Salmo 7 Estudo: O Escudo e Proteção de Deus

No Salmo 7 estudo nós aprendemos que a oração ajuda a superar a dor e nos aproxima do amor de Deus. Este salmo fala sobre como Deus defende a justiça e se defende contra os homens maus que o acusam injustamente.

O Salmo 7 foi escrito pelo Rei Davi. Seu título indica que esse hino é o clamor de Davi a Deus, e é sobre os benjamins chamado Coche. É difícil determinar quem é essa pessoa e quando ela acusou Davi falsamente.

Advertisement

Alguns estudiosos acreditam que talvez ele tenha sido um dos informantes do rei Saul quando quis matar Davi (cf. Samuel 22-26). Essa possibilidade coincide com o fato de Saul também ser benjaminista.

Outra possibilidade é que na época da rebelião de Absalão, Kux era um dos inimigos de Davi na tribo de Benjamim.

Advertisement

De qualquer forma, o que realmente se sabe é que Coxi espalhou terríveis mentiras sobre Davi, fazendo com que Davi clame ao Senhor para salvá-lo e defendê-lo.

Ainda no título do Salmo 7, o misterioso substantivo hebraico shiggaion- “shiggaion de Davi” é usado. Os estudiosos dizem que essa expressão pode indicar um forte protesto em um humor forte e turbulento.


Você ler a Bíblia todos os dias mas Não consegue Entender a Mensagem de Deus? Clique Aqui e venha Estudar Teologia Conosco de Maneira Fácil e Descomplicada! 📖


Alguns críticos também disseram que essa palavra pode estar relacionada a possíveis mudanças no ritmo dos Salmos (ver Habacuque 3: 1).

(Salmo 7:1-2) Confiança em Deus

v. 1 Ó Altíssimo meu Deus, em ti eu ponho a minha confiança; salva-me de todos aqueles que me perseguem, e levra-me;

v. 2 Para que ele não rasgue a minha alma como um leão, dilacerando-a em pedaços, enquanto não há ninguém para me livrar.

Advertisement

O uso da palavra todos aqueles que me perseguem para descrever inimigos indica que o salmista era um homem procurado.

Ele compara seus perseguidores coletivamente a leões que dilaceram e despedaçam suas presas. Esta é uma descrição animal muito usada para inimigos nos salmos.

Os leões espreitam em lugares ocultos a fim de atacar suas presas (Sl 10:9), (Sl 17:12), sua boca e dentes são ameaçadores (Sl 58:6) e seu rugido também (Sl 22:13).


Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?
(Clique Aqui e Sabia Mais)


No novo testamento, a mesma figura de um leão rugindo é usada para Satanás, o maior inimigo do cristão (1Pe 5:8).

(Salmo 7:3-5) Declaração de inocência em forma de juramento

v. 3 Ó Deus Todo Poderoso, se eu fiz isto, se houver iniquidade nas minhas mãos;

v. 4 Se recompensei com o mal àquele que estava em paz comigo (sim, eu livrei aquele que sem causa é meu inimigo);

Advertisement

v. 5 Que o inimigo persiga a minha alma e a toma; sim, que ele pisoteie a minha vida sobre a terra, e coloque minha honra no pó. Selaá.

Estes versículos contêm uma declaração de inocência em forma de juramento (Jó 31:16-22). As declarações se são retóricas e presumem que o salmista era inocente destas condições (“se eu… e se houver”).

As consequências são afirmadas em uma típica fórmula de voto, usando a palavra “que”. Isso não denota inocência absoluta, é apenas usado para transmitir a ideia de sofrer sem justa causa. Não há um pecado ou desobediência evidente contra Deus que justifique estas consequências.


⚠️ E-book Grátis para Pregadores ⚠️:


É outra forma de declarar que o salmista não agiu conscientemente com injustiça para com ninguém, nem prejudicou àquele que estava em paz com ele de propósito, muito menos roubou de ninguém, nem mesmo de seus inimigos. Portanto, ele não devia estar sendo tratado desta maneira.

(Salmo 7:6-8) Invocando o juízo do Criador sobre inimigos

v. 6 Levanta-te, Ó Criador, na tua ira; eleva-te por causa da ira dos meus inimigos; e desperta por mim para o juízo que tu comandaste.
v. 7 Assim a congregação dos povos te cercará; por causa deles, portanto, retorna para as alturas.
v. 8 O Criador julgará os povos; julga-me, Ó Pai, de acordo com a minha justiça, e de acordo com a minha integridade que está em mim.

Advertisement

Invocar o juízo de Deus sobre inimigos é conhecido como imprecação (ver nota em Sl 109:1-31). O chamado levanta-te, ó Criador era usada como grito de guerra quando Israel se preparava para enfrentar seus inimigos (Nm 10:35).

A justiça invocada já tinha sido ordenada por Deus. Yahuah é o Juiz de toda a terra (Gn 18:25) e prometeu julgar o mundo inteiro (1Sm 2:10), (1Cr 16:33), portanto este pedido está de acordo com o caráter de Deus e com sua promessa.

Alguns identificam congregação dos povos como a assembleia divina de anjos (Sl 82:1); no entanto, “povos” é mais usado para nações e provavelmente representa um ajuntamento de nações perante Yahuah, o Juiz.

Esta seção termina com um pedido de vindicação baseado na justiça e integridade da pessoa que está orando (Sl 25:21), (Sl 26:1).

Advertisement

Assim como nos v. 3-5, esta não é uma declaração de inocência total de pecado, apenas de pecados conscientes que justificariam esta perseguição.

(Salmo 7:9-11) A justiça de Deus

v. 9 Ó que a perversidade dos perversos venha ao fim; mas estabelece o justo; porque o justo Deus testa os corações e os rins.
v. 10 Minha defesa é de Yahuah, que salva o reto de coração.
v. 11 O Altíssimo julga os justos, o Altíssimo está irritado com os perversos todos os dias.

A justiça de Deus garante proteção, a qual é retratada como uma defesa. Corações e rins, traduzidos como no original hebraico, é uma figura usada para descrever as partes internas do homem que não estão visíveis.


Domine a Arte de Elaborar e Pregar Sermões Expositivos, Temáticos e Textuais, para Ensinar com Profundidade, Clareza e Fidelidade as Escrituras!
(Clique Aqui e Confira)


Neste caso, a expressão se refere a pensamentos e razões íntimas. Outro texto que usa um conceito semelhante é Sl 139:13, onde a ideia é que Deus conhece cada parte de uma pessoa; nada está escondido dele.

(Salmo 7:12-13) Atributos do Altíssimo

v. 12 Se o homem não se transformar, ele afiará a sua espada; ele curvou o seu arco, e o preparou.

v. 13 Ele também preparou para si instrumentos de morte; ele ordena suas flechas contra os perseguidores.

Advertisement

A fígura passa de Deus como Juiz para Deus como Guerreiro. Esta imagem de Deus fazia parte da história de Israel, pois era Aquele que lutava por Seu povo (Dt 32:41-42).

Deus estava preparado e pronto para atacar (i.e, julgar) quem quer que não se arrependesse.

(Salmo 7:14-16) Dores de iniquidade

v. 14 Eis que o mau está com dores de iniquidade, e concebeu o dano, e trouxe a falsidade.
v. 15 Ele fez uma cova, e a cavou, e caiu na vala que ele fez.


A Chave para Interpretar todos os Gêneros e Contextos da Bíblia de modo Simples, porém com muita Profundidade…
(Clique Aqui e Acesse)


v. 16 Seu dano retornará sobre a sua própria cabeça; e o seu lidar violento descerá sobre a sua própria cabeça.

Os termos dores e concebeu retratam o ímpio criando, incubando e liberando sua iniquidade no mundo como se fossem filhos (ver Jó 15:35), (Is 59:4), (Tg 1:15) para figuras semelhantes.

Advertisement

As conspirações dos ímpios saíram pela culatra (Sl 9:15), (Sl 35:8), (Sl 57:6), (Sl 141:10). Esta justiça poética também é descrita em Pv 26:27 e no livro apócrito Sirácida 27:25: “Quem lança uma pedra para cima a lança sobre sua própria cabeça”.

(Salmo 7:17) Altíssimo

v. 17 Eu louvarei ao Criador de acordo com a sua justiça, e cantarei louvores ao nome do Senhor Altíssimo.

Altíssimo (Heb. ‘elyon) aparece como um título para Deus pela primeira vez em Gn 14:18-22, mas também é usado em todo o antigo testamento para enfatizar Sua soberania sobre toda a humanidade (Dt 32:8), (Sl 47:2), (Dn 4:17).

Conclusão

O estudo de Salmo 7 nos ensina que além do amor e bondade de Deus serem impressionantes, sua justiça também é.

Advertisement

Apesar de muitos pensarem o contrário, Deus não trata de maneira igual justos e ímpios, a não ser em aspectos mais generalistas da vida.

Além da salvação disponível a todos por meio de Jesus, que ainda deve ser recebida no coração do indivíduo quando ele o aceita como seu suficiente salvador.

Nas demais coisas, há diferença no comportamento entre quem serve e não serve ao Senhor, que os trata, por sua vez, na mesma medida de suas ações.

Por isso, o salmista clama pelo manifestar da justiça de Deus, visto que, mais uma vez, a maldade de seus inimigos o afligia.

Advertisement

A princípio, ele pede para o Senhor avaliá-lo pela sua integridade, para só então fazer sua petição contra os malfeitores.

Pois boa parte das pessoas pedem pela justiça de Deus, sem antes analisar se naquela situação ela é realmente uma vítima.

Em seguida, com riqueza de detalhes, Davi dá ênfase ao atributo da justiça de Deus.

É comum tratarmos o Senhor somente com um Deus bom e amoroso, porque ele é de fato.

Mas em hipótese alguma devemos nos esquecer de seus outros atributos, os quais compõem a plenitude do caráter de Deus.

Advertisement
Salmo 7 estudo.

Sobre o Autor

Olá, me chamo Lázaro Correia, sou Cristão, formado em Teologia e apaixonado pela Bíblia. Aqui no Blog você vai encontrar diversos estudos Bíblicos e muito conteúdo sobre vida Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *