Salmo 139 Estudo: A Onipotência de Deus e Suas Características

Neste capítulo de Salmo 139 estudo veremos que este salmo é considerado um dos mais belos. Isso porque, esse salmo revela tudo que o salmista reflete em relação ao senhor.

E ele faz essa reflexão e oração pessoal em forma de poesia, meditando e descrevendo as características do Senhor.

Advertisement

E trás um contraste em relação á pequenez do homem em comparação a grandiosidade de Deus.

Esse salmo foi descrito por Davi, e ele mostra sua enorme intimidade com Deus, seu amor, e sua observação para com ele. E não é atoa que Davi que recebei várias revelações do senhor.

Salmo 139 Estudo: Contexto histórico

Alguns estudiosos tentam datar esse salmo no período posterior ao exílio babilônico.

Advertisement

A ocasião exata que foi escrito, ainda é desconhecida, sabe-se apenas que esse salmo foi uma das maiores contribuições do salmista para a bíblia.

É notável que esse salmo foi carregado de revelações e sensibilidade em relação as características de Deus.

(Salmo 139:1-4) Reconhecimento ao senhor

v. 1 Ó SENHOR, tu tens me procurado e me conheceu.

v. 2 Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; entendes o meu pensamento de longe.

v. 3 Cercas a minha vereda, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.

Advertisement

v. 4 Pois não  uma palavra em minha língua, mas eis que, ó SENHOR, tu sabes de tudo.

Os verbos hebraicos podem ser interpretados como verdades atemporais: “Tu tens me procurado e me conhece”.

Os atributos de Deus não são limitados pelo tempo. As palavras conheces… entendes… e sabes falam da onisciência de Deus.

A palavra “cercas” vem da raiz hebraica zarah, que significa “medir”. A palavra hebraica correspondente a caminhos não necessariamente significa andar, ao pé da letra, e sim comportamento diário.

(Salmo 139:5) A onipresença de Deus

v. 5 Tu me envolveste por trás e pela frente, e puseste a tua mão sobre mim.

Advertisement

A onipresença de Deus garante proteção. A tradução da primeira linha, ” tu me envolveste, por trás e pela frente” é literal.

Tua mão sobre mim denota controle absoluto sobre o salmista, que era alvo do cuidado amoroso do Senhor e de Sua disciplina.

(Salmo 139:6) O imenso conhecimento de Deus

v. 6 Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; é tão alto que não posso alcançá-lo.

A onisciência e a onipresença de Deus estão além da compreensão humana.

(Salmo 139:7) Transcendência de Deus

v. 7 Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença?

O salmista não era capaz de sair do domínio da transcendência de Deus nem de fugir de Seu envolvimento pessoal e permanente com ele (Jr 23:24), (Am 9:2-4), (Hb 4:13).

Este conceito é assustador e confortante ao mesmo tempo.

(Salmo 139:8) O Senhor está em todos os lugares

v. 8 Se eu subir ao céu, tu estás lá; se eu fizer minha cama no inferno, eis que tu estás .

Advertisement

A ideia de fugir para o céu e para o inferno tem suas raízes na mitologia do antigo Oriente Próximo.

O antigo testamento reconhece que Deus tem acesso ao Sheol porque Ele é soberano (Jó 26:6), (Am 9:2), mas ser banido para o submundo tira o homem da bênção de Deus (Sl 6:5), (Ec 9:10).

(Salmo 139:9) O habitar do Senhor

v. 9 Se eu tomar as asas da manhã, e habitar nas partes mais extremas do mar;

Tomar as asas da manhã é o significado literal de “viver no horizonte leste” (que pareia na segunda linha com “morar na extremidade oeste” ou “do mar”, como é o caso aqui).

A LXX traduz a expressão desta maneira: “se eu levantar minhas asas para a alvorada”, reforçando o conceito de voar uma longa distância a fim de evitar a presença de Deus.

(Salmo 139:10) A sustentação vem de Deus

v. 10 até lá a tua mão me guiará e a tua mão direita me susterá.

A autoridade do Senhor se estende além do cosmos e Sua sabedoria não tem limites. Todo ser humano está debaixo do poder, proteção e autoridade de Deus.

Advertisement

(Salmo 139:11) O Criador é luz

v. 11 Se eu disser: Certamente as trevas me encobrirão; até a noite será luz sobre mim.

Os malfeitores não têm como esconder seus feitos do Senhor (Jó 22:11-14), (Sl 34:22).

(Salmo 139:12) O Pai transcende as trevas

v. 12 Sim, as trevas não se escondem de ti; mas a noite brilha como o dia; as trevas e a luz são ambas o mesmo para ti.

Luz e trevas são diferenças fictícias para o Senhor, que transcende a criação.

(Salmo 139:13) Tudo pertence a Deus

v. 13 Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no útero da minha mãe.

Advertisement

A humanidade pertence ao Senhor e é criação dele (Gn 14:19-22), (Dt 32:6). Rins geralmente denota a fonte da emoção e do afeto (Sl 16:7), (Sl 73:21), (Jó 19:27).

(Salmo 139:14) O Senhor é maravilhoso

v. 14 Eu te louvarei, pois eu assombrosamente e maravilhosamente fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e isso a minha alma certamente conhece bem.

A expressão assombrosamente e maravilhosamente é uma tradução poderosa do texto. A criação de Deus da testemunho de Seu poder e majestade (Rm 1:20).

(Salmo 139:15) Nada pode ser escondido de Deus

v. 15 Minha matéria não foi escondida de ti, quando eu fui feito em secreto, e curiosamente forjado nas partes mais baixas da terra.

A expressão nas partes mais baixas da terra costuma ser associada á morte (Sl 63:9), (Ez 26:20), mas aqui é uma figura para o ocultamento no ventre materno.

(Salmo 139:16) O Altíssimo tudo vê

v. 16 Os teus olhos viram a minha matéria ainda imperfeita; e no teu livro todos os meus membros foram escritos, os quais eram continuamente formados, quando nem ainda havia nenhum deles.

O conceito do livro do Senhor que registra a existência de todos os seres humanos reforça a soberania de Deus sobre a vida e a morte (Sl 69:28), (Êx 32:32-33).

Advertisement

(Salmo 139:17) Preciosidade do Senhor

v. 17 Quão preciosos também são os teus pensamentos para comigo, ó Deus! Quão grande é a soma deles!

Quão grande é a soma deles denota a supremacia do conhecimento de Deus em qualidade e quantidade.

(Salmo 139:18) Deus é imensurável

v. 18 Se eu fosse contá-los, eles seriam maiores em número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo.

A soma de tudo que Deus conhece é imensurável (Is 55:8). Quando acordasse pode ser uma referência a ter refletido a noite inteira sobre o conhecimento de Deus, mas também pode indicar a ressurreição.

(Salmo 139:19-22) O livramento do Criador

v. 19 Certamente, tu matarás o perverso, ó Deus; apartai-vos portanto de mim, vós homens sanguinários.

v. 20 Pois eles falam contra ti perversamente, e os teus inimigos tomam o teu nome em vão.

v. 21 Não odeio eu, ó SENHOR, aqueles que te odeiam, e não me aflijo com aqueles que se levantam contra ti?

v. 22 Odeio-os com ódio perfeito; conto-os como meus inimigos.

Sobre ter ódio de inimigos, ver notas em (Sl 15:4) e (Sl 109:1-31). O salmista queria escapar da influência de ímpios mentirosos.

Seu zelo por Deus e sua justiça lhe deram uma determinação sincera. Um zelo como este é louvável (Jo 2:17), (2Co 7:11), mas em tempos mais tranquilos ele se volta para o amor e para a misericórdia (Gl 1:14-16), (Fp 6:6-7).

(Salmo 139:23-24) Guia dos pensamentos

v. 23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.

v. 24 E vê se  algum caminho perverso em mim, e guia-me pelo caminho eterno.

Concluindo com um pedido para que Deus o sondasse (cp v. 1), o salmista submeteu seus pensamentos e suas razões á avaliação do Senhor.

Ele pediu que Deus revelasse qualquer coisa nele que O caminho perverso (lit. “caminho de dificuldade”).

As Escrituras falam de dois caminhos opostos: o caminho dos justos e o caminho dos ímpios (Sl 12:28), (Mt 7:13-14).

Conclusão

Portanto, o salmista Davi com sua intimidade e sensibilidade, reconhece a onipotência, onisciência e onipresença de Deus, e ao longo do salmo 139 estudo descreve as características do senhor.

Isso nos mostra o quando Davi refletia e observa essas características.

E nós como filhos de Deus, também devemos observar e reconhecer todas essas características, e confiar e construir o nosso relacionamento com Deus, assim como Davi fez.

E Davi foi reconhecido por Deus também, recebeu várias revelações e bênçãos do senhor, e nós também podemos receber, basta buscarmos a ele e estarmos de coração verdadeiramente aberto. 

Advertisement

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência na navegação. Mais informações.