Provérbios 31 Estudo: A Mulher com Caráter e Com Virtude

Advertisement

Em Provérbios 31, veremos que há uma descrição maravilhosa das características de uma mulher virtuosa. Além disso, a mãe do rei Lemuel o descreveu como mais valioso do que rubis são muitos raros.

Ademais, sua devoção ao casamento e aos filhos é notável. Ela inspira confiança nele e em seus filhos com lealdade.

Advertisement

Portanto, ela o encorajava todos os dias, e não havia palavras de desânimo, apenas palavras de encorajamento, que continuaram.

Contexto histórico

De acordo com o contexto histórico dessa passagem, a maioria das mulheres se dedica em seu cotidiano aos afazeres domésticos e às suas famílias, seus filhos e maridos.



Por outro lado, hoje, enquanto essa dinâmica permanece, muitas mulheres ingressaram em campos profissionais e agora fazem parte de grandes empresas, corporações ou seus próprios negócios. Acompanhe a seguir o estudo completo de Provérbios 31.

Provérbios 31:1: Os ensinamentos da mãe de Lemuel

v. 1 As Palavras do rei Lemuel, a profecia que lhe ensinou a sua mãe.

Esse capítulo foi escrito por Lemuel (Pv 1:1). Ele não era rei em Israel, portanto, é provável que fosse um rei estrangeiro que se convertera á adoração do Deus de Israel (Dn 4:34).

Provérbios 31:2: Os votos feitos por sua mãe

v. 2 O que, meu filho? E o que, filho do meu útero? E o que, filho dos meus votos?

A palavra hebraica mah (3 vezes no hebraico, “o que“) é provavelmente um chamado implícito para ouvir (Pv 1:8) ou uma pergunta retórica: “O que devo fazer?” A mãe de Lemuel provavelmente fez um voto antes de concebê-lo (1Sm 1:11).

Provérbios 31:3: Desvia o teu caminho das mulheres adúlteras

v. 3 Não dês tua força às mulheres, nem os teus caminhos àquilo que destrói os reis.

Mulheres…que destrói os reis refere-se a mulheres adúlteras (Pv 6:26) ou múltiplas esposas (Dt 17:17). Davi desviou sua força para uma aventura e isso corrompeu o seu julgamento e arruinou a sua família (2Sm 11).

Provérbios 31:4-5: A sabedoria diante das bebidas

v. 4 Não é para os reis, ó Lemuel, não é para os reis beber vinho, nem para os príncipes, bebida forte;


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


v. 5 para que eles não bebam e se esqueçam da lei, e pervertam o juízo de quaisquer dos aflitos.

As pessoas em posição de autoridade devem evitar o vinho e a bebida forte, que podem afetar o seu julgamento (Is 5:22-23).

Visto que todas as pessoas atuam na qualidade de autoridade em algum momento- quer como país ou como um eleitor numa organização representativa- essa advertência se aplica a todas as pessoas. O rei tem a responsabilidade especial de proteger os aflitos (Pv 29:4).

Provérbios 31:6-7: Evita o que não é apropriado

v. 6 Dá bebida forte para aquele que está pronto para perecer, e o vinho àqueles de coração pesado.

v. 7 Deixe-o beber e esquecer sua pobreza, e não se lembre mais da sua miséria.

Essa é uma ordem irônica (Pv 19:27) para enfatizar que o álcool não é apropriado para os reis.

(Provérbios 31:8-9) A ajuda aos necessitados

v. 8 Abre a tua boca pelos mudos, na causa de todos os que são designados à destruição.
v. 9 Abre a tua boca, julga retamente, e pleiteia pela causa dos pobres e necessitados.


⚠️ Receba Estudos Exclusivos no Whatsapp:


Não ter voz significa estar incapacitado para uma atuação efetiva num tribunal ou para obter uma audiência justa.

Os designados á destruição são literalmente “os que definham”. Todos precisam socorrer os necessitados (Sl 82:3).

Provérbios 31:10-31: Os exemplos da esposa capaz

Esse poema é um acróstico alfabético. Enquanto Provérbios 1-9 descreve as virtudes da simbólica Senhora Sabedoria, esta passagem celebra a esposa ideal de carne e osso.

Assim como grande parte das exortações ao “Filho” no restante de Provérbios podem ser aplicados a todas as pessoas de ambos os gêneros, todos podem aprender com o exemplo dessa esposa capaz.

Provérbios 31:10: O preço da mulher virtuosa

v. 10 Quem consegue encontrar uma mulher virtuosa? Porque seu preço é muito acima dos rubis.

Virtuosa sugere competência prática (Gn 47:6), vigor físico (“força” em Pv 31), e riqueza financeira (Pv 13:22), bem como “influente” (Rt 2:1) e “virtuosa” (Rt 3:11).

Provérbios 31:11-12: O bem que faz a mulher sábia

v. 11 O coração do seu marido confia seguramente nela, de maneira que ele não terá necessidade de despojo.
v. 12 Ela o fará bem, e não mal, todos os dias da sua vida.

Esse é o único caso em que a Bíblia recomenda que tenha confiança em alguém além de Deus; seu marido pode confiar nela porque ela é piedosa. Despojo refere-se aos seus rendimentos abundantes (v.18).

Provérbios 31:13: A mulher que busca e trabalha

v. 13 Ela busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.

As fibras do linho eram usadas na confecção de linho (Dt 22:11).

Provérbios 31:14: Ela traz a sua refeição

v. 14 Ela é como os navios mercantes, traz de longe a sua comida.

Ela tem condições de adquirir comida importada.

Provérbios 31:15: Ela levanta cedo e sustenta a casa

v. 15 Ela também se levanta enquanto ainda é noite, e dá mantimento à sua casa e uma porção às suas servas.

Mantimento é literalmente “presa” (Sl 111:5), sugerindo diligência, força e habilidade (Jó 24:5).

Provérbios 31:16-17: Ela planta sua vinha e frutos

v. 16 Ela considera um campo e o compra; ela planta uma vinha com o fruto de suas mãos.
v. 17 Ela cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.

É necessária uma enorme vontade para ganhar o dinheiro extra e comprar uma vinha, e então tirar as pedras, plantar as videiras, cavar um lugar e construir uma torre para protegê-la (Is 5:2).

Provérbios 31:18: A boa mercadoria

v. 18 Ela percebe que sua mercadoria é boa; sua vela não se apaga de noite.

A vela não se apaga simboliza vida longa e prosperidade (Pv 20:20).

Provérbios 31:19: Ela terce os fios

v. 19 Ela estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos seguram a roca.

O fuso e a roca eram usados para fiar e torcer o fio.

Provérbios 31:20-22: A caridade para os pobres

v. 20 Ela estende sua mão aos pobres; sim, ela faz sua mão alcançar os necessitados.

v. 21 Ela não tem medo da neve na sua casa; porque toda a sua casa está vestida de escarlata.

v. 22 Ela faz para si cobertas de tapeçaria; sua roupa é de seda e de púrpura.

Essas cobertas eram provavelmente para conforto e decoração (Pv 7:16). A seda pode ter sido importado do Egito, e a tintura púrpura vinha da Fenícia (Ez 27:7).

Provérbios 31:23: O marido que é respeitado

v. 23 Seu marido é conhecido nos portões, quando se assenta entre os anciãos da terra.

Sobre portões, ver nota em (Pv 24:7). Ela tornava seu marido apto para sentar-se entre os anciãos, uma respeitada autoridade local.

Provérbios 31:24: Ela vende seu linho fino

v. 24 Ela faz linho fino e o vende, e entrega cintos aos mercadores.

Ela vende de tudo, desde as linho fino que eram colocados por baixo, até os cintos ou faixas que iam por cima.

Provérbios 31:25: A sua honra e força

v. 25 A força e a honra são sua vestimenta; e ela se regozijará no tempo vindouro.

Ela possui força como os jovens e honra como os mais velhos (Pv 20:29).

Provérbios 31:26-27: Ela não é preguiçosa

v. 26 Ela abre a sua boca com sabedoria, e a sua língua é lei da bondade.

v. 27 Ela olha bem para os caminhos da sua casa, e não come o pão da preguiça.

O que ela ensina é resultado da sabedoria e do amor (Pv 19:22).

Provérbios 31:28-31: Ela é admirada por seus filhos e marido

v. 28 Seus filhos se levantam e a chamam de abençoada; seu marido também, e ele a louva.

v. 29 Muitas filhas procederam virtuosamente, mas tu sobressaíste a todas elas.

v. 30 O favor é enganoso e a beleza é vã, mas uma mulher que teme ao SENHOR será louvada.

v. 31 Dá-lhe do fruto das suas mãos, e deixe suas próprias obras louvarem-na nos portões.

Aqui a esposa é reconhecida e recompensada por seu caráter e por suas obras. Mesmo que todas as raras mulheres exemplares fossem reunidas, seu marido diz que ela supera todas elas.

Favor é bondade ou benevolência (Pv 11:16); “bom nome” em (Pv 22:1), e beleza é aparência externa (Pv 6:25); ambas são temporárias (ver “vaidade” na nota em Pv 13:11). A recompensa final da sabedoria depende de seu início: o temor do Senhor (Pv 1:7).

5 importantes lições que podemos aprender em Provérbios 31

  1. Virtude da Mulher Esforçada: O capítulo destaca as virtudes e habilidades da “mulher virtuosa”, retratando-a como uma mulher de caráter forte, habilidosa, trabalhadora e piedosa. Isso nos ensina a valorizar e reconhecer a importância da virtude e da diligência em todas as áreas da vida.
  2. Administração Sábia dos Recursos: A mulher descrita em Provérbios 31 é habilidosa em administrar os recursos da casa e da família, gerenciando-os com sabedoria e eficiência. Isso nos ensina a importância da administração sábia dos recursos que Deus nos confiou, seja financeiro, temporal ou emocional.
  3. Priorização da Família: Embora a mulher descrita seja ativa em diversas áreas, sua família é uma prioridade. Ela cuida de seu marido, filhos e do bem-estar de sua casa. Isso nos lembra da importância de investir tempo e energia em nossos relacionamentos familiares e de cultivar um ambiente de amor e harmonia em casa.
  4. Generosidade e Compromisso Social: A mulher descrita em Provérbios 31 é compassiva e generosa, estendendo sua mão aos necessitados e se envolvendo em obras de caridade. Isso nos inspira a ser generosos e compassivos com os menos favorecidos ao nosso redor, demonstrando amor e cuidado prático pelos outros.
  5. Temor do Senhor como Fundamento: A virtude da mulher descrita em Provérbios 31 está enraizada no temor do Senhor. Sua vida é caracterizada por sua devoção a Deus e seu compromisso em viver de acordo com os princípios divinos. Isso nos lembra que o temor do Senhor é o alicerce de uma vida de sabedoria, integridade e bênção.

Conclusão

Concluímos, portanto, que uma mulher virtuosa trabalha de forma focada e divertida, ela não reclama e não há ódio em seu coração.

 Além disso, sua dedicação se reflete em sua liderança. Há serviçais à sua disposição, mas, mesmo assim, ela se levanta cedo para atribuir tarefas e supervisioná-las.

Uma mulher virtuosa também é generosa, pratica a caridade e ajuda aos sofredores e necessitados. A ganância não é uma de suas atitudes.

Provérbios 31 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *