Lucas 21 Estudo: A Volta de Jesus Pode Acontecer a Qualquer Momento

Neste capítulo de Lucas 21 estudo é demonstrado o quanto o Senhor está atento as nossas ofertas e o que estamos buscando na nossa passagem pela terra.

O Senhor destaca que observou os ricos e pobres e viu a viúva que preferiu dar tudo que tinha em vez de ficar sem a honra de Deus, isso mostrou que o Senhor ocupava o primeiro lugar em sua vida.

Advertisement

Essa passagem trata-se de um Sermão profético onde o Senhor responde questionamentos sobre quando seria sua volta aos discípulos.

Jesus enfatiza que terão sinais do grande dia e que nós devemos buscar sermos melhores e estarmos preparados para isso.

Advertisement

Lucas 21 Estudo: Contexto histórico

Nesse contexto, o governo vigente era o de Herodes, e ele recebia várias fundações e ampliações da parte externa, havia um grande investimento e todo esse trabalho foi feito de 20 a.C até 64 d.C. Ou seja, essa reformulação estava acontecendo durante a passagem de Jesus.

Jesus então observou a grandiosidade e quão magnífico era o local de adoração, entretanto ele alertou para a destruição nos últimos dias.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


(Lucas 21:1-4) Os ricos e suas ofertas

v. 1 E ele olhando para cima, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro.

v. 2 E ele viu também uma certa viúva pobre lançar ali dois leptos.

v. 3 E ele disse: Verdadeiramente eu vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos;

Advertisement

v. 4 porque todos estes lançaram como ofertas a Deus do que tinham em abundância; mas ela, da sua pobreza, lançou todo o sustento que tinha.

Os adoradores podiam depositar suas ofertas em 13 cofres em forma de trombeta invertida (que ficavam no pátio das mulheres), bem como na sala do tesouro ali perto.

Em contraste com os ricos, que faziam grande exibição de suas ofertas, a viúva pobre não tinha muito para dar Dois leptos, eram a menor moeda judaica daquela época. Jesus elogiou a viúva por dar algo que envolveu sacrifício pessoal.


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


(Lucas 21:5) A adoração às formosas pedras

v. 5 E, quando alguns falaram sobre o templo, que estava adornado de formosas pedras e dádivas, ele disse:

Herodes, o Grande, começou a reformar o complexo do templo em 20 a. C. A obra foi concluída em 63 d. C. trinta anos depois da crucificação de Jesus. Algumas pedras do alicerce tinham 12 metros de comprimento. Outras eram revestidas de ouro.

(Lucas 21:6) Jesus alerta sobre a destruição

v. 6 Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará uma pedra sobre outra que não seja derrubada.

Advertisement

Usando uma hipérbole. Jesus declarou: não se deixará uma pedra sobre outra. Em 70 d. C. , o exército romano cumpriu esta profecia, arrasando o templo e a cidade de Jerusalém.

Muitas das enormes pedras do templo foram derrubadas para áreas mais baixas nas imediações do complexo.

(Lucas 21:7) Jesus adverte sobre o fim dos tempos

v. 7 E eles perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, mas quando serão essas coisas? E que sinal haverá quando estas coisas estiverem para acontecer?


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


As passagens paralelas em (Mt 24 e Mc 13) focalizam especialmente o final dos tempos, ao passo que Lucas está mais interessado na iminente destruição do templo (essas coisas).

Os v. 25-28/, no entanto, falam na segunda vinda de Cristo. Os eventos que levaram á destruição do templo em 70 d. C. prefiguram os últimos dias, que levarão á volta de Jesus.

Advertisement

(Lucas 21:8-10) O Senhor alerta sobre os falsos Cristos

v. 8 E ele disse: Acautelai-vos para que não vos enganem; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e o tempo está próximo; não vades, portanto, após eles.
v. 9 Mas, quando ouvirdes de guerras e tumultos, não vos apavoreis; porque é necessário que primeiro aconteçam essas coisas, mas o fim não será logo.
v. 10 Então, lhes disse: Nação se levantará contra nação, e reino contra reino;

O surgimento de falsos messias e esquemas para definir datas (o tempo está próximo), bem como guerras mundiais, continuarão a acontecer por toda a era presente. Porém, estas coisas precisam acontecer e fazem parte da demora esperada antes do fim desta era.

(Lucas 21:11) Os sinais do fim

v. 11 e haverá em vários lugares, grandes terremotos, e fomes, e pestilências; haverá fenômenos atemorizantes e grandes sinais haverá do céu.

Terremotos, e fomes, e pestilências de diferentes intensidades irão acontecer ao longo da história até o fim desta era. Grandes sinais haverá do céu provavelmente são fenômenos cósmicos, como os profetizados em (Jl 2:28-32) e cumpridos em (Ap 6:13-14).

Advertisement

(Lucas 21:12-15) As perseguições

v. 12 Mas, antes de todas essas coisas, eles lançarão mão de vós, e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e às prisões, e conduzindo-vos diante de reis e governadores, por causa do meu nome.
v. 13 E isso vos acontecerá por testemunho.
v. 14 Decidi, pois, em vosso coração a não premeditar como haveis de responder;

v. 15 porque eu vos darei boca e sabedoria, que todos os seus adversários não poderão resistir nem contradizer. 

Estes versículos retomam a discussão das circunstâncias imediatas dos apóstolos e seus colaboradores no evangelho.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


A perseguição por parte dos judeus (sinagogas) e dos gentios (reis e governadores) trará oportunidades de das testemunho de Cristo. Eu vos darei boca é praticamente uma repetição da promessa que Jesus fez em (Lc 12:11-12).

(Lucas 21:16-19) As traições que virão

v. 16 E vós sereis traídos pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos; e eles matarão alguns de vós.
v. 17 E sereis odiados por todos os homens por causa do meu nome.

v. 18 Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.
v. 19 Na vossa paciência, possuí a vossa alma.

Advertisement

Quando lhes sobrevieram problemas após a morte de Jesus, os discípulos sentiam conforto ao lembrar que o Mestre já tinha avisado que eles seriam “odiados” e até mesmo traídos pelas pessoas mais próximas deles. Não perecerá um único cabelo da vossa cabeça fala de segurança espiritual.

Não devemos entender que paciência (Gr. huponome, “perseverar, firmeza inabalável”) significa que conseguimos a salvação nos esforçando para perseverar.

Pelo contrário, é obrigatório que todo cristão verdadeiro tenha perseverança. Afinal, a força para perseverar é dada por Deus.


A Chave para Interpretar todos os Gêneros e Contextos da Bíblia de modo Simples, porém com muita Profundidade…
(Clique Aqui e Acesse)


(Lucas 21:20-22) A desolação que está por vir

v. 20 E, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, então sabei que é chegada a sua desolação.
v. 21 Então, deixai os que estiverem na Judeia fugirem para os montes; e deixai os que estiverem no meio dela, saírem; e não deixai os que estiverem nos campos entrar ­nela.
v. 22 Porque estes são dias de vingança, para que tudo o que está escrito seja cumprido.

As palavras Jerusalém e sua desolação indicam que é aqui que as perguntas do v. 7 são respondidas. O “sinal” de que o templo e a cidade estavam prestes a ser destruídos seria quando Jerusalém estivesse cercada de exércitos.

Advertisement

(Mt 24:15) fala da “abominação da desolação” mencionado por Daniel (Dn 9:27), (Lc 11:31), que estará no Lugar Santo do templo, Lucas fala apenas da devastação de Jerusalém.

Quando a cidade fosse cercada, todos os habitantes e aqueles que estivessem nas regiões próximas (Judeia) deveriam fugir para salvar suas vidas, porque o cerco fazia parte da planejada vingança (Gr. ekdikesis, “execução da justiça, retribuição”) de Deus contra Jerusalém.

(Lucas 21:23-24) A grande aflição

v. 23 Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Porque haverá grande aflição na terra, e ira sobre este povo.

v. 24 E eles cairão ao fio de espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.

Advertisement

(Mateus 24:21) usa a expressão “grande tribulação”, tirada de (Dn 12:1), para se referir á intensidade do sofrimento que haverá nesse tempo de juízo Lucas a chamou de grande aflição (Gr. anagke, “apuro”, grande calamidade”).

Ira é a ira de Deus contra o pecado, expressa em seu justo juízo.

Os sobreviventes da destruição de Jerusalém em 70 d. C. foram dispersos por todo o mundio conhecido na época, indo muito mais longe do que na Diáspora, que ocorreu no exílio babilônico, centenas de anos atrás.

De 70 d. C. até o surgimento do atual estado de Israel, em meados do século 20, Jerusalém foi dominada pelos gentios.

Advertisement

Os tempos dos gentios se refere ao tempo oportuno atual (Gn. kairoi), em que as nações gentias estão abraçando o evangelho.

Enquanto isso, Israel está espiritualmente endurecido e continuará assim até perto do fim (Rm 11:25-26).

(Lucas 21:25-26) Mais alguns sinais cósmicos

v. 25 E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e sobre a terra, aflição das nações, com perplexidade; o mar e as ondas bramindo;

v. 26 o coração dos homens desfalecerá por medo da expectativa daquilo que sobrevirá à terra; porque os poderes do céu serão abalados.

Sinais no sol, e na lua, e nas estrelas já foram mencionados em (Lc 21:11), e provavelmente se referem a (Jl 2:28). Esses fenômenos cósmicos trarão grande aflição á população mundial.

Advertisement

(Lucas 21:27) A volta de Cristo

v. 27 E eles então verão o Filho do Homem vindo em uma nuvem, com poder e grande glória.

A segunda vinda de Cristo é descrita em termos que fazem lembrar a profecia de (Dn 7:13), (o Filho do homem vindo... com… grande glória).

Esta passagem também é citada em relação á volta de Cristo em (Ap 1:7).

(Lucas 21:28-31) A redenção se aproxima

v. 28 E quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima.

v. 29 E ele falou-lhes uma parábola: Olhai para a figueira e para todas as árvores;

v. 30 quando elas já começam a brotar, as vedes e, por vós mesmos, sabeis que o verão está próximo.

v. 31 Assim também vós, quando virdes acontecer essas coisas, sabei que o reino de Deus está próximo.

Em vez de se amedrontar ao ver estes sinais, os cristãos devem se sentir encorajados, porque estes elementos indicam que o plano de redenção de Deus está se completando e o advento do reino de Deus está próximo.

É como observar as árvores ganhando folhas na primavera e saber que o verão está próximo.

(Lucas 21:32-33) O cumprimento da palavra de Deus

v. 32 Verdadeiramente eu vos digo: Que não passará esta geração até que tudo se cumpra.

v. 33 O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

Esta geração provavelmente se refere àqueles que estarão vivos quando os diversos fenômenos descritos por Jesus começarem a acontecer em rápida sucessão.

Visto que “geração” (Gr. genea) ás vezes significa “família” ou “posteridade”, alguns acreditam que este termo se refere especificamente ao povo de Israel.

Sobre o céu e a terra… mas as minhas palavras, ver (Mt 5:17-18).

(Lucas 21:34-36) Jesus alerta para que deixem o pecado

v. 34 E tomai cuidado por vós mesmos, para que em nenhum momento os vossos corações sejam sobrecarregados com excessos, e embriaguez, e cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha desprevenidamente. 

v. 35 Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

v. 36 Vigiai, pois, orando sempre, para serdes considerados dignos de escapar de todas essas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.

Aquele dia é o dia em que Cristo voltará. Aqueles que se deixarem levar por uma vida mundana (excessos e embriaguez) ou pelos cuidados da vida serão pegos de surpresa quando Cristo voltar.

A maneira certa de vigiar é estar alerta em oração (Lc 18:8), o que irá preparar o cristão para estar em pé e não ser envergonhado diante do Filho do homem em Sua vinda (ver 1Jo 2:28).

(Lucas 21:37-38) O monte das Oliveiras

v. 37 E, de dia ele ensinava no templo, e à noite, saindo, ficava no monte chamado monte das Oliveiras.

v. 38 E todo o povo chegava cedo de manhã a ele no templo, para ouvi-lo.

O dia e a noite se referem ao cronograma de Jesus para cada dia da Semana da Paixão.

A menção do monte das Oliveiras antecipa o incidente em que Ele foi traído e preso (Lc 22:39).

Conclusão

Com isso, concluímos que apesar de todas as dificuldades que passaremos o Senhor nos mostra que ele voltará para sanar tudo isso, porém, nós devemos buscar justificar e nos arrependermos dos nossos pecados.

Todos que mantiverem sua e estiverem ao lado do Senhor serão salvos, mas isso não significa que não passaremos por aflição.

E sim que diante da aflição Jesus não irá nos abandonar e que nós saibamos busca-lo enquanto ainda há tempo.

Lucas 21 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *