respectivas notas.

(Levítico 9:23) Moisés e Arão adentram o tabernáculo

v. 23 E Moisés e Arão entraram no tabernáculo da congregação; e saíram, e abençoaram o povo; e a glória do SENHOR apareceu a todo o povo. 

A entrada de Moisés e Arão no tabernáculo confirmou a legitimidade do recém-ordenado Arão, que a partir de então entraria no Santo lugar todos os dias (Ex 29:42-44).

Moisés entrou na nuvem quando Deus desceu sobre o monte Sinai (Lc 9:34). Sua entrada agora sinalizou a presença do Senhor prestes a acontecer.

Os cristãos recebem e declaram o relacionamento com Deus por meio de Cristo que está prestes a se concretizar (2Co 5:18-20).

(Levítico 9:24) O fogo da presença do Senhor

v. 24 E saiu um fogo de diante do SENHOR, e consumiu sobre o altar a oferta queimada e a gordura; vendo isso, todo o povo gritou, e caiu sobre as suas faces. 

Provavelmente a rajada de fogo saiu da tenda, do Lugar Santíssimo, e incinerou os restos das ofertas que queimavam lentamente.

O Deus que Se revelou no Sinai era agora o Deus da Tenda, que habitava no meio deles (Ex 24:17). As palavras hebraicas correspondentes a vendo (wayyar’) e gritou (wayyaronnu) podem ser um trocadilho com “apareceu” (wayyera”; v. 23).

A resposta do povo mostrou sua alegria e humildade (2Cr 7:1-3). “Gritou” (Heb. ranan) significa dar um grito estridente bem alto (Jr 31:7) e caiu sobre as suas faces (Heb. naphol) também descreve reações após as demonstrações flamejantes do Senhor (Jz 13:20).

Conclusão

Neste capítulo vemos mais um cumprimento das determinações de Deus. Moisés manda que Arão fizesse tudo conforme ordenado, oportunidade em que, agora, toda a congregação experimentaria a retomada do relacionamento com o Eterno.

Vimos, anteriormente, que este era o maior propósito de Deus: restabelecer a comunhão com os Seus.

Quando do episódio do bezerro de ouro, observamos que, uma das consequências daquele grave pecado, seria não mais experimentarem a presença de Deus, ao passo que Ele manteria a promessa de levá-los a Canaã (Êxodo 33:2-3), expondo, assim, que esta não era a questão.

Então, após intercessão de Moisés e, punição dos idólatras, Deus refaz o pacto com Israel (Êxodo 34).

Aqui, vale recordar o ponto onde tudo começou. Quando o homem peca, no Éden, ele acaba sendo expulso e perde a comunhão com seu Criador (Romanos 3:23).

Sem a presença de Deus, torna-se impossível, ao ser humano, ser instruído e fortalecido contra sua inclinação ao mal, pois o pecado gerou inimizade entre criatura e Criador (Colossenses 1:21).

Então, neste momento, vemos o reestabelecimento solene desta comunhão. Seus servos se achegaram com a lenha e o sacrifício e Ele proveu o fogo, consumindo o holocausto e a gordura do altar, manifestando Sua presença.

Essa é a maior característica do relacionamento com um Deus vivo e verdadeiro. Ao passo que nos achegamos, com fé, alinhados a Sua vontade, Ele interage, nos purificando com Seu fogo, nos santificando, a fim de nos reaproximar.

Ele não deseja nos governar, de longe, Ele deseja relacionamento. Paulo menciona que Deus nos escolheu, antes da fundação do mundo, nEle, para sermos santos (Efésios 1:3-4).

Levítico 9 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *