Salmo 127 Estudo: A construção e o legado

Em Salmo 127 estudo é relatado um cântico feito pelo rei Salomão, falando sobre construção e legado.

Primeiramente, ele dá ênfase à inutilidade de qualquer obra das nossas mãos com a ausência de Deus.

Advertisement

Isso porque, sempre estaremos mais inclinados ao erro, à destruição e ao fracasso em nossos intentos, quando estamos distantes do Senhor.

Além disso, o sábio celebra a importância dos filhos e como eles são uma benção do Senhor.

Os filhos também fazem parte da nossa construção, pois são o nosso legado construído em vida e flechas que, uma vez lançadas, cumprem o papel de nos representar – mesmo quando não estivermos mais vivos.

Advertisement

Salmo 127 estudo: Contexto histórico

Não se sabe ao certo em qual período o Salmo 127 foi escrito pelo Rei Salomão.

Mas, trata-se de uma celebração do homem mais sábio do seu tempo, o qual construiu muita coisa e ainda assim apontava o Senhor como o principal responsável pelo seu sucesso.

A visão de Salomão sobre os filhos também é interessante, porque valoriza o cuidado e responsabilidade necessários para formação deles.

Além de nos mostrar qual é o modo que devemos enxergá-los, isto é, que eles são o nosso principal legado deixado nesta terra.

(Salmo 127:1) Sem Deus tudo é em vão

v. 1 Exceto que o Criador edifique a casa, trabalham em vão aqueles que a edificam; se o Criador não guardar a cidade, em vão vigia o guarda.

Advertisement

Nada do que fazemos pode ser bem sucedido fora da vontade de Deus. Embora o sentido literal aqui seja construir uma moradia, casa também pode indicar um lar ou família, o que liga este versículo aos v. 3-5.

(Salmo 127:2) Descanso aos justos

v. 2 Em vão é para vós levantar cedo, repousar tarde, comer o pão da tristeza, pois assim ele dá ao seu amado o sono.

A humanidade se empenha para suprir suas próprias necessidades, comer o pão de tristeza (lit. “comendo o pão do trabalho pesado” (Sl 80:5), (Sl 102:9), (Gn 3:17), (Is 30:20).

O Criador provê descanso aos justos abençoando seu trabalho.

(Salmo 127:3) Herança de Deus

v. 3 Eis que os filhos são herança do Criador, e o fruto do útero é a sua recompensa.

Advertisement

Embora o alimento geralmente viesse do trabalho duro, em meio às incertezas da vida no antigo Oriente Próximo, os filhos vêm de Deus (Gn 30:2), (Dt 7:14).

O salmista se ficou especificamente nos filhos homens, que poderiam dar continuidade à linhagem da família.

(Salmo 127:4-5) Filhos na juventude

v. 4 Como as flechas estão na mão de um homem poderoso, assim são os filhos na juventude.

v. 5 Feliz é o homem que tem sua aljava cheia deles; eles não serão envergonhados, mas falarão com os inimigos no portão.

Uma aljava cheia de flechas representava prestigio a proteção. Assim como as flechas eram úteis para o poderoso, assim também os filhos na sociedade agrícola.

O homem que tinha muitos filhos também era respeitado na sociedade do Oriente Próximo (sobre portão, ver nota em Sl 87:2).

Conclusão

O Salmo 127 estudo traz uma importante reflexão sobre como vai a construção da nossa vida atualmente.

Porque cada área dela precisa ser alicerçada nos princípios, valores e fé encontradas no Senhor Deus.

Advertisement

Seja na construção de um relacionamento, da carreira profissional ou dos filhos – como o próprio Salomão enfatiza – a visão do reino deve ser a principal que norteia nossas decisões.

Do contrário, não será possível mantê-las em um bom caminho, e o pior: todo trabalho feito até o momento se tornará vão.

Portanto, analise se a construção da sua vida, nas mais variadas frentes, está alicerçada ou não em Deus.

Guarde isso no seu coração: a fé – em todos os aspectos – é um firme fundamento e nenhum vento o derrubará se sua construção estiver sobre ela.

Salmo 127 estudo.
Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.